(Pre)visões à medida de quem… paga

Há consultoras que dizem tudo e o seu contrário. De acordo com os seus próprios interesses, às segundas, quartas e sextas dizem que economia de Angola vai bater no fundo, às terças, quintas e sábados afirmam que que vai recuperar como nunca e, ao domingo, negoceiam o que vão divulgar nessa semana. Agora, a consultora NKC African Economics considerou que a economia de Angola deverá crescer 1,3% este ano, apesar das limitações impostas pela pandemia, da baixa produção de petróleo e da falta de água para a agricultura. Ou seja,…

Leia mais

MOSAP e a fome… continuam

O MOSAP II, também designado “Projecto de Desenvolvimento da Agricultura Familiar e Comercialização”, que até o momento atende sete províncias, vai ser estendido às demais províncias do país. Com charruas de tracção animal e a plantar as couves com a raiz para cima… o futuro está garantido! A informação foi avançada pelo ministro da Agricultura e Pescas, António Francisco de Assis, no final da quarta reunião ordinária da Comissão Económica do Conselho de Ministros, realizada no Palácio Presidencial, em Luanda. O Projecto, aprovado pela Comissão Económica, permite ao Ministério da…

Leia mais

MPLA roubou? Sim. É ladrão? Não.

O Cedesa, entidade internacional dedicada ao estudo e investigação de temas políticos e económicos da África Austral, em especial de Angola, considera que o país cometeu “um erro” ao entregar à estrutura judicial existente o combate contra a corrupção, defendendo a criação de um minissistema judicial para o efeito. Tem razão. Mas a ideia é mesmo essa. Por alguma razão o Procurador-Geral da República é um general, por alguma razão a PGR (como muitos outros organismos) é uma mera sucursal de um partido (o MPLA) que comanda o país há…

Leia mais

PREI, PAPE, PRODESI, PIDCR… Não basta dizer MPLA?

O Programa de Reconversão da Economia Informal (PREI) registou 39 pedidos de crédito no valor de 75,7 milhões de kwanzas na última semana. Trinta e um candidatos foram aprovados e beneficiaram de um financiamento no valor de 49,2 milhões de kwanzas, segundo informações do Ministério da Economia e Planeamento. Do valor concedido, 20, 4 milhões de kwanzas foram destinados ao sector de produtos e serviços da cadeia de agronegócio; 14,8 milhões para logística e distribuição de produtos agro-alimentares e de pesca; 10 milhões para o desenvolvimento de softwares e quatro…

Leia mais

Quando o sapateiro não sabe tocar rabecão

O Governo angolano vai diferenciar os activos recuperados pelo Estado em função da sua viabilidade económica e rentabilidade, através de um pré-diagnóstico, que definirá o destino a dar às empresas, foi anunciado. A “Estratégia de Abordagem dos Activos e Bens Recuperados pelo Estado” consta de um despacho presidencial nº48/21 de 19 de Abril. A estratégia compreende seis eixos entre os quais o enquadramento, visão geral sobre os activos recuperados, estratégia de abordagem aos activos recuperados e outros. Assegurar uma “gestão prudente, racional e diligente” dos bens e activos recuperados no…

Leia mais

Decidir primeiro, discutir depois

Duas organizações não-governamentais angolanas – Handeka e Mosaiko – que tinham sido convidadas para um encontro de auscultação sobre a proposta de revisão constitucional (decidida pelo Presidente da República, João Lourenço, e já aprovada pelo Presidente do MPLA, João Lourenço) rejeitaram o convite por entenderem que este serve apenas para legitimar uma decisão já tomada. Nem mais. O MPLA é Angola e Angola é do MPLA. A Handeka, uma organização criada em Junho de 2017 e que reúne activistas como Luaty Beirão (condecorado por João Lourenço) e Hitler Samussuku, e…

Leia mais

As duas faces de Bornito

O Vice-Presidente da República, Bornito de Sousa, exortou hoje os angolanos a resistirem ao imediatismo e pediu coragem para que os seus objectivos e sonhos sejam realizados. Está explicado. 45 anos de MPLA no Poder é sinónimo de “imediatismo”. Quanto ao resto, “coragem” deve significar – no caso de Cabinda – adoptar a máxima do MPLA: a luta continua e a vitória é certa. “Uma das grandes lições a retirar do processo que conduziu o país à Paz, no dia 4 de Abril de 2002, é de que não se…

Leia mais

Espanha avança, Portugal bajula e o Povo passa fome

Espanha está atenta a África e elegeu como prioritários um conjunto de cinco países, entre os quais Angola, que o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, visita no próximo dia 7, disse o embaixador daquele país em Luanda, Manuel Ruigómez (foto). A última visita de um chefe de estado espanhol a Angola aconteceu em 1991, quando Felipe González liderava o governo espanhol, e chegou a estar prevista a vinda de Mariano Rajoy em Março de 2018, mas a deslocação acabou por ser cancelada devido à situação política na Catalunha. Com a visita…

Leia mais

Não basta (re)citar a bula

O ministro da Economia e Planeamento, Sérgio Santos, solicitou hoje, em Ndalatando, aos operadores da sector agrícola do Cuanza-Norte a organizarem-se em cooperativas vocacionadas para a produção de algodão em grande e escala. Bom. Na impossibilidade de passar das palavras às acções, o Governo opta por repetir ao longo dos anos as mesmas receitas, as mesmas soluções, as mesmas propagandas. Sérgio Santos afirmou que esta é uma forma de inverter o quadro de dependência em matéria-prima importada pela fábrica têxtil do Dondo, no quadro do Programa de Apoio a Produção,…

Leia mais

Mais do mesmo, seis por meia dúzia

O deputado Virgílio de Fontes Pereira é o novo presidente do Grupo Parlamentar do MPLA, cargo antes exercido pelo deputado Américo Kuononoca (ex-Américo Cuononoca, na ortografia portuguesa). A decisão saiu da segunda reunião ordinária do Bureau Político, que decorreu no Auditório do Comité Central (Futungo II), em Luanda, orientada pelo presidente do MPLA, João Lourenço. De acordo com um comunicado distribuído à imprensa no final do encontro, o Bureau Político aprovou a indicação do ex-governador de Benguela, Rui Falcão, para secretário do Bureau Político para a Informação e Propaganda, em…

Leia mais