Chegaremos lá… nem
que seja de bicicleta

O Governo angolano estima uma contracção do Produto Interno Bruto de 2,8% em 2020, prevendo um crescimento de 1% no próximo ano, numa previsão “conservadora” face às incertezas da conjuntura actual. Vamos chegar ao paraíso. À boleia ou de… bicicleta. Os dados foram divulgados hoje no “briefing” bissemanal do Ministério da Economia e Planeamento (MEP) pelo secretário de Estado do Planeamento, Milton Reis, e foram apresentados na durante um encontro com técnicos do Fundo Monetário Internacional (FMI). Uma missão do FMI encontra-se em Angola até ao dia 12 de Outubro…

Leia mais

Governo aposta no fiado
para esconder fracassos

A agência de notação financeira Moody’s (que, como o Governo do MPLA sabe muito bem, não percebe nada do assunto) considera que Angola está entre os países mais susceptíveis a um choque financeiro devido à mudança na estrutura da dívida, que, juntamente com Moçambique, ultrapassa os 100% do Produto Interno Bruto (PIB). “A mudança na composição dos credores aumentou os riscos de crédito em vários países, num contexto de maior acesso aos mercados de capitais, as emissões domésticas e internacionais de títulos de dívida aumentaram, enquanto a percentagem de empréstimos…

Leia mais

Dívida controlada? Claro!
30% em 2014 e… 103% em 2019

A agência de notação financeira Standard & Poor’s (S&P) manteve o ‘rating’ de Angola em B- (lixo), piorando a perspectiva de evolução de estável para negativa, com a dívida pública a ficar nos 99% do Produto Interno Bruto este ano. Para dar a volta ao problema, João Lourenço negociou (mais) uma linha de crédito de 1.500 milhões de dólares (1.300 milhões de euros) com o banco alemão KfW IPEX-Bank para financiar projectos de investimento público. “A perspectiva de evolução negativa reflecte a possibilidade de uma descida se o alto nível…

Leia mais

O MPLA é o melhor…
mas nunca dá certo

O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) prevê um crescimento de 2,8% para Angola este ano devido às reformas estruturais que foram lançadas e que deverão sustentar o regresso ao crescimento depois de quatro anos de recessão. O Fundo Monetário Internacional (que é quem manda cá na banda) fala de um crescimento de 1,2%. “A s reformas estruturais vão contribuir para a recuperação económica a partir de 2020″, ano em que a previsão aponta para uma expansão de 2,8%, lê-se no relatório sobre as Perspectivas Económicas Africanas, divulgado em Abidjan, a…

Leia mais

Dívida pública de 111% este ano, afirma a “raposa” FMI

O Fundo Monetário Internacional (FMI) reviu a previsão de evolução de dívida pública em Angola, estimando agora um rácio de 111% face ao Produto Interno Bruto, que deverá descer para cerca de 70% até final do programa de ajustamento, em 2024. Até mesmo a raposa que o Governo colocou dentro do galinheiro está a passar um atestado de incompetência à equipa de João Lourenço. “A dívida de Angola permanece sustentável, mas o rácio da dívida pública face ao Produto Interno Bruto aumentou substancialmente, e os já de si elevados riscos…

Leia mais

Caso único no mundo

O Presidente da República, João Lourenço, afirma que conseguiu o milagre de ter feito muito nos dois anos em que está, formalmente, a dirigir os destinos do país. É verdade. Em tão curto espaço de tempo já conseguiu pôr os rios a correr para o… mar. “Exigir do meu Executivo muito mais do que temos vindo a fazer, não parece justo nem realista sequer”, disse João Lourenço, acrescentando que “não há milagres, mas mesmo assim já conseguimos o ‘milagre’ de termos feito muito em pouco tempo”. De facto, o conceito…

Leia mais

De baixa em baixa

A consultora FocusEconomics reviu novamente em baixa a previsão de crescimento da economia de Angola, estimando uma recessão de 0,8% este ano e uma expansão de 0,7% em 2020. Esta gente continua a azucrinar o governo do “querido líder” João Lourenço. Nem no Natal o poupam. Isso não se faz! “A perspectiva de crescimento para o próximo ano foi cortada novamente este mês, de 1% para 0,7%, com o poderoso sector petrolífero a continuar a navegar em águas paradas e com pouca esperança de uma retoma”, escrevem os analistas desta…

Leia mais

Dívida pública? Tudo (+ou-) normal. Apenas 104% do PIB

A agência de notação financeira Moody’s considera que a dívida pública de Angola deve atingir um pico de 104% do Produto Interno Bruto este ano, antevendo um regresso ao crescimento em 2020, com uma expansão de 1,5%. No mais recente relatório de análise da economia de Angola enviado aos investidores, a agência de “rating” escreve que “o perfil de crédito de Angola é limitado por uma deterioração significativa das métricas da dívida nos últimos anos, com a dívida a dever atingir um pico de 104% do PIB este ano”. No…

Leia mais

Nem o “PAPE” nos salva

A taxa de desemprego em Angola aumentou para 30,7% no terceiro trimestre de 2019, mais 1,7 pontos percentuais face ao segundo trimestre, afectando mais de metade dos jovens e na globalidade mais de quatro milhões de pessoas. João Lourenço prometeu criar, na legislatura, 500 mil novos postos de trabalho Segundo dados da Folha de Informação Rápida (FIR) do Inquérito ao Emprego em Angola do Instituto Nacional de Estatística (INE) angolano, pelo menos 4.150.676 pessoas, maioritariamente mulheres, estão no desemprego. Em Angola, entre Julho e Setembro de 2019, um total de…

Leia mais

Governo bem acelera mas continua em ponto morto

A Administração Geral Tributária (AGT) angolana manifestou hoje preocupação com a actual situação socioeconómica do país, referindo, contudo, que além de arrecadar receitas para o Estado está também “atenta a analisar o comportamento do IVA na economia”. Então o que João Lourenço (não) fez não é suficiente para a AGT estar despreocupada? Alguém estará prestes a ser exonerado… “Estamos também mais preocupados ainda que os sectores da actividade económica funcionem e da economia angolana cresça, portanto, não podemos achar que a implementação do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) foi…

Leia mais