A OCASIÃO FAZ AS PREVISÕES…

A consultora Oxford Economics Africa considera que o crescimento de 0,8% em Angola no terceiro trimestre de 2021 mostra “os primeiros sinais de uma recuperação económica mais significativa” este ano, prevendo uma expansão de quase 3%. “Os últimos números do PIB (Produto Interno Bruto), ainda que para 2021”, são “os primeiros sinais de uma recuperação económica mais significativa que se está a criar em 2022”, escrevem os analistas num comentário ao crescimento económico de Angola no terceiro trimestre, divulgado na semana passada pelo Instituto Nacional de Estatística. “Prevemos uma recuperação…

Leia mais

AS (BOAS) CONTAS QUE NUNCA ACERTAM

O Banco Mundial prevê que a economia de Angola cresça 3,1% este ano e que abrande ligeiramente para 2,8% em 2023, de acordo com as Perspectivas Económicas Globais, divulgadas em Washington. Segundo as novas estimativas, Angola deverá ter saído da recessão económica já no ano passado, registando um crescimento de 0,4%, que se segue a cinco anos consecutivos de quebra do Produto Interno Bruto (PIB), melhorando, ainda assim, a quebra de 5,4% em 2020, o pior ano desta série. O Banco Mundial não aborda especificamente as razões do crescimento de…

Leia mais

FOGUETES NO AR. VAMOS CRESCER… 0,1%

O Fundo Monetário Internacional (FMI) reviu em alta a previsão de crescimento de Angola, esperando um (estrondoso mas, como diria o presidente do MPLA, João Lourenço, relativo) crescimento de 0,1% este ano, e aprovou a última revisão do programa de financiamento. “O Conselho de Administração do FMI completou a sexta revisão do programa económico de Angola, apoiado por um Programa de Financiamento Ampliado, e concluiu as consultas ao abrigo do Artigo IV; a decisão da administração permite um desembolso imediato de cerca de 748 milhões de dólares [660 milhões de…

Leia mais

… E A CULPA SERÁ SEMPRE DA COVID

O analista de Carlos Basto, office managing partner da Ernst & Young Angola, diz que a pandemia levou o sector petrolífero em Angola para a maior quebra de exportações desde 2008 (958 mil barris/dia), mas considerou que os próximos anos deverão trazer novas oportunidades. Desde 2008? Foi nesse ano que a pandemia começou? Ou, afinal, começou em 1975 quando o MPLA comprou Angola aos portugueses? Carlos Basto, Office Managing Partner da consultora EY, que falava hoje na conferência Luanda Oil&Gas and Renewable Energy, salientou que a nível global os impactos…

Leia mais

FITCH ANTECIPA NOVA RECESSÃO DE 1,5% ESTE ANO

A consultora Fitch Solutions reviu hoje em forte baixa a previsão de evolução da economia de Angola, antecipando agora uma recessão de 1,5% este ano, antes de o país crescer 2,7% em 2022. “Na Fitch Solutions, antevemos que o Produto Interno Bruto (PIB) real de Angola se vá contrair 1,5% este ano, antes de crescer 2,7% em 2022, o que é uma revisão em baixa face à nossa previsão anterior de um crescimento de 1,7% este ano e de 3,3% em 2022”, lê-se numa nota enviada aos clientes. Na actualização…

Leia mais

CHULAR O POVO E QUERER QUE ELE AGRADEÇA

O director do departamento africano do Fundo Monetário Internacional (FMI), Abebe Aemro Selassie,  disse hoje que é preciso “dar crédito a Angola” por ter continuado a implementar as reformas apesar das dificuldades, e acrescentou que brevemente os esforços darão frutos. Para os angolanos só é preciso continuar a fazer o que fazem há 46 anos… esperar. “Quando o programa de ajustamento financeiro começou, em 2018, ninguém antecipava a pandemia e as terríveis consequências que teria, mas em termos das reformas de que o país precisava, Angola merece muito crédito por…

Leia mais

FMI piora previsões de crescimento

O Fundo Monetário Internacional (FMI) piorou a previsão de crescimento para Angola, antecipando agora uma recessão de 0,7%, a sexta queda anual consecutiva da riqueza do país, que deverá crescer 2,4% em 2022. Deverá. Ou será mais uma forma de azucrinar os peritos económicos (quatro ministros nos quatro anos de governo de João Lourenço)? De acordo com as Previsões Económicas Mundiais, hoje divulgadas no âmbito dos Encontros Anuais do FMI e do Banco Mundial, que decorrem esta semana, o segundo maior produtor de petróleo na África subsaariana vai registar o…

Leia mais

Há mais comida nos contentores (do lixo)

A agência de notação financeira Standard & Poor’s considera que Angola deverá manter-se novamente em recessão este ano, regressando ao crescimento apenas em 2022, salientando a queda na produção petrolífera e a lentidão na vacinação. Que chatice. Se ao menos ouvissem os peritos dos peritos angolanos (todos do MPLA) evitariam estes “erros” e saberiam que a culpa é do líder da UNITA, Adalberto da Costa Júnior, das redes sociais e da oposição das couves que teimam em morrer (coisa estranha) por serem plantadas com a raiz para cima… “A perspectiva…

Leia mais

Crescimento da inflação não atinge a comida fornecida nas… lixeiras

A consultora Fitch Solutions reviu em alta a estimativa de evolução da inflação para este ano em Angola, devido ao aumento das taxas de juro pelo banco central (BNA) e prevê agora que os preços subam 23,5%. Valha, ao menos, que não haverá aumento dos preços no sistema de acesso livre ao “self-service” alimentar criado pelo MPLA, as lixeiras… “Acreditamos que no resto do ano o banco central vai manter a taxa de juro referência nos 20%, embora os riscos sobre a nossa previsão sejam ascendentes”, escrevem os analistas desta…

Leia mais

Decretada retoma da economia

O ministro da Economia e Planeamento, Sérgio Santos, “decretou” uma retoma gradual da actividade económica em Angola, com a reabertura de empresas que estiveram limitadas durante o período crítico da pandemia da Covid-19 em Angola. A decisão teve a concordância do Presidente do MPLA, do Presidente da República e do Titular do Poder Executivo… Sérgio Santos, que falava à imprensa, à margem do acto de apresentação pública da Associação Angolana dos Jovens Produtores (AAJP), em Luanda, afirmou que se regista um novo dinamismo da produção nacional, com o surgimento de…

Leia mais