(Ab)usar e deitar fora

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, exonerou hoje três administradores executivos da petrolífera estatal Sonangol e um não-executivo, o ex-primeiro-ministro, Marcolino Moco, segundo uma nota da Casa Civil do Presidente. Além de Marcolino Moco, nomeado em Janeiro de 2018 por João Lourenço, estão de saída os administradores executivos Josina Baião, Luís Maria e Osvaldo Macaia. Serão substituídos pelos administradores executivos Olga Lukocheka da Silva Sabalo Miranda, Kátia Mariana Siliveli Epalanga Lutucuta e Osvaldo Inácio, e pela administradora não-executiva Bernarda Gonçalves Martins. A administração da Sonangol é presidida por…

Leia mais

Presidente exonera e nomeia altos oficiais das FAA e da Polícia

O Presidente angolano, João Lourenço, remodelou hoje, entre outras, as estruturas de topo das Forças Armadas Angolanas (FAA) e da Polícia Nacional, com substituições, promoções e alterações de posto, entre as quais a do juiz presidente do Tribunal Supremo, Joel Leonardo. Dezenas de oficiais generais e almirantes das FAA, bem como dirigentes de Polícia Nacional, foram exonerados, substituídos e nomeados para novos cargos, segundo oito decretos presidenciais hoje publicados em Diário da República e seis Ordens do Comandante-em-Chefe das FAA, por inerência de funções, o próprio general João Lourenço. Entre…

Leia mais

(Ca)papinha toda feita

O governador do Cuanza Sul, Job Capapinha, exonerou cinco elementos do quadro temporário do seu gabinete numa altura em que decorre uma investigação da Procuradoria-Geral da República (PGR) relativa a alegados actos de gestão danosa que, é claro, devem ter sido praticados pela senhora da limpeza. Numa nota datada de terça-feira, o governo da província dá a conhecer que foram exonerados o director do gabinete do governador, Gildo Ferreira, o seu director adjunto, Bernardino Lopes, os assessores do governador, Quintas Majana e Manuel Santana, bem como a secretária do seu…

Leia mais

Fogo na palha(çada)

A quase patológica ânsia de mandar em toda a gente e esperar que toda a gente obedeça servil e bajuladoramente, levou – recorde-se – João Lourenço a exonerar, em Dezembro de 2017, uma pessoa que já tinha morrido dois anos antes (o engenheiro José Pedro Tonet, falecido a 23 de Dezembro de 2015, na África do Sul, sendo na altura da sua morte administrador não executivo da ENANA EP). Mas João Lourenço continua a mostrar que, se calhar, não são só os seus colaboradores que têm o cérebro no intestino…

Leia mais

O jogo-da-vermelhinha

Hoje vou divagar a propósito de um jogo muito ao gosto popular, e que se bem me lembro se jogava em alguns bairros de Luanda nos tempos da minha infância e juventude. Também nas cidades portuguesas de Lisboa e Porto a caça da polícia às bancas ilegais deste jogo foi, num passado mais ou menos distante, recorrente. Por Carlos Pinho (*) No entanto, o local onde eu mais gostava de apreciar ao longe os magotes que se instalavam à volta da banca improvisada e transportável do artista que manipulava o…

Leia mais

Escravos sim, matumbos não!

O Presidente de Angola voltou ao seu melhor. Se eu exonero, logo… existo, pensa – e muito bem – o também Presidente do MPLA e Titular do Poder Executivo. João Lourenço, continua a blindar o seu histórico consulado dando prioridade máxima às exonerações e mínima (ou quase nula) à governação. Tudo normal, portanto. Por Orlando Castro Façamos um apelo à memória que, só por si, desmonta o fogo de artifício, o fogo-fátuo, de quem por incompetência vai dando tiros de pólvora seca (exonerações) para ver se encontra alguém que saiba…

Leia mais

Fome apenas às segundas,
quartas e sextas. Depois é
só mesmo falta de comida

O Presidente de Angola, João Lourenço, exonerou o ministro do Comércio, Jofre Van-Dúnem Júnior, e nomeou Victor Francisco dos Santos Fernandes para o cargo. Razões? Isso não é relevante. Por alguma razão o Presidente quer, pode e manda. “Eu não governo, mas exonero”, pensará o dono disto tudo. E se é assim… ámen Sr. Presidente! Em Setembro de 2018, o então ministro da Agricultura e Florestas do governo de João Lourenço, Marcos Alexandre Nhunga, disse que o país tinha alguma “população considerável que não passa fome como tal”, mas que…

Leia mais

Exonerações revelam incompetência de JLo!

O Presidente de Angola, João Lourenço, voltou ao seu melhor. Como ontem o Folha 8 noticiou, exonerou a ministra da Educação, Ana Paula Elias e o ministro da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social, Jesus Faria Maiato. Se eu exonero, logo… existo, pensa – e muito bem – o também Presidente do MPLA e Titular do Poder Executivo. No dia 23 de Abril de 2018, o Presidente João Lourenço exortou as novas chefias militares, que nomeou e empossou nesse dia, a trabalharem para a moralização da sociedade angolana, começando pela…

Leia mais

Para animar o Povo a receita é, é… exonerar!

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, exonerou hoje a ministra da Educação, Ana Paula Elias e o ministro da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social, Jesus Faria Maiato, segundo uma nota da Casa Civil. A fotogénica mas “vazia” Ana Paula Tuavanje Elias tinha sido nomeada em Outubro de 2019 e será substituída por Luísa Maria Alves Grilo. Jesus Faria Maiato tinha sido nomeado em Outubro de 2017, em substituição de António Rodrigues Afonso Paulo, que não compareceu à cerimónia de tomada de posse. Para o seu lugar, João…

Leia mais

MPLA decreta: crescer para baixo e viver sem… comer!

As reservas líquidas internacionais de Angola caíram para 10,46 mil milhões de euros em Janeiro, quando estavam em 10,78 mil milhões de euros em Dezembro de 2019, o que revela uma queda de 3%. Em Outubro do ano passado tinha caído para 10,1 mil milhões de dólares, o valor mais baixo desde pelo menos 2011, ano em que começaram a ser feitas estas estatísticas. De acordo com a agência de informação financeira Bloomberg, que cita dados do Banco Nacional de Angola, as reservas brutas desceram no primeiro mês do ano,…

Leia mais