MPLA TRANSFORMA ESCOLAS EM ESPAÇO DE MOBILIZAÇÃO PARTIDÁRIA

“Dirigentes do MPLA estão a transformar as escolas em espaço de mobilização partidária”. A denúncia vem do Presidente do Sindicato dos Professores (SINPROF), Guilherme Silva, que promete recorrer à justiça. Por Geraldo José Letras 12 de Janeiro do ano em curso, o administrador Comunal de Cangoti, município do Chinguar, província do Bié, Samuel Nuno Londaca Candende, fez sair a Circular 003/ADM.C.CANG./2024 onde estipula a obrigatoriedade de cada director escolar contribuir com 5.000.00 (cinco mil) Kwanzas e os professores com 3.000.00 (três mil) Kwanzas cada até ao próximo dia 29 para…

Leia mais

“INSULTO E VERGONHA”, DIZ O SINPROF

O Sindicato Nacional dos Professores (Sinprof) Angolanos considerou hoje “um insulto” o anunciado aumento salarial da função pública de 5%, que vê como uma “manobra de distracção” que visa desmobilizar uma greve geral que está a ser preparada. Será que para o Sindicato “insulto” significa “ofensa feita acintosamente com insolência e desprezo”? Se é isso que significa, qualquer cidadão angolano que não pertença à casta dirigente do MPLA estará solidário com o Sinprof. dmar Ginguma, secretário-geral do Sinprof, diz: “Ouvimos todos ontem (quarta-feira) a ministra (da Administração Pública, Trabalho e…

Leia mais

UNIVERSITÁRIOS QUEIXAM-SE DA FALTA DE PROFESSORES

Estudantes da Faculdade de Ciências Sociais (FCS), Universidade Agostinho Neto, lamentam, nesta quinta-feira, 19, a falta de professores nos respectivos cursos que a instituição ministra. Por Domingos Miúdo ste problema configura-se como o principal factor da não conclusão do programa curricular conforme perspectivado por cada um deles. Um estudante do quarto ano de Comunicação Social, identificado por Paizinho, lamentou o facto de a sua turma ter sido arrastada até um suposto ano especial, que corresponderia ao quinto, pois, havia duas cadeiras, a de Língua Nacional e Atelier de Jornalismo Escrito,…

Leia mais

MÉDICOS E PROFESSORES NÃO PRECISAM DE SALÁRIOS?

Enquanto os médicos angolanos ameaçaram hoje paralisar os serviços, caso o Governo não esclareça até quinta-feira os motivos do atraso no pagamento do salário do mês de Maio, os professores também estão sem os salários de Maio e sem qualquer explicação do Governo. Quem se seguirá? egundo o secretário-geral do Sindicato Nacional dos Médicos Angolanos (Sinmea), Pedro da Rosa, o Governo não informou a razão do atraso e, por isso, a classe “vai ter de reagir mesmo”. “Em alguns sectores, no meu hospital por exemplo, vai haver o abandono laboral,…

Leia mais

“TERRORISMO DE ESTADO”, DIZ A UNITA

A UNITA, o maior partido da oposição que o MPLA ainda permite em Angola, apelou hoje ao diálogo do executivo com os professores do Ensino Superior e questionou os actos de intimidação (coisa rara pois só é uma prática do MPLA há… 48 anos) contra o líder sindical da classe, levantando suspeitas de “terrorismo de Estado”. s preocupações da UNITA foram expressas em Luanda pelo deputado Raul Tati, primeiro-ministro do “governo-sombra” do maior partido da oposição, que criticou a inacção do executivo face à prolongada greve dos professores do Ensino…

Leia mais

“DA PRÓXIMA VEZ VAMOS MATAR”

O grupo parlamentar da UNITA, maior partido da oposição que o MPLA ainda permite em Angola, instou hoje as autoridades a investigarem as ameaças de morte de que está a ser alvo o secretário-geral do Sindicato dos Professores do Ensino Superior (Sinpes). m causa está a vandalização da residência de Eduardo Peres Alberto, por elementos não identificados, na sequência de ameaças anónimas de morte. Em nota, o grupo parlamentar da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA) refere que acompanha “com enorme preocupação as denúncias do assalto e…

Leia mais

GREVE SUSPENSA… ATÉ VER NO QUE DÁ!

Os professores angolanos suspenderam o início da terceira fase da greve, agendada para dia 3 de Janeiro, como previsto, e deram uma moratória, até dia 16, para o Ministério da Educação apresentar propostas sobre remunerações, disse fonte sindical. ustifica que “nós suspendemos a efectivação no dia 3 de Janeiro e não a terceira fase da greve. Tivemos a assembleia-geral no último sábado e os professores votaram sobre duas questões,”, disse o secretário-geral do Sindicato Nacional de Professores (Sinprof), Admar Jinguma, salientando que foram a votos a moratória até ao dia…

Leia mais

SINPROF FECHA “SEGUNDA FASE DA GREVE” SEM ACORDO COM O GOVERNO

O Ministério da Educação-MED e o Sindicato Nacional de Professores – SINPROF, com a mediação do MAPTSS regressam à mesa das negociações para discutir a recuperação do Caderno reivindicativo congelado há mais de 3 anos e, fechando a segunda fase da greve de cinco dias úteis, sem assinar acordo entre as partes. Por Elias Muhongo m conferência de imprensa realizada pelo Sindicato Nacional de Professores (SINPROF), o presidente, Guilherme Silva, e os professores mantêm a exigência de ver recuperados os três anos do caderno reivindicativo congelado, depois de meses de…

Leia mais

PROFESSOR É SINÓNIMO DE ARRUACEIRO?

A Assembleia Nacional do MPLA votou hoje contra o pedido de alteração da ordem do dia pelo grupo parlamentar da UNITA, o maior partido da oposição que o MPLA ainda permite em Angola, para debater a greve dos professores, que termina esta sexta-feira. m causa está a greve dos professores, que vai já na sua segunda fase, iniciada no dia 6 deste mês, com suspensão esta sexta-feira, depois da primeira que ocorreu entre os dias 21 e 30 de Novembro passado, prevendo-se o avanço para a terceira fase, de 3…

Leia mais

GREVE (QUASE) TOTAL

O Sindicato Nacional de Professores (SINPROF) angolano referiu hoje que a adesão à greve é muito elevada e não tem qualquer encontro agendado com a entidade patronal. O secretário-geral, Admar Jinguma, explicou que o nível de adesão não é total, porque, na província do Bié, há informações de que os professores estão a ser coagidos a trabalhar pelo director do Gabinete de Educação local. dmar Jinguma explicou que o “outro sindicato que assinou o acordo [com o Ministério da Educação], que estão mancomunados quer com o ministério quer com os…

Leia mais