PRESIDENTE LABORINHO, MINISTRO LOURENÇO?

A Omunga, organização não-governamental angolana, exorta o Presidente da República, Presidente do MPLA e Titular do Poder Executivo (general João Lourenço), e os tribunais (do MPLA) a acabarem com a “arrogância, arbitrariedade e atrocidades” na actuação da erradamente chamada Polícia Nacional durante manifestações, criticando a repressão da marcha de sábado, em Luanda. m declarações à Lusa, o director da Omunga, João Malavindele, condenou a atitude da polícia (do MPLA) que “visou mais uma vez frustrar e impedir a realização de um direito fundamental consagrado na Constituição”. “Parece que começam a…

Leia mais

RESPEITO E CARÁCTER, PRESIDENTE!

Há muitos anos, o empresário português (já falecido) Belmiro de Azevedo afirmou que “um subalterno tem o dever de questionar uma ordem do chefe e, se for o caso, dizer-lhe que não é suficientemente competente”. Esta tese poderia ser aplicada em Angola, ao MPLA/Governo? Afinal o Povo angolano tem razão, mas não tem força. O que acontecerá quando esse mesmo Povo tiver força e estiver nas tintas para a razão? Por Orlando Castro e calhar essa foi uma das regras que originou o êxito, a credibilidade e o prestígio deste…

Leia mais

ÓDIO E RAIVA CONTRA TODOS, INCLUINDO DO PRÓPRIO MPLA

O Presidente da República de Angola, João Manuel Gonçalves Lourenço mostra, mesmo no segundo e último mandato, atitudes discricionárias, demonstrativas de ódio, raiva e desmedida insensibilidade para com os vinte (20) milhões de pobres. Por William Tonet adopção de medidas subservientes impostas pelo Fundo Monetário Internacional e Banco Mundial, atentatórias dos interesses da soberania do país, são uma verdadeira afronta à inteligência da maioria dos angolanos. O contínuo desrespeito pelos adversários políticos, iniciado em 2017, a perseguição insidiosa a Isabel dos Santos, confiscando os seus bens, em Angola e no…

Leia mais

COMO SE DIZ BESTA, OU BESTIAL, EM RUSSO?

O ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov fez hoje em Luanda uma comparação entre o conflito na Ucrânia e a guerra civil em Angola, numa viagem onde procurou apoio às posições de Moscovo em relação a Kiev. A Rússia, como outros países, continua a julgar (se calhar com razão) que Angola é uma colónia, ou quintal, de Vladimir Putin. m causa, explicou o ministro russo num encontro com o seu homólogo angolano, Téte António, está o facto de Kiev estar a prejudicar os russófonos do país, levando Moscovo a…

Leia mais

UMA CARTA… EM PAPEL PERFUMADO

A visita de trabalho do responsável dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov, a Angola acontece numa altura em que o general João Lourenço, após se posicionar de forma neutra perante a guerra de Vladimir Putin na Ucrânia, abstendo-se de votar uma resolução das Nações Unidas condenando a invasão russa, em Março, juntou-se em Outubro à maioria dos países que condenaram a anexação de territórios ucranianos pela Rússia. ministro dos Negócios Estrangeiros da Federação Russa, Serguei Lavrov, desloca-se amanhã à capital angolana, para se encontrar com o seu homólogo, Téte António,…

Leia mais

SE É PRECISO EXORTAR OS JUÍZES…

O Presidente da República, general João Lourenço, exortou, hoje, em Luanda, os dois novos juízes do Tribunal Constitucional a respeitar a lei e a Constituição da República. Se é preciso exortar (“convencer por meio da persuasão, do conselho”) é porque até agora a lei e a Constituição não eram bem respeitadas? general João Lourenço intervinha na cerimónia de posse dos juízes conselheiros do Tribunal Constitucional Victória Manuel da Silva Izata e Victorino Domingos Hossi, ambos eleitos pela Assembleia Nacional. Victória da Silva Izata, que também assumirá o cargo de vice-presidente…

Leia mais

CHUVA DETONA “MENTIRAS COMPULSIVAS” DO  MPLA 

O executivo do MPLA, partido no poder em Angola há 47 anos, é um “mentiroso compulsivo”, desde 1975. Ao longo do primeiro e segundo mandato do presidente, João Lourenço, está a executar e administrar o país, com várias mentiras, através do Executivo que dirige, e conseguiu promover muitas realizações em prol da sua desgovernação económica e social do país. A chuva continua a destruir e a poluição, o lixo, os buracos nas estradas, as doenças, assassinatos, a miséria e a fome, estão, cada vez mais, ao nível do seu patrono…

Leia mais

MATUMBOS, MAS NEM TANTO!

O general João Lourenço, Presidente angolano e do MPLA, bem como Titular do Poder Executivo, destacou hoje que o país (referia-se à sua re(i)pública) saiu em 2021 do período de recessão económica “em que esteve mergulhado desde 2016”, comprometendo-se a tudo fazer para que Angola não “interrompa este momento de crescimento económico”. mensagem de João Lourenço dirigida à Assembleia Nacional do MPLA, onde hoje supostamente se discutiu, na generalidade, o Orçamento Geral de Estado (OGE) para 2023, foi lida pelo ministro de Estado para a Coordenação Económica, Manuel Nunes Júnior.…

Leia mais

SEM ELE SERIA O FIM DO MUNDO

O Presidente angolano, general João Lourenço, disse hoje que é hora de negociar e fazer a paz na Europa, voltando a apelar um cessar-fogo definitivo e incondicional por parte da Rússia para criar o “necessário ambiente negocial” entre as partes. Vladimir Putin pôs-se em sentido e disse “спасибо президент” (obrigado Presidente). oão Lourenço, que discursava na cerimónia de apresentação de cumprimentos do corpo diplomático acreditado em Angola, apontou a guerra na Ucrânia como “uma séria ameaça à paz e segurança” da Europa e do mundo, provocando a maior crise energética,…

Leia mais

POSSE DE LULA, UM EXEMPLO (TAMBÉM) PARA JOÃO LOURENÇO  

O Brasil e o mundo assistiram a algo inédito; um homem do povo, humilde, simples, chegar, pela terceira vez, pelo voto do povo, à Presidência do continental Brasil. Ele superou um sistema ideológico e juridicamente adverso, montado para o “assassinar” física e moralmente, através de uma condenação escabrosa, em 2017 e prisão “criminosa” em 2018, para nunca mais almejar a política activa. Contornou e venceu, depois de 580 dias nas fedorentas masmorras de Sérgio Moro, um “juiz Pinóquio”! Por William Tonet República Federativa do Brasil assistiu com euforia, pela terceira…

Leia mais