“ESTÁ NAS ÚLTIMAS”

Segundo o jornal português Expresso, José Eduardo dos Santos “está nas últimas”. Foi assim, diz o jornal, que uma fonte do gabinete de José Eduardo dos Santos, que está em contacto com a clínica em Barcelona, qualificou a evolução do estado de saúde do ex-presidente de Angola nas últimas 24 horas. Acrescenta que os resultados dos exames de tomografia realizados esta segunda-feira dão conta de graves lesões isquémicas no cérebro, que ainda não tinham sido detectadas. Em 2018, no discurso de encerramento do VI Congresso Extraordinário do MPLA, João Lourenço…

Leia mais

SÓ OS DITADORES MANDAM MATAR OS MENSAGEIROS

O Conselho Directivo da Entidade Reguladora da Comunicação Social Angolana (ERCA), sucursal para a comunicação social do MPLA deliberou em Janeiro de 2021 – de acordo com as ordens superiores do patrão – o que a seguir se transcreve. Por Orlando Castro «1. Chamar a atenção de toda a comunicação social e dos jornalistas em particular, para a entrada em vigor no próximo mês de Fevereiro das leis que aprovam o Código Penal Angolano e o Código do Processo Penal Angolano em Novembro de 2020 pela Assembleia Nacional e já…

Leia mais

ESTÁ CONFIRMADA A FRAUDE ELEITORAL

Os números não deixam de surpreender. São milhares? Não! Milhões! O MAT, mancomunado com os SME, Polícia Guarda Fronteira, vão escancarar as fronteiras de Angola com os países vizinhos, para entrarem “falsos” cidadãos, autênticos mercenários eleitorais, vindos das República Democrática do Congo, República do Congo, Mali, Eritreia, Etiópia, Guiné Conacri, São Tomé, que entrarão pelas províncias do Uíge, Cabinda, Zaire, Lundas Norte e Sul, Moxico. Por William Tonet Os locais onde antes haviam controlos policiais foram levantados e a entrada é como o deslize de faca quente em manteiga mole.…

Leia mais

GOVERNO ELOGIA GOVERNAÇÃO DO… MPLA

Em mais uma acção de campanha eleitoral o MPLA, com as vestes de Governo, anunciou hoje que cerca de 450 mil milhões de kwanzas (975,5 milhões de euros) foram já gastos com a implementação, há três anos, dos projectos da carteira do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) em Angola. Segundo o secretário de Estado para as Autarquias Locais, Márcio Daniel, dos 2.710 projectos inscritos no PIIM cerca de 2.040 estão em execução nas 18 províncias angolanas com a respectiva verba assegurada. O governante, que falava por ocasião da…

Leia mais

FANTASMA “ISABEL” ATORMENTA O ESTERTOR DE JOÃO LOURENÇO!

Depois de ter cuspido no prato em que se alimentou, à grande e à francesa durante décadas, João Lourenço descobriu a “pedra filosofal” ao ordenar a substituição dos pratos de latão usados pelo Povo por louça de porcelana da mais alta qualidade. Tal como fazem nos países da Europa, nos EUA, ou das Arábias. O Povo, inicialmente, gostou da ideia. Vinte milhões de pobres aplaudiram. Hoje, contudo, constatam que o prato – embora de porcelana – está sempre vazio. Acrescentam ainda que preferiam os pratos antigos, de latão, de lata…

Leia mais

JOÃO LOURENÇO MERECE DOUTORAMENTO “HONORIS CAUSA” PELO… ISCTE

Os ministros da Defesa de Portugal (Helena Carreiras) e de Angola (João Ernesto dos Santos) assinaram hoje um programa-quadro até 2026, que renova os projectos actuais e aprofunda a cooperação em temas como a ciberdefesa, hidrografia ou as alterações climáticas. O MPLA agradece mais esta acção de propaganda. Já agora, o Folha 8 sugere que o ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa, atribua o doutoramento “honoris causa” a João Lourenço… “O programa-quadro agora assinado vem renovar a cooperação antiga e muito frutuosa que temos entre Angola e Portugal neste domínio,…

Leia mais

O MILAGRE DA MULTIPLICAÇÃO

O MPLA, partido no poder em Angola há 46 anos (desde a independência), submeteu hoje à sua sucursal Tribunal Constitucional a sua candidatura para as eleições gerais do dia 24 de Agosto deste ano, com um número de subscrições que ultrapassaram as 15.000 exigidas por lei. Quem diria, não é? O processo, organizado em 212 pastas, foi entregue pelo mandatário Pedro Neto, que esteve acompanhado pela vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, pelo secretário-geral do partido, Paulo Pombolo, e outros dirigentes da organização política, entre os quais a candidata a vice-Presidente…

Leia mais

OBSERVADORES ELEITORAIS SÓ FEITOS À MEDIDA… DO MPLA

O líder da UNITA, Adalberto da Costa Júnior, apelou ao Governo angolano (ou seja ao MPLA) para que avance com o pedido de observação internacional democrática das próximas eleições, para que esta não se restrinja aos “primos africanos”. Não serão primos africanos. Serão mesmo irmãos do MPLA, sejam africanos e/ou europeus. Adalberto da Costa Júnior falava aos jornalistas após receber uma delegação da União Europeia, num encontro em que foram analisados desafios do período eleitoral, entre outros temas, e que descreveu como “bastante positivo”. Sublinhando as “grandes expectativas” quanto a…

Leia mais

“O MAIOR PARTIDO DO… MUNDO”

O líder do MPLA, partido no poder em Angola há 46 anos, disse hoje em Mbanza Congo, capital da província do Zaire, que é obrigação de todos (será que “todos” inclui o próprio MPLA?) credibilizarem as eleições de 24 de Agosto próximo, ao invés de procurarem manchá-las, qualificativo que – aliás – se aplica desde sempre à estratégia da sua própria organização. João Lourenço, que também é Presidente do República e Titular do Poder Executivo, dirigiu-se hoje aos militantes do MPLA no Zaire, onde apresentou a candidata do partido a…

Leia mais

MPLA NUNCA PERMITIRÁ QUE SE ACUSE O SEU HERÓI

A Plataforma 27 de Maio recordou hoje as vítimas da repressão política em Angola (reino também “conhecido” por República Agostinho Neto) do que consideram “um dos acontecimentos mais sangrentos (milhares e milhares de mortos nos massacres ordenados, em 1977, por Agostinho Neto) da história da África independente” e insistiu numa investigação independente para chegar à verdade histórica. Em comunicado, a Plataforma 27 de Maio, que reúne sobreviventes e órfãos do alegado golpe de Estado (na versão do MPLA), assinala que o Presidente da República de Angola e do MPLA, João…

Leia mais