PETRÓLEO, MEMBRO FUNDADOR DO MPLA

A ministra das Finanças de Angola, Vera Daves de Sousa, disse hoje que o Governo reviu em alta a previsão de crescimento económico para este ano, antecipando agora uma expansão de 2,7% devido ao aumento do preço do petróleo. Quanto não vale haver, em princípio, eleições em Agosto e o crude ser do Comité Central do MPLA… “Sim, revimos a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para este ano para 2,7%, considerando o mesmo ritmo de 1,14 milhões de barris de petróleo por dia e um preço a…

Leia mais

AS (BOAS) CONTAS QUE NUNCA ACERTAM

O Banco Mundial prevê que a economia de Angola cresça 3,1% este ano e que abrande ligeiramente para 2,8% em 2023, de acordo com as Perspectivas Económicas Globais, divulgadas em Washington. Segundo as novas estimativas, Angola deverá ter saído da recessão económica já no ano passado, registando um crescimento de 0,4%, que se segue a cinco anos consecutivos de quebra do Produto Interno Bruto (PIB), melhorando, ainda assim, a quebra de 5,4% em 2020, o pior ano desta série. O Banco Mundial não aborda especificamente as razões do crescimento de…

Leia mais

25% SIGNIFICA 25 EM 100. OBRIGADO SR.ª MINISTRA!

A ministra da Saúde angolana, Sílvia Lutucuta, manifestou-se hoje preocupada com o resultado da testagem em massa à Covid-19, em curso na província de Luanda, que aponta para a infecção de 25 pessoas em cada 100 indivíduos. Isto numa altura em que o Presidente João Lourenço autorizou admissão excepcional de 7.350 profissionais de saúde. Sílvia Lutucuta falava no mercado do quilómetro 30, município de Viana, onde se regista pelo segundo dia uma testagem massiva de cidadãos para aferir a real situação da pandemia no país, caracterizada desde 15 de Dezembro…

Leia mais

FOGUETES NO AR. VAMOS CRESCER… 0,1%

O Fundo Monetário Internacional (FMI) reviu em alta a previsão de crescimento de Angola, esperando um (estrondoso mas, como diria o presidente do MPLA, João Lourenço, relativo) crescimento de 0,1% este ano, e aprovou a última revisão do programa de financiamento. “O Conselho de Administração do FMI completou a sexta revisão do programa económico de Angola, apoiado por um Programa de Financiamento Ampliado, e concluiu as consultas ao abrigo do Artigo IV; a decisão da administração permite um desembolso imediato de cerca de 748 milhões de dólares [660 milhões de…

Leia mais

CRISE? ONDE? ONDE? PERGUNTA O MPLA

O Governo de Angola (do MPLA há 46 anos) prevê regressar já este ano (não será já este mês? Ou já esta semana?) ao crescimento positivo, antevendo uma ligeira expansão económica de 0,2%, antes de acelerar o crescimento para 2,4% em 2022, segundo o Orçamento do Estado. Isto, é claro, na certeza de que, havendo eleições, o MPLA vai dar xeque-mate à Oposição. De acordo com a proposta aprovada na Assembleia Nacional a 9 de Novembro, o país deverá regressar ao crescimento positivo este ano, depois de cinco anos consecutivos…

Leia mais

CHULAR O POVO E QUERER QUE ELE AGRADEÇA

O director do departamento africano do Fundo Monetário Internacional (FMI), Abebe Aemro Selassie,  disse hoje que é preciso “dar crédito a Angola” por ter continuado a implementar as reformas apesar das dificuldades, e acrescentou que brevemente os esforços darão frutos. Para os angolanos só é preciso continuar a fazer o que fazem há 46 anos… esperar. “Quando o programa de ajustamento financeiro começou, em 2018, ninguém antecipava a pandemia e as terríveis consequências que teria, mas em termos das reformas de que o país precisava, Angola merece muito crédito por…

Leia mais

E o pior de todos é… Angola

Todos os Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) vão voltar a ver as suas economias crescer este ano, com excepção de Angola, que continua em recessão, segundo as estimativas do Fundo Monetário Internacional (FMI). De acordo com as Previsões Económicas Mundiais, hoje divulgadas no âmbito dos Encontros Anuais do FMI e do Banco Mundial, que decorrem esta semana, o crescimento negativo de Angola, estimado em 0,7% este ano, é a única contracção nas economias lusófonas, que crescerão, em média, 2,5%, tal como o Folha 8 escreve no artigo «FMI…

Leia mais

FMI piora previsões de crescimento

O Fundo Monetário Internacional (FMI) piorou a previsão de crescimento para Angola, antecipando agora uma recessão de 0,7%, a sexta queda anual consecutiva da riqueza do país, que deverá crescer 2,4% em 2022. Deverá. Ou será mais uma forma de azucrinar os peritos económicos (quatro ministros nos quatro anos de governo de João Lourenço)? De acordo com as Previsões Económicas Mundiais, hoje divulgadas no âmbito dos Encontros Anuais do FMI e do Banco Mundial, que decorrem esta semana, o segundo maior produtor de petróleo na África subsaariana vai registar o…

Leia mais

Tirando o que está mal… tudo está bem

A economia de Angola terá registado um crescimento de 1,2% no segundo trimestre deste ano face ao período homólogo de 2021, mas teve uma queda de 2,4% face aos primeiros três meses do ano, segundo dados oficiais. Bem que INE poderia omitir qualquer comparação homóloga… De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), a economia de Angola registou uma expansão de 1,2% de Abril a Junho deste ano, o que representa o maior crescimento desde o primeiro trimestre de 2019, ainda antes da pandemia de Covid-19, quando…

Leia mais

Crescimento e desenvolvimento urbano da cidade de Luanda

Luanda foi fundada em 1575 com a chegada de Paulo Dias de Novais. O povoamento iniciou-se em torno da fortaleza erguida numa elevação junto à baía de Luanda. A nomeação de “Loanda” foi dada em meados do século XVII. Até então a cidade era designada por São Paulo de Assumpção cujo núcleo nasceu com a construção do hospital e da Igreja na hoje ainda chamada Cidade Alta. Por Andrea Carina de Almeida Bettencourt (*) A cidade desenvolve-se em dois níveis muito marcantes: A Cidade Alta, onde se localizam o centro…

Leia mais