A (a)MPLA vitória dos escravocratas

A consultora Fitch Solutions considera que o Governo angolano (do MPLA há 45 anos) vai prosseguir as reformas para melhorar o ambiente empresarial, mas alertou que o risco de instabilidade social (20 milhões de pobres) vai continuar elevado devido ao descontentamento com a crise que o país atravessa. “Antecipamos que o Governo de Angola vá continuar com a sua agenda de reformas favoráveis ao investimento nos próximos trimestres, garantindo continuidade das políticas”, dizem os consultores numa análise à situação económica e política. Na análise, enviada aos investidores, esta consultora, detida…

Leia mais

MPLA tem razão. Ser
pobre é ser patriota!

Angola apresenta uma taxa de incidência da pobreza de 41%, ou seja, quatro em cada 10 angolanos têm um nível de consumo abaixo da linha da pobreza (12.181 kwanzas/mês, equivalente a 18,7 euros), segundo o Relatório de Pobreza para Angola 2020. Entenda-se que os sucessivos governos que gerem o país desde a independência, todos do MPLA, ainda não tiveram tempo para resolver a questão. De facto, 45 anos é muito pouco tempo… Segundo o Relatório de Pobreza para Angola 2020: Inquérito sobre Despesas e Receitas (IDR – 2018/2019), particularmente sobre…

Leia mais

Covid-19 pode matar 300
mil pessoas em África

O director-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) avisa que os números da pandemia de Covid-19 no continente africano podem ser mais altos do que os declarados por causa da escassez de testes. Admite-se que o número de mortos possa atingir os 300 mil. Angola situa-se em África, certo? Em conferência de imprensa na sede a organização, em Genebra, Tedros Ghebreyesus afirmou que há “tendências preocupantes” em África “a par de sinais positivos que levam outros países, nomeadamente europeus, a pensar em levantar medidas de confinamento obrigatório das suas populações”.…

Leia mais

Pela doença ou pela cura condenados a … morrer

O coronavírus é um inimigo invisível, um invasor que franqueia todas as fronteiras nacionais, dispensando passaportes e autorizações. Ele é, no momento, a arma mais letal de todas, até aqui construídas pelo homem, superando os aviões F-117 Nighthawk; Nortrop Grumman B-2 Spirit (americanos), Sukhoi T-50 (russo), Interceptador J-31 (chinês), todos da linha Stealth (invisíveis), que apesar e todos têm de ser dirigidos. O coronavírus não! Então a única arma capaz de o vencer é a disciplina, o rigor, a competência, o profissionalismo, a boa gestão pública e o respeito pela…

Leia mais

O diagnóstico de Ana
e a amnésia de… João

A melhoria do bem-estar dos cidadãos e da qualidade de vida das famílias angolanas, a redução da pobreza e das desigualdades e a promoção do nível de desenvolvimento humano são condições essenciais para o progresso económico e social de Angola. É verdade. O diagnóstico data de 2018 e foi feito pela primeira-dama, Ana Dias Lourenço. A receita está nas mãos do marido, João Lourenço. Continua, contudo, à espera de ser aviada. Trata-se, contudo, de um diagnóstico que já tem quase 45 anos. Até agora o máximo que o MPLA conseguiu…

Leia mais

“I like bananas, because na pas de caroço”

Como povo poliglota, sobretudo porque graças a um sistema escolar implantado pelo MPLA ao longo de 45 anos, falamos todas as línguas até mesmo quase o português, consta que Angola tem 4,5 milhões de falantes de francês, sendo por isso o país lusófono mais francófono de África. E assim sendo, Angola pode recolher benefícios económicos da sua adesão à Francofonia, afirmou hoje a presidente do grupo dos embaixadores francófonos em Angola, marroquina Saadia El Alaoui. Falando no âmbito do cinquentenário da Organização Internacional da Francofonia (OIF), criada a 20 de…

Leia mais

Isabel é a ponta do iceberg
da corrupção do e no MPLA

O professor de Ciência Política em Oxford, Ricardo Soares de Oliveira, considera que o conflito entre o MPLA de João Lourenço e a empresária Isabel dos Santos é “intensamente político” e ultrapassa o Estado de Direito que, aliás, não existe em Angola. Em entrevista à Lusa, o investigador português disse que é ainda cedo para se considerar que o Presidente de Angola, do MPLA e Titular do Poder Executivo, João Lourenço, está a fazer uma “limpeza estrutural da corrupção” no país. “Por enquanto não se pode afirmar que isto seja…

Leia mais

Todos, menos o povo angolano, beneficiaram

O activista e professor universitário Domingos da Cruz considera que as revelações sobre a empresária Isabel dos Santos mostram que “existe uma teia de corrupção internacional” que vai muito para além das investigações em Angola. “N ão é surpresa nenhuma a participação de governos ocidentais naquilo que se acusa ser corrupção de Isabel dos Santos, a família e os amigos, todos membros do antigo regime, isto é uma teia de corrupção internacional, não é uma questão meramente interna de Angola”, disse o activista em declarações à Lusa. “Isto não significa…

Leia mais

“Falhanço do milagre prometido em 2017”

A consultora Fitch Solutions considerou que Angola deverá manter o ritmo de implementação de reformas, mas alertou que a atracção de investimento estrangeiro é dificultada pela corrupção e que há potencial para mais contestação. Mas para “alterar” a percepção dos investidores estrangeiros, João Lourenço tem a solução: dar instruções aos tribunais para crucificar Isabel dos Santos. “Na Fitch Solutions, esperamos que o Governo de João Lourenço mantenha um nível relativamente robusto de fôlego nas reformas em Angola nos próximos trimestres, e que continue de forma abrangente a luta contra a…

Leia mais

“Gado” e explosão social

Em determinadas fases da vida de uma sanzala, bwala, região ou país, as dificuldades levam os seus líderes a recorrer à sapiência dos adágios e provérbios, para contornarem as intempéries e não apontarem culpas da fraca produção e fome ao passado. “Proteger limpa a água do rio é sinal de preservação da vida”, provérbio indígena, angolano, que atesta a responsabilidade do Mwene (soba-chefe tradicional; chefe da comunidade), na protecção da comunidade, animais e florestas. Por William Tonet Nas quezílias que Angola está a viver, principalmente entre o antigo e o…

Leia mais