Agostinho Neto ao Poder, já!

O primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto, foi um construtor de pontes, que lutou pela união dos movimentos de libertação nacionais para fazer frente ao colonialismo português, considera o historiador Auxílio Muhongo, citado obviamente por um dos órgãos oficiais do MPLA, no caso o Jornal de Angola (JA). Por Orlando Castro Segundo o também professor universitário, Agostinho Neto criou condições para o diálogo com os demais líderes de movimentos políticos angolanos da altura, como Holden Roberto, da FNLA, e Jonas Savimbi, da UNITA, mostrando que o inimigo comum era…

Leia mais

O difícil parto da angolanização

O ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás angolano, Diamantino Azevedo, considerou ainda “insípido” o número e qualidade dos técnicos e quadros nacionais, bem como a participação do empresariado nacional na indústria mineira e petrolífera do país, garantido a sua angolanização. Recorde-se que em 12 de Fevereiro de 2013, já Maria Luísa Abrantes, presidente do Conselho de Administração da Agência Nacional de Investimento Privado (ANIP), falava da necessidade de angolanização… Está a ser um parto complicado! E de quem é a culpa? Obviamente de todos menos do partido, o MPLA,…

Leia mais

Self-service gratuito para o Povo

Se os angolanos não morrem em maior quantidade, a culpa não é de um Governo que está no poder há 45 anos e que está a fornecer-lhes todos os dias, a todas as horas, instrumentos para terem sucesso… Ao que parece o Covid-19 não teve êxito neste aspecto, ficando a longa distância da estratégia do MPLA que ensina os angolanos a viver… sem comer! Por Orlando Castro Há quem afirme que são cada vez mais as vozes que dentro do MPLA – fora já sabemos que é verdade – estão…

Leia mais

De reBento do José a reBento(na) do João

A UNITA “repudia e deplora veementemente” as declarações do Ministro do Interior e do 1º Secretário Provincial de Luanda do MPLA, Bento Bento, segundo as quais, “a UNITA está a mobilizar elementos afectos ao Movimento Revolucionário para efectuar manifestações violentas nas ruas de Luanda contra o MPLA e o seu líder durante a realização do V Congresso extraordinário desse partido”. Estávamos em Novembro de… 2014. Segundo essas declarações de Bento Bento, feitas na altura, “os integrantes do Movimento Revolucionário são membros da JURA cuja direcção funciona nas instalações da Rádio…

Leia mais

Quem fez o general prosperar, ter barriga grande?

Raramente o jornalista é notícia. Contudo, não deixa, antes e durante, de ser um cidadão que, mais do que qualquer outro, tem responsabilidades acrescidas, devendo por isso, sem pretensiosismos nem falsas modéstias, assumir junto daqueles a quem exclusivamente deve explicações, neste caso os angolanos, a verdade dos acontecimentos. Por Orlando Castro Volta a ser o caso em resultado das monumentais mentiras do General Higino Carneiro que, cobardemente, quer reescrever a História e esconder eventuais rabos-de-palha. Joseph Goebbels (1897-1945) foi um político alemão, ministro da Propaganda e da Informação Pública da…

Leia mais

Lavadores ao serviço da mentira

Os Estados membros da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) celebram hoje o Dia da Libertação da África Austral. A data, instituída pela organização regional, em 2018, assinala – segundo os ensinamentos de Joseph Goebbels, o guru do MPLA – a vitória das então Forças Armadas Populares de Libertação de Angola (FAPLA) e das tropas cubanas sobre o exército racista sul-africano, na batalha sangrenta do Cuito Cuanavale, no Cuando Cubango. Em entrevista ao Pravda do MPLA (Jornal de Angola), o embaixador da Namíbia em Angola, Patrick Nandago, reconheceu o…

Leia mais

Vitória do MPLA só na… “playstation”

Os países membros da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) comemoram, amanhã, o Dia da Libertação da África Austral, data dedicada à Batalha do Cuito Cuanavale (Província do Cuando Cubango). O MPLA continua a mentir. Mas, 31 anos passados, ainda não conseguiu fazer com que a repetição sistemática da mentira a transformasse em verdade. Por Orlando Castro O Governo do MPLA, que está no poder desde 1975, continua a fazer de todos nós uns matumbos e, por isso, teima em mandar enxurradas de mentiras contra a nossa chipala. Em…

Leia mais

Presidente mente e valida mentiras da Polícia

O Presidente angolano, João Lourenço, falou hoje, pela primeira vez, sobre o massacre em Cafunfo, condenando o que sabe ser uma monumental mentira (“acto de rebelião”, como lhe chamaram os algozes da Polícia), mas garantindo também que serão responsabilizados os polícias que terão “praticado actos considerados desumanos”. Por Orlando Castro Um mês depois dos acontecimentos violentos, que, segundo a versão oficial, causaram seis mortos durante uma alegada invasão de uma esquadra, mas que testemunhas locais e organizações locais da sociedade civil (Igreja Católica incluída) e internacionais (como a Amnistia Internacional…

Leia mais

As lixeiras dos lixeiros do re(i)gime

Angola (país governado há 45 anos pelo mesmo partido, o MPLA) está a perder anualmente 576 milhões de euros, por não valorizar as 6,3 milhões de toneladas de lixo produzidas por ano em todo o país, metade das quais só em Luanda, reconhece o próprio Governo. O ministro da Economia e Planeamento, Sérgio Santos, anunciou hoje aos jornalistas no final da reunião da Comissão Económica do Conselho de Ministros, orientada pelo Presidente da República, Presidente do MPLA e Titular do Poder Executivo, João Lourenço, que foi aprovado um projecto de…

Leia mais

Marcelino da Mata treinou as FAA

O MPLA escolheu um dos seus mais emblemáticos sipaios, na circunstância o ex-ministro da Comunicação Social, João Melo, para atacar, depois de ter morrido, o tenente-coronel comando português, Marcelino da Mata, o militar mais condecorado de toda a história das Forças Armadas Portuguesas. Esqueceram-se de dizer que Marcelino da Mata esteve, em 1993, a dar instrução militar, em Angola, aos comandos da FAA/FAPLA… Vejamos algumas das afirmações de João Melo: «- Não pude deixar de ficar estupefacto com a “normalização”, voluntária ou involuntária, que tanto o governo como o Presidente…

Leia mais