A banha da cobra do presidente (não eleito) do MPLA

O presidente (que nem no próprio MPLA foi eleito) João Lourenço, continua a mostrar directa ou indirectamente o que pretende e que, como Folha 8 tem reiteradamente escrito, se resume à máxima “O MPLA é Angola e Angola é do MPLA”. Quem não estiver de acordo tem liberdade para escolher entre levar um tiro na cabeça, ser preso e desaparecer ou entrar voluntariamente amarrado na cadeia alimentar dos jacarés. No dia 30 de Junho de 2020, João Lourenço (para além de auto-elogios na suposta luta contra a corrupção) sublinhou que…

Leia mais

Exoneração da… informática

O Ministério das Finanças (Minfin) de Angola apelou aos funcionários públicos que receberam salário a dobrar, devido a falhas informáticas, que não façam uso dos montantes transferidos indevidamente e informou que está a fazer uma auditoria aos sistemas. Provavelmente vão exonerar a “informática”, ou criar um Conselho de Auditoria aos Sistemas. Numa nota divulgada através do seu portal, o Minfin refere que as falhas provocaram “irregularidades com duplicação no pagamento dos salários de um número significativo de funcionários públicos, referentes ao mês de Setembro”. O ministério apelou aos funcionários para…

Leia mais

“Honras de Estado? A um terrorista? Nunca”, dizem
os colonialistas do MPLA

O Governo do MPLA, que continua a agir como se fosse proprietário de Angola e dos angolanos, garante que “estão criadas as condições” para a exumação dos restos mortais do antigo líder da UNITA, Jonas Savimbi, mas avisa que o funeral do fundador do maior força da oposição “não terá honras de Estado”. Se Savimbi pudesse ter uma opinião sobre o assunto também não quereria essas “honras”. Antes livre de barriga vazia do que escravo com ela cheia, dizia. Por Orlando Castro AA posição foi transmitida pelo ministro de Estado…

Leia mais

São tantos os fantasmas…

O Governo angolano admitiu hoje que o peso da receita petrolífera no Orçamento Geral do Estado (OGE) “torna refém a execução da despesa e da receita”, considerando que o “fantasma da dependência petrolífera precisa de ser continuamente repensado”. Repensar os fantasmas é uma boa estratégia que, aliás, revela que o governo do MPLA (há 43 anos que Angola só conhece governos do MPLA) até da própria sombra tem medo. É que os fantasmas aparecem em vários formatos e configurações. Uns surgem na forma de Jonas Savimbi, outros na Isabel dos…

Leia mais

Ela atormenta JLo!
(Freud explicaria?)

O Presidente angolano, João Lourenço, revogou, alterou ou mudou a gestão de contratos e projectos aprovados pelo antecessor, José Eduardo dos Santos, no valor de 21.000 milhões de dólares, só nos últimos três meses. Projectos e contratos esses que mereceram a aprovação servil e, por isso, incondicional, de um dos mais emblemáticos ministros do anterior presidente. De seu nome, João Lourenço. De acordo com dados compilados pela Lusa, a primeira das alterações de fundo aconteceu com a publicação, a 2 de Abril, do despacho presidencial 37/18, através do qual o…

Leia mais

Milhares de funcionários públicos sem salários

Um total de 64.044 funcionários públicos angolanos, em todo o país, viram o pagamento do salário suspenso em Abril por se encontrarem “em situação de irregularidade”, informou o Ministério das Finanças de Angola. De acordo com uma informação daquele ministério, a decisão surge no âmbito do processo de recadastramento dos funcionários públicos, lançado em Setembro de 2015, e abrange trabalhadores que, neste processo, apresentaram dados incompletos ou por falta de documentos, estando em ausência do local de trabalho para licença de formação ou junta médica. Também por “terem dupla efectividade…

Leia mais

Último KO a Dos Santos?
– Há fantasmas a vaguear
pelo Palácio Presidencial

O Presidente angolano, João Lourenço, exonerou hoje a administração do Fundo Soberano de Angola (FSDEA), presidida por José Filomeno dos Santos, tendo nomeado Carlos Alberto Lopes para liderar a instituição. Tudo normal. Mas será normal que a verba destinada, no OGE, à (sua) Guarda Presidencial seja três vezes maior do que a atribuída aos tribunais e à saúde? O que teme João Lourenço? O fantasma do 27 de Maio ainda anda pela Cidade Alta? A informação sobre a exoneração, “por conveniência de serviço”, foi transmitida hoje pela Casa Civil do…

Leia mais

TPA, zimbos & Cª fazem apologia de nova guerra

A comunicação social pública, a ligada ao poder e ao poder da corrupção, fez e continua a fazer com uma cobertura abjecta. Vergonhosa! Danosa e dolosa à democracia. No dia das eleições, pelo menos hoje, esperava-se uma abordagem diferente da mídia estatal e afins, mas nada. As emissões estão a ser preenchidas como moderadores todos, absolutamente todos, do MPLA e a puxar a brasa para esta força política. Mais uma vergonha. Mais uma parcialidade. Mais um chamado à guerra. A mídia estatal quando deveria fazer a apologia da paz, da…

Leia mais