GAZELA ESTÁ A VIRAR… CÁGADO

Mais de 14 milhões de eleitores (incluindo mais de 2 milhões de mortos) estão inscritos para votar em 24 de Agosto numa das mais competitivas eleições em Angola, para escolher uma nova Assembleia Nacional, de onde sairão, o Presidente e o vice-presidente. Nestas quintas eleições da história participam sete partidos e uma coligação e além da primeira participação de dois partidos, o Partido Humanista (PH) e o Partido Nacionalista da Justiça em Angola (P-Njango), a novidade neste escrutínio será a participação pela primeira vez dos eleitores angolanos residentes fora do…

Leia mais

FESTA ELEITORAL ENCOBRE MEDO DE VIOLÊNCIA

A semana e meia das eleições gerais marcadas para 24 de Agosto, os cidadãos de Luanda elogiam a propaganda eleitoral, entre bandeiras e cartazes, que enfeitam as principais ruas e avenidas da capital angolana, mas temem os “focos de intolerância” que se notam no “ambiente de festa”. As bandeiras e cartazes das oito forças políticas concorrentes, maioritariamente afixadas em postes de iluminação pública, não passam despercebidas a quem circula pela capital angolana. Nas avenidas mais movimentadas de Luanda, como a Deolinda Rodrigues, Ho-Chi-Minh, Ngola Kiluanje, e nos largos da Mutamba…

Leia mais

MPLA ACEITARÁ OS RESULTADOS (DA VITÓRIA, É CLARO!)

O líder do MPLA, João Lourenço, disse hoje que o seu partido vai “aceitar e respeitar” os resultados que a Comissão Nacional Eleitoral (CNE/MPLA) divulgar sobre as eleições de 24 de Agosto em Angola. Claro que vai aceitar porque quem já decidiu a percentagem da vitória foi o MPLA, e a vitória é certa. O Presidente angolano e cabeça-de-lista às eleições gerais do MPLA, no poder desde 1975, considerou que os resultados “provisórios e depois os definitivos, quaisquer que sejam esses, devem ser respeitados pelos candidatos”. Claro que devem se…

Leia mais

ISS ACUSA O MPLA DE FRAUDE E TEME VIOLÊNCIA

De acordo com um relatório do Instituto de Estudos de Segurança (ISS, na sigla em inglês), que fala (como há muito o Folha 8 tem revelado e alertado) em possível manipulação das instituições eleitorais, será necessária mediação para evitar provável violência pós-eleitoral em Angola. Um relatório do ISS, da África do Sul, defende que “a mediação será necessária para evitar um provável conflito violento pós-eleitoral”, na sequência das eleições de 24 de Agosto em Angola. O documento considera dois cenários para a votação: “O primeiro, e mais provável, é que…

Leia mais

CNE JÁ SABE QUEM GANHA E A PERCENTAGEM DA VITÓRIA

A UNITA, o maior partido da oposição angolana que (a muito custo) o MPLA ainda permite, reiterou hoje o apelo aos eleitores para se concentrarem nas imediações das assembleias de voto após votarem, “para verificarem a acta síntese, por ser um acto legal”, e criticou a “histeria” do órgão eleitoral, a sucursal do MPLA que dá pelo nome de Comissão Nacional Eleitoral (CNE). “Por esta razão a UNITA vai manter o discurso, vamos continuar a apelar aos cidadãos para que se mantenham na assembleia e esperem pelo resultado, ou seja,…

Leia mais

CEGOS, SURDOS, MUDOS E… COBARDES

Os portugueses Paulo Portas, Carlos César e José Luís Arnaut foram escolhidos pelo candidato do MPLA, João Lourenço, para serem observadores nas eleições legislativas do próximo dia 24, e que – segundo confidenciou Marcelo Rebelo de Sousa ao próprio João Lourenço – o MPLA já ganhou. Por Orlando Castro Os ideólogos do regime que desgoverna Angola desde 1975 e os políticos portugueses entendem, em grande parte por culpa nossa, que somos todos matumbos. E se por cá se fomenta o medo, a ignorância, o pensamento único, o mesmo (ainda) não…

Leia mais

ESCOLHIDOS POR JOÃO LOURENÇO

A CNN Portugal foi a primeira a receber a ordem superior do MPLA para noticiar que Paulo Portas, Carlos César e José Luís Arnaut vão integrar a missão de observação das próximas eleições legislativas angolanas, agendadas para 24 de Agosto, a convite do governo de João Lourenço. No dia 16 de Janeiro de 2018, o vice-presidente da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa (CCIP), Paulo Portas, afirmou que a transição em Angola “é para levar a sério” e não “cosmética” como alguns analistas disseram. Finalmente os sipaios portugueses (os angolanos…

Leia mais

A EDUCAÇÃO PATRIÓTICA DA PGR E DA CNE

A Procuradoria-Geral da República (PGR) angolana “está a monitorar o país” e tem registado crimes eleitorais, nomeadamente “furto de bandeiras e queima de material de propaganda” de diversos partidos, que têm merecido resposta dos órgãos judiciais, disse fonte oficial. Segundo o vice-procurador-geral, Mota Liz, a PGR tem estado a monitorar o país em relação à prática de determinados crimes, sobretudo nesta fase de campanha eleitoral, e o “furto de bandeiras e a queima de material de propaganda” dos partidos lideram as ocorrências. “Além de outros crimes que têm estado a…

Leia mais

MPLA JÁ FORNECEU O GUIÃO AOS OBSERVADORES EUROPEUS

A missão de peritos eleitorais da União Europeia já se encontra em Angola e foi recebida pela presidente do Tribunal Constitucional (sucursal do MPLA), Laurinda Cardoso, segundo uma nota do gabinete de comunicação do TC. A missão europeia chegou a Angola na passada quinta-feira e é chefiada pela Embaixadora da União Europeia em Angola, Jeannette Seppen. Conta igualmente com a presença de Tânia Maria Magalhães Marques e de Alexandre Gray, ambos responsáveis do Serviço Europeu para a Acção Externa (SEAE). Durante a audiência com Laurinda Cardoso, a missão europeia recebeu…

Leia mais

ESTADO (MPLA) ALIENA 30% DA BODIVA

O Instituto de Gestão de Activos e Participações do Estado (IGAPE) de Angola anunciou a abertura de um concurso para a alienação de 30% do capital da Bolsa de Dívida e Valores de Angola (BODIVA). As acções vão ser vendidas através de um concurso limitado por prévia qualificação, segundo o comunicado do IGAPE. O concurso prevê a alienação de 30.000 acções com o valor nominal de 9.000 kwanzas (20,5 euros) representativas de 30% da BODIVA, agrupadas em 60 lotes de 500 acções cada um. Cada concorrente pode adquirir até um…

Leia mais