A HORA É AGORA, AS RUAS O CAMPO (DE BATALHA)

Membros da sociedade civil angolana prometem sair às ruas, em marcha, antes, durante e depois das eleições gerais caso o Tribunal Constitucional não impugne o processo, devido a alegadas irregularidades. Numa conferência de imprensa realizada hoje, em Luanda, o porta-voz do colectivo de mais de 26 grupos da sociedade civil, Alexandre Barros, garantiu ser esta a via ideal para forçar o Tribunal Constitucional e outras instituições angolanas (dominados pelo MPLA) envolvidas na organização das eleições a pautarem por um processo eleitoral isento. “Iremos esgotar todas possibilidades jurídicas e formais no…

Leia mais

TRABALHADORES PROTESTAM E POLÍCIA MATA-OS

A UNITA, o principal partido da oposição que o MPLA ainda permite em Angola, condenou hoje os incidentes ocorridos no projecto hidroeléctrico de Caculo Cabaça, onde dois trabalhadores foram mortos em confronto com a polícia, ao “reivindicarem os seus direitos”, pedindo “responsabilização dos autores materiais”. A UNITA recorda que o acto resultou também em vários feridos e “condena com veemência” a actuação policial uma vez que os actos “aconteceram na sequência de reclamações justas dos trabalhadores” e que são perfeitamente normais nos países que são aquilo que Angola ainda não…

Leia mais

TER EMPREGO É… RELATIVO. A FOME TAMBÉM!

Dezenas de funcionários do Entreposto Aduaneiro de Angola (EAA), em Luanda, que denunciam alegados despedimentos arbitrários e gestão danosa, forçaram hoje a transferência do acto de lançamento da Reserva Estratégica Alimentar (REA), exigindo os empregos de volta. O início da operacionalização da REA, iniciativa do Governo angolano para influenciar a baixa de preços dos produtos alimentares, estava marcado para esta terça-feira (como o Folha 8 noticiou), nas instalações do EAA, em Luanda, e seria presidido pelo ministro da Indústria e Comércio angolano, Vítor Fernandes. Frente a uma das naves do…

Leia mais

E assim… (não) vai a Justiça

Cerca de uma centena de magistrados do Ministério Público de Angola concentraram-se hoje junto ao Tribunal Provincial de Luanda num protesto silencioso contra a perda de direitos adquiridos e por melhores condições de trabalho e salariais. Trajados de negro e exibindo cartazes com alertas e reivindicações, os magistrados concentraram-se entre as 09:00 e as 10:00 junto ao tribunal, Palácio Dona Ana Joaquina, local simbólico da magistratura do Ministério Público. “Magistrados unidos, dignidade garantida”, lia-se numa tarja, enquanto noutra se criticava: “justiça mendiga, democracia moribunda”. Noutro cartaz lia-se: “Não podemos continuar…

Leia mais

Avenida Inocêncio de Matos

Centenas de jovens angolanos saíram às ruas de Luanda para protestar contra a corrupção em Angola e em defesa da realização de eleições autárquicas. Pediram o fim do MPLA no poder há 45 anos e mais emprego para os jovens. Governadora de Luanda, Joana Lina, emitiu um comunicado em que “repudia veemente o acto pratica” e “apela à urbanidade e livre expressão dos direitos fundamentais dos cidadão” desde que, presume-se, sejam do MPLA. Centenas de jovens saíram às ruas de Luanda, Angola, esta quinta-feira, e concentraram-se no Largo da Independência…

Leia mais

Protestos em Luanda, Presidente no Bié

O Presidente da República de Angola, “acompanhado” pelo Presidente do MPLA e pelo Titular do Poder Executivo, João Lourenço, inaugura hoje um novo hospital na província do Bié, no mesmo dia em que acontecem na capital, Luanda, três manifestações, incluindo uma convocada pelo sindicato dos médicos. João Lourenço vai inaugurar um novo hospital geral na cidade do Kuito, capital da província do Bié, com capacidade para 230 camas e prestação de 20 serviços especializados, como Gineco-obstetrícia, Pediatria, Neonatologia, Cirurgia, Nefrologia, Oftalmologia, Ortopedia, Psiquiatria, Estomatologia e Otorrinolaringologia, entre outros. Segundo uma…

Leia mais

Jovens da UNITA apostam
forte na força… da razão

A Juventude Unida e Revolucionária de Angola (JURA), braço juvenil da UNITA, anunciou hoje protestos, para 14 de Abril, caso não existam “sinais claros” das autoridades sobre a revisão da data de celebração da juventude angolana. A Polícia (Nacional) do MPLA já deve estar a preparar a estratégia para acariciar (com porrada) os manifestantes. “S e daqui até ao dia 14 de Abril não houver sinais claros sobre a revisão desta data, vamos mover a juventude angolana para estar nas ruas no dia 14 de Abril. Vamos protestar em todo…

Leia mais

Operários (quem diria?) desesperam na pobreza

Mais de 1.700 ex-operários dispensados sem indemnizações e salários, à procura de reforma, são vistos como um ‘’fardo pesado’’ para o sector da indústria na província de Benguela, incapaz de solucionar o problema, escreve a VoA, acrescentando que de acordo com o Sindicato da Indústria, a falência de empresas atirou para o desemprego várias centenas de cidadãos, que se queixam de falta de condições financeiras para o sustento das suas famílias. A Califórnia recusou convite… Os casos da África Têxtil e da Lusalite e Previdente de Angola (Lupral), saltam à…

Leia mais

Sem dinheiro para pagar multas continuam detidos

Os sete activistas (Revús) condenados pelo crime de desobediência, por reivindicarem falta de água na Zona Alta do Lobito, a uma pena convertida em multas no valor de 40 Kwanzas por dia, durante vinte meses, pelo Tribunal de Comarca do Lobito, na província de Benguela, a 5.7.2019, continuam detidos por falta de valores. Por Pedrowski Teca Para além da acusação de desobediência, também lhes foram impostos os crimes de “assuada” (ajuntamento de pessoas em local público para criar desordem) e “injúria” contra agente da autoridade, num julgamento onde os réus…

Leia mais

Povo na rua, medo no MPLA

O Ministério do Interior de Angola manifesta-se preocupado com o surgimento de manifestações violentas, referindo que o surgimento dessas manifestações, sem que cumpram os pressupostos previstos na lei, colocam em causa a ordem e tranquilidade públicas, assim como os bens públicos e privados. Falha da “Operação Resgate”? Acção dos marimbondos de José Eduardo dos Santos? Tentativa de golpe de Estado? Acções controladas (ainda) pelo fantasma de Savimbi? Revús chateados? Já a Polícia Nacional, em comunicado, dá conta da detenção de sete cidadãos, em Luanda, pela prática dos crimes de assuada,…

Leia mais