A data que abalou o regime

O país vive momentos sinuosos, dolorosos, dramáticos, numa roda onde se consolida, cada vez mais, o desnorte do espectro ideológico. O MPLA, em 45 anos de poder absoluto, na direcção do país, nunca tão ostensivamente conviveu com uma cisão interna, transbordada para o exterior, pela própria liderança. Por William Tonet O resultado dessa estratégia é imprevisível, supera o desfecho final, mas, já exala, no ar, um cheiro nauseabundo, que atrai os gaviões (corvos) em busca de carne putrefacta. Em três anos, a formação partidária mais rica do mundo, pese controlar,…

Leia mais

Na linha de fogo

O Dia Mundial da Liberdade de Imprensa comemora-se, isto é como quem diz, hoje, 3 de Maio. Em Angola não há Dia Mundial que nos valha. E não há porque aos jornalistas (pensamos, queremos ainda pensar, que são eles que fazem a informação) restam duas opções: serem domados ou serem… domados. Mas há sempre quem resista. É claro que no Dia Mundial da Liberdade de Imprensa (repugna-nos comemorar uma coisa que não existe), vemos toda a espécie de altos dignitários do regime, quiçá até mesmo o Presidente João Lourenço, a…

Leia mais

Líder da UNITA afirma que o regime protege os ladrões

O presidente da UNITA, Adalberto da Costa Júnior, afirmou hoje na abertura das IX Jornadas Parlamentares do principal partido da oposição que o MPLA ainda permite que exista em Angola, que “de pouco adianta gritar o combate à corrupção” quando o regime protege os que roubaram. “D e pouco adianta gritar o combate à corrupção como uma bandeira quando o mesmo regime protege actores do roubo e impede o normal funcionamento das instituições”, destacou hoje Adalberto da Costa Júnior, no Sumbe, província do Cuanza Sul. O líder da UNITA afirmou…

Leia mais

João Lourenço, Capitães de Abril e Marcelo (Caetano)!

«Em 25 de Abril de 1974 o Movimento das Forças Armadas (MFA) derrubou o regime de ditadura que durante 48 anos oprimiu o Povo Português», afirma o Presidente da Associação 25 de Abril (A25A), Vasco Lourenço. Mas não foi assim. Segundo o Presidente do MPLA, da República e Titular do Poder Executivo de Angola, João Lourenço, em entrevista à DW, “quem fez a Revolução dos Cravos em Portugal foram portugueses e aqueles que eram do regime de Marcelo Caetano”. De acordo com Vasco Lourenço, “nessa madrugada do dia inicial, inteiro…

Leia mais

BFA vai produzir… loengos

O antigo ministro de José Eduardo dos Santos, Rui Mangueira, foi hoje eleito novo presidente do Conselho de Administração do Banco de Fomento Angola (BFA), numa deliberação unânime dos accionistas, informou o banco angolano. Acredita-se que pela primeira vez na história mundial, o MPLA vai conseguir pôr a mangueira a produzir loengos. Os accionistas Unitel, que detém 51,9% do capital, e BPI (os restantes 48,1%) elegeram hoje os seus órgãos sociais para o triénio 2020/2022, designando além de Rui Mangueira, António Domingues e Osvaldo Salvador de Lemos Macaia como vice-presidentes.…

Leia mais

Alguém quer saber quem foram (são) os ladrões?

Joana Amaral Dias, que nasceu em Luando em 1973, é licenciada em Psicologia pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra, onde obteve o grau de mestre. É professora assistente no Instituto Superior de Psicologia Aplicada, em Lisboa. Foi deputada, apoiou Mário Soares e militante do Bloco de Esquerda. Recentemente, na sua página do Facebook, escreveu: «Querem saber quanto esbulharam ao povo angolano? Querem saber quem roubou? Porque é que a comunicação social portuguesa não pega nesta lista?». A lista de Joana Amaral Dias foi publicada…

Leia mais

Está tudo em ordem com
as declarações das PPE?

O Governo do MPLA (versão João Lourenço) prevê, talvez, quem sabe, supostamente, passar a divulgar, até 2020, o património dos titulares de cargos públicos (dos que entretanto não forem exonerados) e, de forma a “facilitar a identificação” de Pessoas Politicamente Expostas (PPE), segundo um decreto presidencial de João Lourenço. A medida (por agora um enumerar de boas intenções) consta no Plano de Desenvolvimento do Sistema Financeiro (PDSF) para o período 2018-2022, apreciado pela Comissão Económica do Conselho de Ministros em Junho do ano passado e publicado em Diário da República,…

Leia mais

“Folha 8 – Resiliência em contexto de adversidade”

O “Folha 8” existe desde 1995. Se lhe pedíssemos, caro leitor, um depoimento sobre o nosso trabalho, o que nos diria? Foi essa pergunta que foi colocada a algumas personalidades do universo lusófono e que temos vindo a divulgar. Hoje publicamos a opinião de Paulo de Morais, presidente da associação portuguesa Frente Cívica. Por Paulo de Morais «O Jornal “Folha 8” tem-se constituído como a primeira consciência cívica de Angola. Ao longo do seu ainda jovem mas marcante percurso, tem sido no “Folha 8” que as poucas vozes livres de…

Leia mais

Couves plantadas com a
raiz para cima… morrem!

O Governo angolano quer alcançar a auto-suficiência alimentar para “garantir uma soberania segura”, mas, apesar das acções em curso, como o apoio à agricultura familiar, “não tem ainda um horizonte temporal” para alcançar esta meta, disse hoje o ministro da Agricultura e Florestas de Angola, Marcos Nhunga. “E staria a mentir se lhe disser que daqui a um, dois ou três anos vamos atingir auto-suficiência alimentar, temos é que trabalhar para resolver aqueles que são os pressupostos fundamentais para o desenvolvimento de qualquer agricultura”, disse aos jornalistas o ministro da…

Leia mais

Lógica da batata na lei da batota exclusiva do MPLA

O optimismo por natureza não deve menosprezar o irmão siamês; o pessimismo, principalmente, em países onde as lideranças, complexadamente, acreditam apenas na fórmula ocidental, para a resolução dos problemas fundamentais dos cidadãos africanos ou latino americanos. Por William Tonet A primeira trincheira (optimismo) alimenta o sonho de libertação e cidadania, já a segunda (pessimismo) a desilusão das más práticas governativas, identificadas com o que de pior tinha o colonialismo, a nova forma de exploração, assente no neocolonialismo ou colonialismo negro, que subjuga com toneladas de impostos a maioria preta e…

Leia mais