Militares do MPLA lançam terror em Cabinda e na RDC

O Campo de Refugiados de Cabinda, no Lundo Matende, em Lucula, no Baixo-Congo, na República Democrática do Congo (RDC) foi mais uma vez invadido por homens armados, esta quarta-feira, 4 de Setembro, à procura de refugiados ligados à resistência Cabindesa, revelou uma fonte dos refugiados de Cabinda. Por José Marcos Mavungo (*) Segundo a fonte, «estávamos a trabalhar no campo, quando apareceram homens em uniforme que nos pediram informações sobre o paradeiro de Augusto de Oliveira Paca, mais conhecido por “Dolalá”, um refugiado de Cabinda exilados desde os anos 70,…

Leia mais

Exonerado mas convicto
de ser, em breve, nomeado

Ângelo de Barros da Veiga Tavares, então ministro do Interior, exortou, no Huambo, em Novembro do ano passado, a “comunidade de inteligência” a desempenhar um papel mais activo no combate à corrupção, nepotismo e branqueamento de capitais. Oito meses depois João Lourenço descobriu o que ele queria dizer e… exonerou-o. Mas ele garante que vai voltar! Na altura o Folha 8 tentou perceber a descoberta da pólvora feita pelo então ministro. Ângelo de Barros da Veiga Tavares fez esta exortação durante o acto central dos 43 anos de existência dos…

Leia mais

Turismo em Angola? Um
dia… talvez. Está “visto”

Isto ultimamente tem sido cá um corrupio na imprensa angolana. Primeiro foi a facilitação dos vistos, depois inúmeras notícias a falar da necessidade de se implementar uma melhor indústria hoteleira em Angola. Agora são as pancadinhas na bola de Sua Excelência o Senhor Presidente da República num campo de golf, lá para as bandas de Luanda. Por Carlos Pinho (*) Porém o turismo em Angola não avança com pancadinhas na bola. Aliás, nem mesmo com umas pancadas valentes nas cabeças pensantes de muitos artistas que pululam pelo país afora. A…

Leia mais

Agora o Ângelo é anjo?

Um poeta brasileiro diz-nos que “o nada sobre o nada é nada”. Um poeta português diz-nos: “ou tudo ou nada, o meio termo é que não pode ser”. Um poeta angolano diz-nos: “porrada se refilares”. Por Domingos Kambunji Esta nossa introdução vem na sequência da observação que efectuámos, muito pacientemente, da actuação do coro de dinossauros matumbos dos órgãos oficiais da comunicação social da Re(i)pública da Angola do MPLA. A TPA do MPLA deu voz a um comunicado do Departamento de Informação e Propaganda (DIP) do Bureau Político do MPLA,…

Leia mais

Donos dos diamantes “amordaçam” os sobas

O poder tradicional dos sobas angolanos nas Lundas nada pode fazer contra o das diamantíferas, que expulsam as comunidades locais de terrenos seculares e põem em causa todo o desenvolvimento agrícola das duas regiões. E que diz o Governo? Nada. A razão da força (do dinheiro) continua a derrotar em toda a linha a força da razão (dos direitos). Os lamentos foram feitos à agência Lusa por duas das principais autoridades tradicionais que reinam em comunidades nas lundas Norte e Sul, em que destacaram a falta de acesso à terra,…

Leia mais

Angola e a razão da força, Cabinda e a força da razão

As forças de segurança angolanas detiveram na terça-feira 32 membros do Movimento Independentista de Cabinda (MIC) para tentarem evitar a realização, amanhã (sexta-feira), de uma marcha pacífica no enclave, revelou fonte do grupo. Leia também, sobre este mesmo assunto, a Carta Aberta de José Marcos Mavungo, activista dos Direitos Humanos. Em declarações à Lusa por telefone a partir de Cabinda, Sebastião Macaia, secretário para a Informação do MIC, indicou que as detenções ocorreram na terça-feira, depois de, no dia anterior, as forças de segurança angolanas terem desencadeado uma operação para…

Leia mais

Efeito pigmalião do MPLA

O efeito de pigmalião do MPLA consegue dar vida a caricaturas macabras e inconsistentes e empossá-las para desempenharem os cargos de ministros, governadores provinciais, deputados, entre outras actividades directa ou indirectamente obedientes às “ordens superiores” do Presidente. Por Domingos Kambunji Só faltava esta! O Ministro do inTerror do Zédu, reciclado pelo JLo, agora culpa a Comunicação Social das trapalhadas que tem implementado, acusando-a de agir de má fé. Ele diz que o seu Ministério tem de melhorar a comunicação nas actividades de Relações Públicas para tentar convencer a população com…

Leia mais

Criminosa segurança dos diamantes dos generais

A empresa Kadyapemba é responsável pela segurança das instalações da Sociedade Mineira do Cuango, na Lunda-Norte. A firma tem a sua sede legal em Ndalatando, Kwanza-Norte, e é uma daquelas empresas tipicamente angolana: faz tudo, “desde que os sócios acordem e seja permitido por lei”. É o que diz o seu registo, feito em Agosto de 1999. Por Sedrick de Carvalho Esta é a empresa substituta da macabra Teleservice, pertencente a oito generais e amplamente descrita por Rafael Marques no livro «Diamantes de Sangue: Corrupção e Tortura em Angola» (Tinta-da-China,…

Leia mais

Piruetar na crista da onda

Está na moda e não há dirigente político do Governo que não dê palpites, que não opine, que não queira dizer de sua justiça, mesmo quando o assunto é de outro âmbito governativo. Desta vez foi o ministro do Interior de Angola, Ângelo Veiga Tavares, que hoje defendeu, em Luanda, uma maior cooperação internacional no combate aos crimes transnacionais, para facilitar a recuperação dos activos financeiros no exterior do país. Por Norberto Hossi (*) Â ngelo Veiga Tavares discursava na abertura do Conselho Consultivo Alargado do Ministério do Interior, que…

Leia mais