Angola é Luanda. O resto?
Bem, o resto é só paisagem

A Associação dos Hotéis e Resorts de Angola (AHRA) lamentou hoje a falência de muitas unidades hoteleiras do país, originada pela “brutal redução das taxas de ocupação”, apontando, no entanto, uma “considerável subida” nas taxas de Luanda. Como nos tempos coloniais, Angola continua a ser Luanda e o resto paisagem. “T rouxemos também para o debate as causas que têm levado a termos maior constrangimento neste momento e que provoca uma brutal, para não dizermos dramática, baixa de taxas de ocupação e que tem estado a levar à falência muitas…

Leia mais

Efeito pigmalião do MPLA

O efeito de pigmalião do MPLA consegue dar vida a caricaturas macabras e inconsistentes e empossá-las para desempenharem os cargos de ministros, governadores provinciais, deputados, entre outras actividades directa ou indirectamente obedientes às “ordens superiores” do Presidente. Por Domingos Kambunji Só faltava esta! O Ministro do inTerror do Zédu, reciclado pelo JLo, agora culpa a Comunicação Social das trapalhadas que tem implementado, acusando-a de agir de má fé. Ele diz que o seu Ministério tem de melhorar a comunicação nas actividades de Relações Públicas para tentar convencer a população com…

Leia mais

Pessoal, há fiado para
as energias renováveis…

O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) anunciou hoje que vai emprestar um milhão de dólares a produtores independentes de energia de Angola para encorajar o investimento privado em energias renováveis. Que assim seja. Desde que fiem… não faltarão interessados com cobertura oficial. As verbas do Fundo para a Energia Sustentável em África, gerido pelo BAD, “vão ser usadas para estabelecer um ponto único de implementação dos projectos, favorecendo a criação de um ambiente propício à realização de parcerias público-privadas e aumentar a “bancabilidade” dos projectos”, lê-se na nota divulgada hoje…

Leia mais

É só pedir. JLo “dá” tudo!

O Governo angolano pretende chegar à meta de 425 aldeias declaradas Sem Defecação ao Ar Livre (SDAL) até 2022, depois dos recuos dos últimos anos neste programa, devido à falta de financiamento. O Governo pretende duplicar a capacidade instalada de produção de electricidade até… 2022. Além disso, aí vão, diz João Lourenço, mais de 70 milhões a caminho de quatro províncias do Leste. É só pedir… No que concerne ao “Sem Defecação ao Ar Livre”, os objectivos, no âmbito do programa de Saneamento Básico, constam do Plano de Desenvolvimento Nacional…

Leia mais

Um ministro que vale,
pelo menos, por 15+2!

Os efectivos do Ministério do Interior são chamados a dar um combate cerrado à criminalidade, mormente à violenta, organizada, transfronteiriça e internacional, afirmou o titular da pasta, Ângelo Veiga Tavares. E afirmou muito bem. Repetiu agora a sua tese relativa aos 15+2 jovens activistas que colocou na cadeia. Recordam-se? O ministro apontou igualmente o combate à corrupção, o branqueamento de capitais, o cibercrime e todos os actos lesivos da ordem e tranquilidade públicas, dando as mais firmes respostas que em cada momento se mostrarem mais ajustadas e consentâneas com a…

Leia mais

Água potável? O que é isso?

Cerca de metade dos agregados familiares (47%) angolanos não tem acesso a fontes de água potável e muitas crianças passam horas a caminhar diariamente para aceder a esse líquido, segundo a UNICEF. Segundo o ministro angolano da Energia e Água, João Baptista Borges, cerca de 60% da população em Angola, estimada em mais de 28 milhões de habitantes, tem acesso a água potável. João Baptista Borges disse, à margem do 8º Fórum Mundial da Água que decorre no Brasil, que a principal preocupação do Executivo é aumentar a taxa de…

Leia mais

E que tal apelar aos próprios corruptos?

O ministro do Interior de Angola exortou hoje aos efectivos (não vão eles esquecerem-se de pôr em prática a propaganda oficial) da Polícia Nacional para se entregarem com abnegação na luta contra a corrupção, impunidade, branqueamento de capitais, combate ao terrorismo e a imigração ilegal. Só falta fazer igual apelo às zungueiras… Ângelo Veiga Tavares, que endereçou hoje uma mensagem de felicitação à Polícia Nacional pelo seu 42º aniversário, pediu ainda o empenho da polícia na moralização da sociedade, no fortalecimento do Estado democrático de direito e no bem-estar social…

Leia mais

Utentes criticam novos
preços em vigor na TAAG

Descontos entre os dez e vinte por cento dos preços dos bilhetes de passagem para as rotas domésticas entraram em vigor a partir de zero hora de 19.02.2018 na companhia aérea nacional, TAAG. Apesar disso, a contestação continua. Por Pedrowski Teca Porém num comunicado de imprensa hoje divulgado, as Linhas Aéreas de Angola esclarecem que essas reduções serão aplicadas apenas para os bilhetes que forem adquiridos com antecedência, uma posição criticada por não ser uma tarifa fixa, tão pouco acessível. De acordo com essa nova política de gestão de reservas…

Leia mais

Brincar ao Carnaval no Natal não tem piada

O ministro do Interior de Angola, Ângelo Veiga Tavares, pediu hoje aos cidadãos que denunciem “indícios de factos criminais” decorrentes da gestão da coisa pública, para “permitir um maior combate à corrupção, ao peculato e ao branqueamento de capitais”. Se fosse Carnaval ninguém levaria a mal. Mas, mesmo sendo Natal, a “coisa” não tem piada. Â ngelo Veiga Tavares, que discursava na cerimónia de cumprimentos de fim de ano, referiu que pretende a colaboração dos cidadãos em “crimes que incidem de forma directa nas condições de vida da população e…

Leia mais

Pelas mãos do MPLA, cheira
a mar no porto do Huambo

Finalmente está confirmado. Se o João “Malandro” Lourenço for eleito Presidente da Re(i)pública de Angola talvez construa portos de mar, de águas profundas, no Huambo, no Bié, no Moxico, na Lunda Norte e no Cuando Cubango. Alguém (inteligente) poderá dizer: mas essas províncias não têm mar… Por Domingos Kambunji É verdade. Mas nada é impossível em Angola, na Angola que o MPLA (des)construiu desde (in)dependência. Há 42 anos. O João “Malandro” Lourenço, um verdadeiro rei da demagogia, para além dos portos de águas profundas, também poderá mandar construir o mar.…

Leia mais