“BREAK NEWS”. MPLA APROVA… JOÃO LOURENÇO

O Bureau Político do MPLA, no poder há 46 anos, aprovou hoje candidatura de João Lourenço a presidente do partido, que deverá ser submetida à aprovação do Comité Central em reunião agendada para segunda-feira. A notícia – pela sua originalidade – está a ser manchete nos principais órgãos mundiais, da TPA ao The New York Times do Sambizanga… João Lourenço, actual Presidente de Angola e do MPLA, é o único candidato à liderança do partido no poder em Angola, no âmbito do VIII Congresso ordinário a realizar-se entre 9 e…

Leia mais

FOLHA 8 CAUSA CATARRO À LUSA

Terá a Lusa recebido ordens superiores (de Luanda ou de Lisboa) para nunca citar o Folha 8? A Lusa prefere citar fontes secundárias, mesmo quando estas citam o Folha 8. Estaremos na presença de uma sequela da comédia “Paulo Catarro”, agora com realização dos peritos de João Lourenço? Por Orlando Castro Recuemos a Março de 2017. Para sua majestade o então rei de Angola, José Eduardo dos Santos, “jornalista” bom, e que quisesse continuar vivo, era aquele que não viu nada, nada ouviu e que faz tudo para agradar ao…

Leia mais

SE ENTRAR CALADO, SAIR MUDO E VOTAR EM JOÃO LOURENÇO…

O putativo pré-candidato à liderança do MPLA, António Venâncio, que viu rejeitada a sua intenção de concorrer ao congresso do partido no poder em Angola há 46 anos, por incumprimento do prazo, disse hoje que vai recorrer ao Comité Central do partido. Tudo indica que se entrar calado, sair mudo e votar em João Lourenço verá a sua candidatura viabilizada. Segundo António Venâncio, a subcomissão de candidaturas não é a última instância, havendo ainda outras para as quais pode recorrer, nomeadamente a comissão eleitoral, o Comité Central, a comissão de…

Leia mais

46 ANOS DE (IN)DEPENDÊNCIA DO MPLA

O Presidente angolano, igualmente Presidente do MPLA (partido no Poder há 46 anos) e Titular do Poder Executivo, general João Lourenço, considera que a “guerra prolongada”, após a independência, “adiou o país”, afirmando que os desafios de “manter as conquistas da paz” e de construir a unidade nacional e edificar uma nação reconciliada “são prementes”. “Estamos incluídos”?, perguntam os 20 milhões de angolanos pobres. João Lourenço, na sua mensagem à nação, divulgada hoje por ocasião do 46.º aniversário da independência nacional, que se assinala nesta quinta-feira, refere que “a ocupação…

Leia mais

SÓ OS “MESTRES” ANTECIPAM AS VITÓRIAS

O Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou que vai visitar Luanda, a convite do homólogo angolano, para marcar presença na feira do livro da capital de Angola. Certamente que, entretanto, aproveitou o encontro para felicitar João Lourenço por ter sido “reeleito” como líder do MPLA e, é claro, também por ter vencido as eleições de… 2022. Por Orlando Castro (*) “Eu agora terei uma deslocação, mas é a Luanda, para ir, a convite do Presidente [da República de Angola] João Lourenço, à Feira do Livro de…

Leia mais

DEMOCRACIA “MADE IN” MPLA

O actual líder do MPLA, João Lourenço, é candidato único à sua sucessão, no VIII congresso ordinário do partido que governa o país, marcado para entre 9 e 11 de Dezembro, anunciou hoje a comissão preparatória. Nada de novo, portanto. A informação foi avançada por Joaquim Miguéis, membro da subcomissão de candidaturas da Comissão Nacional Preparatória do VIII congresso ordinário do MPLA (partido no Poder há 46 anos). Joaquim Miguéis referiu que o período de submissão de candidaturas decorreu entre 20 de Outubro e 5 de Novembro, tendo neste período…

Leia mais

ATÉ NO OGE O MPLA JULGA QUE SOMOS (TODOS) MATUMBOS

Tanto o Presidente de Angola (João Lourenço), como o Titular do Poder Executivo (João Lourenço) e o Presidente do MPLA (João Lourenço) dizem que o país está a sair da recessão económica que dura há cinco anos. Já a UNITA considera que a proposta de Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2022 é “essencialmente eleitoralista e que encerra o actual ciclo político com fortes sinais de corrupção”. A posição da UNITA consta da declaração política do seu grupo parlamentar, lida pelo seu líder parlamentar, Adalberto da Costa Júnior, na sessão…

Leia mais

FICA A FALTAR UMA MOEDA EM HONRA DOS 20 MILHÕES DE POBRES

O Banco Nacional de Angola (BNA) vai emitir uma moeda metálica no valor de 200 kwanzas (0,28 euros) em comemoração ao vigésimo aniversário da paz em Angola, que se celebra em 4 de Abril de 2022. Ainda não foi desta que os 20 milhões de pobres vão ter direito a uma “homenagem”. Segundo o relatório de fundamentação da proposta de Lei que autoriza o BNA a emitir e pôr em circulação moeda comemorativa, a iniciativa visa “contribuir para a unidade e coesão nacional, promovendo a paz e a angolanidade, bem…

Leia mais

MUXIMA? UM DIA… TALVEZ!

O Governo angolano (mais uma vez) lançou um concurso público estimado em 10,9 mil milhões de kwanzas (15,6 milhões de euros) para a empreitada de intervenções complementares no santuário e infra-estruturas da vila da Muxima, em Luanda, distribuídos em sete lotes. Segundo o Gabinete de Obras Especiais (GOE) do Governo do MPLA, em anúncio tornado público hoje pelo órgão oficial do partido (Jornal de Angola), os primeiros três lotes da empreitada compreendem a reabilitação da antiga Igreja de Nossa Senhora da Muxima, do Forte da Muxima e a construção da…

Leia mais

SÓ MORREM PORQUE NÃO SABEM VIVER SEM… COMER

Um recorde de 45 milhões de pessoas estão à beira de morrer por causa da fome, alerta o Programa Alimentar Mundial (PAM) das Nações Unidas. Alguém advinha dois dos exemplos dados? Nós ajudamos: Afeganistão e Angola. Em comunicado divulgado pelo PAM em Roma indica que um novo máximo de 45 milhões de pessoas em 43 países estão no centro de uma situação de extrema escassez de comida e que “o mínimo impacto” pode ter consequências desastrosas. Em comparação com dados prévios lançados durante este ano, o número de pessoas em…

Leia mais