As intestinais estradas do MPLA

O ministro da Economia e Planeamento, Sérgio Santos, elogiou, num encontro com empresários, o Governo de que faz parte (e que é do MPLA há 45 anos) considerando que “tem sido herói por causa dos anos de destruição das estradas de Angola fruto das invasões dos que saíram do sul”. Se dúvidas houvessem… o cérebro do rapaz está mesmo onde o MPLA quer: no intestino. Vejamos, como aperitivo, as picadas por onde passou este perito dos peritos… intestinais antes de chegar a sipaio de João Lourenço para lhe transportar a…

Leia mais

Eia! MPLA promete pôr Cafunfo no mapa

A administração municipal do Cuango, província angolana da Lunda Norte, lançou um concurso para iluminação pública, construção de escolas e centro de saúde em Cafunfo, palco de incidentes com feridos e mortos em Janeiro. Pelos vistos, a melhor forma de “corrigir o que está mal”, é contratar “estrangeiros” (como disse o Governo), fazer uma manifestação e aceitar que alguns sejam… assassinados. Em comunicado divulgado pelo órgão oficial do regime, Jornal de Angola, a administração do Cuango refere que o concurso público, com prazo de execução de um ano, decorre nos…

Leia mais

Buracos comeram as estradas

A Sonangol, petrolífera estatal angolana, rejeitou hoje que exista falta de combustível em algumas províncias do país, entre as quais Zaire, Lunda Norte e Lunda Sul, atribuindo a dificuldade em repor alguns produtos ao mau estado das estradas. Por outras palavras, dificuldades em repor não significa falta… Em declarações emitidas pela rádio pública de Angola, o porta-voz da Sonangol, Dionísio Rocha, referiu que o ciclo de importação de combustíveis está a funcionar de acordo com as previsões da empresa, garantindo que há combustível suficiente para o país, país suficiente para…

Leia mais

Mais 355 milhões para a Mota-Engil

A Mota-Engil assinou um contrato em Angola, no valor de 298 milhões de euros (355 milhões de dólares) para a reabilitação e construção de estradas, de acordo com um comunicado hoje publicado. O contrato, assinado pela subsidiária do grupo português em Angola, é uma parceria, em partes iguais, com a empresa angolana Omatapalo e abrange “a reabilitação da EN 230 entre as localidades de Muamussanda na Província da Lunda Norte e Saurimo na Província de Lunda Sul numa extensão de 267 quilómetros”. Além disso, está incluída “a construção da nova…

Leia mais

Promessas são as mesmas,
a incompetência também!

O ministro de Estado para a Coordenação Económica, Manuel Nunes Júnior, afirma que o aumento da produção nacional continua a ser o foco do Governo, para mudar definitivamente a estrutura económica ainda dependente do petróleo, daí a aposta na construção de estradas. É mais uma anedota e, no caso, já tem barbas. Há décadas que o MPLA diz a mesma coisa. Segundo o ministro, que falava na cerimónia de passagem de pastas no agora Ministério das Obras Públicas e Ordenamento do Território, resultado da fusão dos dois departamentos ministeriais (Construção…

Leia mais

Chuva e seca só cá estão para chatear o santo MPLA

A época chuvosa em Angola já provocou 41 mortos, destruiu mais de mil casas e afectou 2.498 famílias, num total de 11.990 pessoas, em 12 províncias do país, informou hoje a Comissão Nacional de Protecção Civil. Se não é a chuva é a seca. Coisas novas, ao que parece, no nosso país. Segundo o coordenador da comissão, o ministro do Interior, Eugénio Laborinho, de Agosto de 2019 à presente data, as chuvas destruíram 12 igrejas e quatro pontes e deixaram parcialmente destruídas 1.145 residências, havendo ainda o registo de 975…

Leia mais

Caminho terrestre para a diversificação económica

O Ministério da Construção e Obras Públicas angolano, sob a batuta de Manuel Tavares de Almeida (um ministro ao estilo Higino Carneiro) anunciou hoje que nos últimos dois anos o Governo de João Lourenço (pois claro) reabilitou mais de 1.500 quilómetros de estradas, 28 pontes rodoviárias e construiu dois viadutos e 880 casas sociais. Segundo o ministro do sector, Manuel Tavares de Almeida, as acções, que decorreram “apesar da trajectória desfavorável” da economia do país, contribuem para o desenvolvimento de outros sectores da vida nacional, como empresas e a vida…

Leia mais

Angola é Luanda. O resto?
Bem, o resto é só paisagem

A Associação dos Hotéis e Resorts de Angola (AHRA) lamentou hoje a falência de muitas unidades hoteleiras do país, originada pela “brutal redução das taxas de ocupação”, apontando, no entanto, uma “considerável subida” nas taxas de Luanda. Como nos tempos coloniais, Angola continua a ser Luanda e o resto paisagem. “T rouxemos também para o debate as causas que têm levado a termos maior constrangimento neste momento e que provoca uma brutal, para não dizermos dramática, baixa de taxas de ocupação e que tem estado a levar à falência muitas…

Leia mais

Governo aposta em salvar espécies raras (estradas!)

O Governo angolano aprovou um orçamento preliminar de cerca de 175 milhões de dólares para o Plano Nacional de Salvação de Estradas (PNSE), projecto que visa recuperar cerca de 370 quilómetros de estradas do país, disse hoje fonte oficial. Não é bem um “Plano Nacional de Salvação” de gente que está a morrer de fome… mas poderia ser! Segundo o ministro da Construção e Obras Públicas, Manuel Tavares de Almeida, um concurso público a que concorreram para a empreitada 414 empresas e para fiscalização 57, “cujos resultados foram já apurados”,…

Leia mais

Muitos buracos com muito pouca estrada

A exploração dos principais pontos turísticos do município da Caála, a 23 quilómetros da cidade do Huambo, está condicionada devido à avançada degradação das vias de acesso, disse esta segunda-feira à Angop a directora local das actividades económicas, Amélia Chivela. Segundo a responsável, apenas quatro dos 26 principais pontos de atracção turística recebem visitas diárias de turistas nacionais e estrangeiros, enquanto os demais 22 estão “quase que abandonados”, pois que a situação das estradas não permite a circulação automóvel, principalmente na época chuvosa. Amélia Chivela disse que apenas estão a…

Leia mais