Eu minto, logo existo!

Alisa Strobel , a analista da consultora IHS Markit que segue Angola diz que o país deve ter registado uma contracção de 6,5% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2020, alertando que o kwanza deve continuar a depreciar-se. A subir bem está, contudo, a demagogia político-governativa do MPLA. “A IHS Markit desceu a previsão sobre a evolução da economia depois da queda de 40% da actividade no sector da construção durante o segundo trimestre do ano passado, que contribuiu para que o PIB deva ter caído 6,5% em 2020”, disse…

Leia mais

… E seja o que os credores quiserem

O Fundo Monetário Internacional (FMI) mantém a previsão de crescimento negativo para Angola em 4% e estima que no próximo ano a economia já registará um crescimento, expandindo-se 3,2%, sustentada na subida dos preços do petróleo. Quanto às economias da África subsaariana, onde se inclui Angola, não deverão recuperar os níveis de crescimento registados antes da pandemia até 2023 ou 2024. “E m Angola, a crise juntou-se às vulnerabilidades já existentes; o Produto Interno Bruto real deverá contrair-se pelo quinto ano consecutivo, caindo 4% em 2020, reflexo da descida da…

Leia mais

De baixa em baixa

A consultora FocusEconomics reviu novamente em baixa a previsão de crescimento da economia de Angola, estimando uma recessão de 0,8% este ano e uma expansão de 0,7% em 2020. Esta gente continua a azucrinar o governo do “querido líder” João Lourenço. Nem no Natal o poupam. Isso não se faz! “A perspectiva de crescimento para o próximo ano foi cortada novamente este mês, de 1% para 0,7%, com o poderoso sector petrolífero a continuar a navegar em águas paradas e com pouca esperança de uma retoma”, escrevem os analistas desta…

Leia mais

Recorde da dívida pública

A ministra das Finanças angolana, Vera Daves, afirmou esta terça-feira que a dívida pública deve atingir um valor recorde no próximo ano, estimando que o rácio do stock da dívida sobre o Produto Interno Bruto diminua a partir da segunda metade de 2020. Fé em Deus, meia bola e força, pontapé para a frente e depois se verá. Dirigindo-se aos deputados da Assembleia Nacional, no dia em que é apreciada e votada no plenário a proposta do Orçamento Geral do Estado para 2020, a ministra sublinhou que a actual proposta…

Leia mais

A raposa falou e disse…

O representante da raposa que o Governo colocou dentro do galinheiro angolano, e que se chama Fundo Monetário Internacional (FMI), Marcos Souto (chegado ao país em Agosto mas já se assumindo como o supra-sumo do terreiro), desvalorizou hoje em Luanda a diferença nas perspectivas de crescimento do país para 2020, de 1,2% para a organização financeira internacional e de 1,8% do Governo angolano, entre outras que são bem piores ou, melhor, mais realistas. Marcos Souto, que foi hoje apresentador do tema “Navegação pela Incerteza”, no acto de divulgação do Relatório…

Leia mais

Recessão de 1,9% em 2020

A consultora Economist Intelligence Unit (EIU) prevê que Angola continue em recessão económica no próximo ano, antevendo um crescimento económico negativo de 1,9%, produzindo menos de 1,4 milhões de barris de petróleo diários. Nada disso, diz o Governo, para quem haverá uma recessão de 1,1% este ano e um crescimento de 1,8% no próximo ano, sustentado no aumento da produção petrolífera e na economia não petrolífera. “A s perspectivas económicas de Angola continuam fracas, com a recessão a prolongar-se para 2020″, escrevem os peritos da unidade de análise económica da…

Leia mais

Hoje? Recessão. E amanhã? (Veremos se o fiado chega)

O departamento de estudos económicos do banco sul-africano Standard Bank estima que Angola registe uma nova recessão económica este ano, de 1%, acelerando depois em 2020 para uma expansão de 1,4% do Produto Interno Bruto (PIB). Uma no cravo outra na ferradura até porque os amigos (no mundo dos negócios) são para as ocasiões. “A economia de Angola deve sair da recessão de quatro anos em 2020, com os renovados investimentos no sector petrolífero a ajudarem a estabilizar a produção em 1,4 milhões de barris por dia, ainda que de…

Leia mais

Nem uma vaga ideia!

O ministro das Finanças angolano, Archer Mangueira, assumiu hoje que o Governo “ainda não tem uma estimativa de receitas” que serão arrecadadas com a privatização de 195 empresas públicas angolanas, admitindo, no entanto, possibilidade de “branqueamento de capitais”. “E m relação à previsão do encaixe financeiro que resultará do Programa das Privatizações [ProPriv], neste momento não temos ainda uma estimativa de receitas, porque resultará de um processo de avaliação de cada empresa que será sujeita à privatização”, afirmou hoje durante a sessão pública de apresentação do ProPriv, em Luanda. “Oportunamente…

Leia mais

(Pre)visões a pedido

A consultora IHS Markit considera que o sector do petróleo não vai conseguir continuar a ser o principal motor do crescimento económico de Angola a longo prazo, devido à descida dos níveis médios de produção. Não é bem a descoberta da pólvora mas anda lá perto. Embora hoje diga o contrário do que disse ontem (exigências comerciais a isso obrigam), a consultora limita-se a dizer que o doente antes de morrer estava… vivo. “A IHS Markit assume que os níveis gerais de produção de petróleo não devem chegar ao objectivo…

Leia mais

Praga de marimbondos é mesmo poli… resistente!

A consultora FocusEconomics reviu hoje em baixa a previsão de crescimento da economia de Angola para este ano, reduzindo para cerca de metade a estimativa de expansão da economia, de 1,3% para 0,6%. Os marimbondos continuam a multiplicar-se e parecem ser já uma praga. O MPLA deve estar a municiar os seus militares com um potente insecticida. “O s membros do painel da FocusEconomics projectam que o Produto Interno Bruto se expanda 0,6% em 2019, o que é 0,7 pontos percentuais abaixo da previsão do último mês, que apontava para…

Leia mais