EM PROL DA COZINHA LIMPA EM ÁFRICA

O Presidente francês Emmanuel Macron elogia o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) pelo seu papel catalisador. O acesso à cozinha limpa é mais do que cozinhar, é uma questão de dignidade, diz Akinwumi Adesina. A Presidente Samia Suluhu, da Tanzânia, apela a uma reconstituição generosa do Fundo Africano de Desenvolvimento para garantir recursos para a cozinha limpa nos países africanos de baixo rendimento. Grupo Banco Africano de Desenvolvimento prometeu dois mil milhões de dólares ao longo de 10 anos para soluções de cozinha limpa em África – um passo importante…

Leia mais

TRANSFUSÕES REGULARES DE… DINHEIRO

A ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, defendeu na cidade de Dallas, Texas, a necessidade de Angola continuar a trabalhar para atrair investidores, a fim de diversificar as fontes de financiamento do sector. Não fosse a anedótica afirmação, até seria caso para o Governo do MPLA lançar um novo imposto a ser pago sobre quem “teima” em ser pobre, no caso mais de 20 milhões de angolanos. Veja-se também o que é feito em Portugal. m declarações à imprensa pré-seleccionada a propósito da Cimeira Empresarial EUA-África, a governante disse que o…

Leia mais

SARAVÁ CAMARADA LULA

A ministra da Saúde de Angola, Sílvia Lutucuta, agradeceu ao Brasil o compromisso em apoiar a formação de profissionais de saúde angolanos, num país que tem como objectivo capacitar 38 mil profissionais até 2027. ílvia Lutucuta diz que “este é um momento de capital importância para o sector de saúde de Angola e do Brasil” e uma “oportunidade para reforçar, fortalecer e continuar a trazer o Brasil mais próximo de Angola”. Durante a cerimónia de lançamento do Programa de Formação de Recursos Humanos em Saúde Brasil-Angola, num evento realizado no…

Leia mais

VIVAM SEM COMER, MORRAM SEM IR AOS HOSPITAIS

A Rede Angolana das Organizações de Serviços de Sida, Tuberculose e Malária (ANASO) diz – com toda a razão – que a situação da saúde comunitária em Angola “está difícil e complicada”, sendo agravada pela pobreza, falta de acesso a água potável e analfabetismo. Nada de novo, portanto. Enquanto isso, sempre atento a sacar dinheiro, o Governo, através da ministra da Saúde, defende a continuidade do financiamento do Banco Mundial para o reforço dos sistemas de saúde dos Estados da África Central, o qual incluiu – obviamente – 60 milhões…

Leia mais

POBREZA, TUBERCULOSE E MUITO MAIS

Cerca de 70% dos casos de tuberculose em África estão agora a ser diagnosticados e tratados, o que representa a taxa mais elevada de sempre na detecção de casos, graças aos esforços concertados dos países para enfrentar a ameaça da doença. Angola encontra-se entre os 20 países mais afectados pela tuberculose a nível mundial, com uma média anual de 65.000 novos casos de tuberculose nos últimos cinco anos. mbora a taxa de detecção de casos tenha aumentado desde 2018, assistiu-se a um aumento significativo entre 2020 e 2022, passando de…

Leia mais

A MINHA SAÚDE, O MEU DIREITO

O tema para o Dia Mundial da Saúde 2024 (7 de Abril), “A minha saúde, o meu direito”, é apropriado para recordar como aumentámos os direitos das pessoas da nossa Região através da saúde. Por Matshidiso Moeti (*) om os nossos Estados-Membros, realizámos progressos significativos na última década para garantir melhores resultados de saúde para as nossas populações. Hoje, há mais mães e filhos sobreviventes do que no passado. De 2000 a 2020, a esperança de vida das mulheres africanas aumentou de 54 para 67 anos; a taxa de mortalidade…

Leia mais

OGE PASSA AO LADO DE QUEM PRECISA, O POVO

A proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE) 2024 que prevê receitas estimadas em 24,6 biliões de kwanzas a ser submetido à Assembleia Nacional, depois de ter sido apreciado nesta segunda-feira, 30 de Outubro, pelo Conselho de Ministros, não apresenta políticas públicas claras e específicas sobre a baixa dos preços dos principais produtos da cesta básica que mais preocupa as famílias angolanas no momento. Por Geraldo José Letras m declarações ao Folha 8, chefes de família e donas de casa ouvidos sobre a Proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE)…

Leia mais

EXERCÍCIO FÍSICO FAZ BEM

A chefe da área de Fisioterapia da Clínica Sagrada Esperança no Huambo, Iracelma Casimiro, apelou hoje, sábado, à população para redobrar a prática dos exercícios físicos e reduzir comportamentos sedentários, para prevenção da Osteoartrite. racelma Casimiro falava à imprensa, no final de uma marcha contra a Osteoartrite, realizada pela instituição sanitária, no quadro do Dia Mundial da Fisioterapia, comemorado a 8 do corrente mês. A especialista em fisioterapia considerou ser importante a prevenção da doença por ser uma das principais causas da paralisação física das pessoas, contribuindo, de forma significativa,…

Leia mais

SAÚDE (NÃO) É MERCADORIA DE PROPAGANDA

Como aqui escreveu o Folha 8, a ministra da Saúde de Angola, foi a Nova Iorque dizer o que o seu patrão, João Lourenço, mandou. Ou seja que o reino registou, nos últimos cinco anos, melhorias substanciais no domínio da mortalidade materno-infantil, ao passar – afirmou – de 377 mortos para 104 por cada 100 mil nascidos vivos. Será mesmo assim? s sectores da saúde e nutrição de Angola têm feito progressos desde o início do século. Por exemplo, só entre 2012 e 2022, o país reduziu a sua taxa…

Leia mais

UM HOSPITAL DE 8 EM 8 HORAS…

A ministra da Saúde angolana, Sílvia Lutucuta, considera que o país necessita de 1800 novas unidades a nível nacional, das quais 600 em Luanda, principalmente da rede primária, para reforçar o Sistema Nacional de Saúde. alando durante uma audição promovida pela 6ª Comissão de Trabalho Especializada da Assembleia Nacional, para abordar o quadro actual do sector, Sílvia Lutucuta disse que faz parte da estratégia de melhoria das infra-estruturas hospitalares no país. Durante a audição, os deputados foram, igualmente, informados sobre a subvenção dos medicamentos para pacientes com doenças crónicas não…

Leia mais