PRESOS POLÍTICOS DÃO MAIS ENCANTO AO… MPLA

Deputados da UNITA manifestaram-se hoje preocupados com o estado de saúde e a morosidade processual dos activistas “Luther King” e “Ta Nice Neutro”, detidos há mais de oito meses, e anunciaram uma visita de constatação na sexta-feira. A preocupação sobre o estado de saúde de ambos os activistas, sobretudo de Luther Campos, mais conhecido como “Luther King”, que enfrenta “graves problemas” de visão, foi abordada num encontro o advogado dos activistas e deputados da UNITA. O deputado da UNITA, Nelito Ekuikui, disse que a delegação parlamentar do seu partido foi…

Leia mais

DENTRO DE TI Ó LUANDA, O POVO É QUEM MAIS… LEVA

Activistas angolanos apelaram hoje à recontagem dos votos e à não validação dos resultados das eleições de 24 de Agosto pelo Tribunal Constitucional (sucursal do MPLA), anunciando manifestações “ininterruptas” caso não sejam atendidas as suas reivindicações. Activistas das associações que integram o Movimento pela Verdade Eleitoral (Mover) apontaram várias irregularidades no processo de preparação das eleições gerais angolanas e na votação e exortaram os deputados a não tomar posse, para não serem declarados “traidores da vontade colectiva”. Num manifesto hoje apresentado em Luanda instam a Comissão Nacional Eleitoral (CNE/MPLA) e…

Leia mais

ACTIVISTAS ABSOLVIDOS POR “INSUFICIÊNCIA DE PROVAS”

O Tribunal da Comarca de Luanda absolveu hoje 20 activistas dos crimes de desobediência à ordem de dispersão e de participação em motim, por insuficiências de provas, e condenou dois com pena de multa. A sentença do julgamento dos 22 activistas, detidos no passado sábado, na sequência da tentativa da realização de uma manifestação, foi lida hoje pelo juiz José Pedro Lando, três horas depois da hora inicialmente marcada e com vários impedimentos decretados pelo magistrado. Inicialmente os arguidos estavam indiciados dos crimes de desobediência à ordem de dispersão e…

Leia mais

MPLA ATIRA A MATAR

O Grupo Parlamentar da UNITA condenou hoje o “assassínio” de Eugénio Pessela, de 41 anos de idade, que, “segundo testemunhas, participava pacificamente” na manifestação organizada, no sábado, pelo Secretariado Provincial do partido em Benguela. Num comunicado hoje divulgado, a UNITA fala de incidentes graves ocorridos em Benguela no dia 11 de Dezembro de 2021, “envolvendo cidadãos angolanos que exerciam o direito de manifestação e efectivos da Polícia Nacional, que culminaram na morte de um manifestante e o ferimento de outros dois”. O Secretário Provincial da UNITA em Benguela, Adriano Sapiñala,…

Leia mais

Manifestação em Luanda… amanhã

Jovens activistas em Luanda marcham na quinta-feira pelas ruas da capital angolana para “protestar e exigir alternância política” em Angola, considerando que os 45 anos de governação do MPLA, no poder desde 1975, “é muito”, foi hoje anunciado. Será que, como o MPLA diz que aconteceu na Lunda, vão munidos “de armas-de-fogo do tipo AKM, caçadeiras, ferros, paus e outras armas brancas, bem como pequenos engenhos explosivos artesanais”? Os propósitos e motivações desta marcha, que deve culminar a 100 metros do Palácio Presidencial, foram apresentados hoje em conferência de imprensa,…

Leia mais

A razão da força do MPLA

A polícia angolana impediu hoje e deteve seis activistas de Cabinda, que tentaram (e, como se sabe, tentar é crime) realizar uma manifestação em frente à embaixada portuguesa em Luanda, para exigir a Portugal o cumprimento do acordo de protectorado que os portugueses assinaram, em 1 de Fevereiro de 1885, com os cabindas. Segundo o presidente da Associação para o Desenvolvimento da Cultura dos Direitos Humanos (ACDH) de Cabinda, Alexandre Kuanga, os organizadores desta manifestação fazem parte do núcleo de Luanda. Hoje de manhã, os manifestantes tentaram concentrar-se em frente…

Leia mais

Montanha do MPLA só pariu um rato

Activistas anticorrupção defenderam hoje que, um ano depois das revelações dos mais de 700 ficheiros do caso “Luanda Leaks”, pouco foi feito para recuperar e devolver a Angola os activos alegadamente desviados por Isabel dos Santos. A montanha (o MPLA) pariu um rato, como o Folha 8 disse, logo em 2017, que iria acontecer. Ter razão (mesmo antes do tempo) é estimulante para quem faz jornalismo com memória desde 1995. “Conseguiu-se congelar alguns activos em Angola e em Portugal, mas o mapeamento de todos os activos não está feito e…

Leia mais

Petição Pública para libertação de activistas de Cabinda

«Os peticionários desta petição são membros da Sociedade Civil de Cabinda, representados por diversos segmentos da vida social da província de Cabinda entre eles destacam-se entidades Eclesiásticas, Activistas Cívicos de Direitos Humanos, Políticos, Académicos, Intelectuais, Estudantes, Operários, Jornalistas, Funcionários Públicos e Empresários que transbordam em si, sentimento de liberdade e estando perplexo com as múltiplas e graves violações dos direitos humanos dos órgãos policiais e judiciais no que concerne, as violações dos vários instrumentos jurídicos internacionais de direitos humanos. Os cidadãos abaixo-assinados vimos por intermédio desta “petitio publicus populus” (petição…

Leia mais

Só se for do… MPLA

O Governo Provincial de Luanda, sob as ordens superiores de Joana Lina, proibiu a manifestação prevista para quarta-feira, organizada por jovens activistas, que mantêm a intenção de sair à rua para protestar contra o elevado do custo de vida e pedir eleições autárquicas em 2021. E se fosse para apoiar as medidas do Governo? Aí seria diferente. Em declarações à agência Lusa, Benedito (Dito) Dalí, um dos promotores da marcha, prevista para quarta-feira, dia em que se assinalam os 45 anos de independência de Angola, disse que a proibição foi…

Leia mais

Jovens pensantes estão em risco de extinção

O julgamento da centena de manifestantes detidos (jovens frustrados e manipulados pela UNITA, segundo o MPLA) no passado dia 24 de Outubro em Luanda terminou hoje, com 71 réus condenados pelo crime de desobediência, mas todos serão libertados, disse um advogado da defesa. Em declarações à Lusa, Zola Bambi, indicou que 26 réus foram absolvidos de todos os crimes e outros 71 condenados por desobediência a uma pena de um mês de prisão convertida em multa de 20 kwanzas por dia (0,0257 euros), bem como 10.000 kwanzas de taxa de…

Leia mais