Quem elogia… alcança!

Carlos Costa, o governador do Banco de Portugal, elogiou hoje o papel do banco central angolano na estabilização da economia de Angola, cujas políticas, “se forem bem feitas”, vão contribuir para um país mais próspero. “Se forem bem feitas”… Como diria La Palice, se Agostinho Neto não tivesse morrido… estaria vivo. Carlos Costa, que está em Luanda para participar em várias conferências e assinar um Acordo Geral de Cooperação entre o Banco Nacional de Angola e o Banco de Portugal, foi palestrante na Faculdade de Direito da Universidade Agostinho Neto,…

Leia mais

Reservas líquidas caem
e estão ao nível de 2011

O gabinete de estudos do Banco Fomento Angola disse hoje que as reservas líquidas de Angola em moeda estrangeira caíram para 10,1 mil milhões de dólares, o valor mais baixo desde pelo menos 2011, ano em que começaram a ser feitas estas estatísticas. De acordo com o relatório semanal enviado aos investidores, os analistas do BFA sublinham que este valor, equivalente a 9,1 mil milhões de euros, “é o valor mais baixo desde pelo menos 2011, quando a actual série estatística começou”. No documento, o gabinete de estudos económicos do…

Leia mais

Daves na roleta do MPLA

A nova ministra das Finanças (enquanto João Lourenço não acordar a pensar em fazer mais exonerações), Vera Esperança dos Santos Daves de Sousa, é natural de Luanda, licenciada em Economia pela Universidade Católica de Angola (UCAN) e no último congresso extraordinário do MPLA passou (como não poderia deixar de ser) a integrar o Bureau Político do MPLA, partido no Poder há 44 anos e único campo de recrutamento de peritos para Angola. De 35 anos de idade, Vera Daves é a primeira mulher que ascende ao cargo de ministra das…

Leia mais

Vergonha procura-se!

Num país de 30 milhões de habitantes e que tem 20 milhões de pobres, é caricato e ultrajante ver a primeira-dama da Reino, Ana Dias Lourenço, defender a necessidade dos cidadãos investirem mais o seu tempo e recursos no aumento dos níveis de literacia financeira. Soubesse a esposa do Presidente da República o que é ser gerado com fome, nascer com fome e morrer com fome e estaria caladinha. Por Orlando Castro (*) Ao discursar na abertura da 2ª Feira do Investidor, promovida pela Comissão de Mercado de Capitais (CMC),…

Leia mais

Evolução? Negativa (pois!).
E o “rating”? “Lixo” (claro!)

A agência de notação financeira Fitch desceu a Perspectiva de Evolução da economia de Angola, mantendo o país no nível B, abaixo da recomendação de investimento, com o “rating” de “lixo”, devido à lenta recuperação económica e ao aumento da dívida pública. “A revisão da Perspectiva de Evolução da economia de Estável para Negativa reflecte a deterioração das métricas da dívida, a contínua queda das reservas externas e uma recuperação económica adiada e mais lenta do que o previsto”, escrevem os analistas na explicação que sustenta a acção de “rating”.…

Leia mais

Um partido sempre, mas sempre, (omni)presente!

A administração do Banco angolano Yetu assegurou hoje “solidez de fundos para garantir estabilidade” da instituição formada por capitais privados, tendo como accionista maioritário o deputado do MPLA (como é óbvio) Elias Piedoso Chimuco. Aliás, o que seria de Angola, de África, do mundo, se o MPLA não existisse? Por isso o Presidente diz: o MPLA esteja convosco. E os escravos respondem: ele está no meio de nós! Segundo Eduardo Severim de Morais, presidente do Conselho de Administração da instituição bancária, fundada em 17 de Setembro de 2015, em 2018…

Leia mais

Cooperação e supervisão

O Conselho Nacional de Estabilidade Financeira (CNEF), entidade facilitadora da articulação e intercâmbio de informação entre os organismos de supervisão do sistema financeiro, coordenado pelo Ministro das Finanças de Angola, Augusto Archer Mangueira, promoveu a realização da “IV Reunião Ordinária”, que decorreu hoje, quinta-feira. A “IV Reunião Ordinária” congrega como membros o Coordenador do CNEF, Archer Mangueira, o Governador do Banco Nacional de Angola e Coordenador Adjunto do CNEF, José de Lima Massano, Rui Miguens (Vice-Governador do BNA), Aguinaldo Jaime (PCA da ARSEG), Jesus Teixeira (Administrador da ARSEG), Mário Gavião…

Leia mais

Governo anémico, país anémico, MPLA anémico

O ministro das Finanças angolano, Archer Mangueira, admitiu hoje, em Luanda, que Angola, à semelhança das maiores economias da África Subsaariana, também enfrenta no curto prazo “perspectivas anémicas do crescimento real” (isto significa “demasiado lento e fraco”), apesar de a economia do país estar a recuperar. Archer Mangueira discursava na sessão de encerramento de uma conferência organizada conjuntamente pelo Banco Nacional de Angola (BNA) e pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), sobre as perspectivas económicas na África Subsaariana. “À semelhança das maiores economias da África Subsaariana e produtoras de recursos minerais…

Leia mais

Está tudo bem, Majestade?

Para a agência financeira Moody’s, o “perfil de crédito de Angola reflecte uma “baixa força económica” com “perspectivas económicas modestas”, acrescentando os peritos (que, é claro, se esqueceram de ouvir os seus homólogos do… MPLA) que a solidez financeira é “muito baixa”. Tudo normal e na santa paz (e sabedoria) de quem nos “governa” desde 1975. Assim, a Moody’s (que agora resolveu azucrinar a intocável competência “tripartida” do Presidente do MPLA, do Titular do Poder Executivo e do Presidente da República) considerou que o “rating” atribuído a Angola (B3) é…

Leia mais

Governo escolhe o inferno para prometer o paraíso

O ministro das Finanças de José Eduardo dos Santos e que transitou para o governo de João Lourenço, Archer Mangueira, relevou os efeitos positivos em Angola das respostas de natureza fiscal e monetária gizadas no Plano de Estabilização Macroeconómica (PEM), com particular incidência em 2018, noticia a agência Angop. Falando na abertura do 10.º Conselho Consultivo do Ministério das Finanças, iniciado no sábado em Cabinda, Archer Mangueira esclareceu que grande parte das energias despendidas, até agora, destinou-se a estabilizar as contas públicas, cuja trajectória, nos últimos anos (durante os quais…

Leia mais