FAMÍLIA CONFIRMA ESTADO CRÍTICO E PEDE PRIVACIDADE

A família de José Eduardo dos Santos pediu hoje respeito pela sua privacidade num momento em que se mantém “crítico e delicado” o quadro clínico do antigo chefe de Estado angolano. “A família do engenheiro José Eduardo dos Santos, que agradece todas as mensagens de carinho, apoio e as orações que tem recebido, solicita que, neste momento tão difícil, seja respeitada a sua privacidade”, refere um comunicado divulgado em nome da família. Os filhos agradecem “o reconhecimento, o alto grau de estima, o interesse expressado pela sua saúde e bem-estar,…

Leia mais

AULP DEBATE GLOBALIZAÇÃO E SAÚDE

A AULP, uma ONG internacional que promove há mais de três décadas a cooperação multilateral entre as universidades dos países de língua e expressão portuguesa, traz este ano para Coimbra o seu XXXI Encontro da Associação das Universidades de Língua Portuguesa (AULP), de 12 a 14 de Julho, com a temática central Globalização e Saúde. Uma comunidade internacional formada por mais de 130 instituições de ensino superior envolvidas na formação universitária do espaço lusófono, estará reunida este ano em Portugal, na Universidade de Coimbra, para debater os desafios e os…

Leia mais

500 MIL EUROS PARA INVESTIGAÇÃO EM SAÚDE NOS PALOP

A Fundação Gulbenkian e a Fundação “la Caixa” vão apoiar três projectos de instituições científicas dos PALOP – nas áreas do microbioma, cancro e COVID-19 -, num investimento de cerca de 500 mil euros até 2023. Os projectos, seleccionados por um júri internacional, são liderados por investigadores de Angola, Cabo Verde e Moçambique que participaram no curso de Gestão de Ciência, uma iniciativa promovida pelas duas fundações que decorreu entre 2018 e 2020 e que envolveu cerca de 50 investigadores nas três edições. O Instituto Nacional de Investigação em Saúde,…

Leia mais

SAÚDE EM SISTEMA MINÚSCULO

As políticas da saúde reflectem a saúde dos políticos que dirigem os povos, com os seus poderes e nos seus espaços; e vice-versa, para começo de conversa. Sempre que os níveis de bem-estar espiritual, físico e mental dos governantes não se pautam pelo equilíbrio, atingindo, acima de tudo, baixas pontuações, recusando-se a reflectir sobre as saúdes alheias e próprias, ostentam um inquietante diagnóstico. Por Fernando Kawendimba Escritor Passe a redundância subsequente: as políticas da saúde têm de ser saudáveis. Os governantes adoecem a saúde pública, descuidando dos mais desiguais perante…

Leia mais

25% SIGNIFICA 25 EM 100. OBRIGADO SR.ª MINISTRA!

A ministra da Saúde angolana, Sílvia Lutucuta, manifestou-se hoje preocupada com o resultado da testagem em massa à Covid-19, em curso na província de Luanda, que aponta para a infecção de 25 pessoas em cada 100 indivíduos. Isto numa altura em que o Presidente João Lourenço autorizou admissão excepcional de 7.350 profissionais de saúde. Sílvia Lutucuta falava no mercado do quilómetro 30, município de Viana, onde se regista pelo segundo dia uma testagem massiva de cidadãos para aferir a real situação da pandemia no país, caracterizada desde 15 de Dezembro…

Leia mais

ENFERMEIROS EM GREVE COM IMPACTO

A greve de enfermeiros de Luanda arrancou hoje, com 95% de adesão, segundo dados do Sindicato dos Técnicos de Enfermagem, que denunciou casos de coacção de profissionais em alguns hospitais e centros de saúde. Em declarações à agência Lusa, o secretário-geral daquela organização sindical, António Afonso Kileba, adiantou que a greve está marcada até sexta-feira, realçando que não é desejo dos enfermeiros continuar com o protesto. “O nosso objectivo é resolver os problemas e não fazer a greve, que surgiu em função da insatisfação de não resolverem os problemas, mas…

Leia mais

DEMITA-SE SENHORA MINISTRA!

O presidente do Sindicato Nacional dos Médicos de Angola, Adriano Manuel, disse que a greve que hoje se iniciou, por tempo indeterminado, registou um nível de adesão “altamente surpreendente” no seu primeiro dia, superior a 95%. Do ponto de vista, estratégico, do MPLA a ordem superior é: Os angolanos devem viver sem comer e morrer sem ficar doentes. Simples! “Nós mesmos não contávamos com a adesão de toda a classe médica angolana, o nível de adesão é acima dos 95%, de uma forma geral, e isso para nós é muito…

Leia mais

SAÚDE (PARA O POVO) ESTÁ EM COMA

Angola vai continuar longe de alcançar os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio, em relação à saúde universal e sustentada, enquanto estiver com uma fasquia exígua no Orçamento Geral do Estado (OGE). “Lá está o Folha 8 a dizer mal do MPLA”, pensarão os autómatos do regime. Enganam-se. Quem o diz (desta vez) é o ex-director-geral da Pediatria de Luanda, Luís Bernardino. O médico avançou que, além da verba, que corresponde a cerca de 9,4 por cento do OGE para 2022, ser exígua, o sector não tem criado outras fontes para…

Leia mais

Placebos (propagandísticos) também curam

A ministra da Saúde angolana disse hoje, em Luanda, que a força de trabalho no sector passou de 65.294 profissionais para 87.161, nos últimos dois anos, elevando o número de médicos para 7.715. Para além de uma prova de vida, Sílvia Lutucuta quis fazer mais uma acção de propaganda e, obviamente, de bajulação ao “querido líder”. Sílvia Lutucuta, que discursava na abertura do I Workshop de Lançamento dos Protocolos Clínicos, descobriu agora a pólvora ao dizer que a actualização das normas de atendimento médico-hospitalar é importante para o sector no…

Leia mais

“É preciso investir mais na Saúde”

O Presidente João Lourenço felicitou no dia 4 de Agosto de 2019 o médico angolano Filomeno Fortes pela sua eleição como director do Instituto de Higiene e Medicina Tropical (IHMT) de Portugal. (Quase) todos os angolanos – mesmo os que o MPLA não considera angolanos – se juntaram às felicitações. Filomeno Fortes dá hoje uma entrevista ao Jornal de Angola onde, espante-se, afirma que “é preciso investir mais na Saúde”. Quem diria? Numa nota postada na sua conta Twitter, o chefe de Estado angolano, igualmente Presidente do MPLA (partido no…

Leia mais