É, OU NÃO, POSSÍVEL VIVER SEM COMER?

Em 2019, a investigadora do ISCTE (Instituto Universitário de Lisboa) especializada em questões africanas, Elisabete Azevedo-Harman, disse que o Fundo Monetário Internacional (FMI) estava empenhado em que a austeridade associada ao programa de assistência financeira em Angola fosse compensada com medidas sociais. Hoje, os mais de 20 milhões de pobres angolanos continuam animados na sua luta para aprenderem a viver sem… comer. académica disse que “Angola terá o fundo de acção social, no qual serão injectadas verbas de várias estruturas internacionais, e o acordo com o FMI terá também prestações…

Leia mais

JOÃO LOURENÇO NÃO PODE ESQUECER LEI DA GRAVIDADE

O ano de 2024 está numa louca correria, Janeiro demorou bwé, mas chamou Fevereiro, onde os dias parecem fêmeas, em frenética reprodução. E, o grave é que o Executivo não tem um dedo apontado para a multiplicação das sementes de contenção da fome, miséria, desemprego e baixa dos preços. Por William Tonet desolação é grande! Grande, por inexistir ousadia do regime, em afastar-se da degradante imagem de ver um número indeterminado de cidadãos a alimentar-se nos contentores e monturos de lixo. Essa insensibilidade do MPLA é transversal ao seu líder,…

Leia mais

PRESIDENTE INIMPUTÁVEL

Sendo que o MPLA considera que Angola é uma democracia e um Estado de Direito, não admira – pelo contrário, confirma – que o Presidente República, general João Lourenço, seja ao mesmo tempo Presidente do MPLA, Titular do Poder Executivo e Comandante-em-Chefe das Forças Armadas (que a Constituição “determina” que sejam apartidárias). E quando um deles (ou todos a uma só voz) considera que o jornalismo angolano “está a cumprir o seu papel” e que há liberdade de imprensa no país, todos ficamos esclarecidos… um balanço sobre a sua visita…

Leia mais

O STRADIVARIUS COMPRADO NO ROQUE SANTEIRO

Foi em 9 de Janeiro de 2018 que o Presidente da República, João Lourenço, nos vendeu a promessa de que seria o “violino” que Angola precisava. Um verdadeiro Stradivarius. Ledo engano. Afinal não passa de um “violino” feito de latas de sardinha e comprado no Roque Santeiro. Por Orlando Castro oje João Lourenço limita-se a pensar que é um músico de excelência só porque tem um piano; que é um brilhante pintor só porque conhece as cores do arco-íris; que é um exímio poeta só porque declama Agostinho Neto e…

Leia mais

NINGUÉM ESCAPA À CRUZADA DE ASSASSINATOS

A liberdade é conferida quando a bolsa de nascimento rebenta e o (a) bebé dá o primeiro grito. É a primeira propriedade do ser humano. Sem o grito, não há vida! Não há liberdade! Não há cidadão! Mas, para desgraça da maioria dos povos, pode-se ter liberdade individual, mas não se ser um homem livre, ainda que, aparentemente, se tenha voz… Os povos angolanos, infelizmente, vivem há 48 anos sufocados na sua dignidade, sendo o grande e exclusivo responsável, o MPLA, cada vez mais conhecido por Menos Pão Luz Água.…

Leia mais

REGIME QUER ASSASSINAR O “FOLHA 8”

O texto que se segue foi escrito por mim há mais de dez anos, era eu na altura editor de Política do Folha 8. Por uma questão de memória e porque a verdade (apesar das ordens superiores do MPLA) não prescreve, volto a publicá-lo. Como sempre foi aqui dito, em Angola não há jacarés vegetarianos: Por Orlando Castro Ministério da Comunicação Social (MCS), reflectindo desde logo pela sua própria existência a distância que nos separa de um democracia e de um Estado de Direito, entende que nós aqui no “Folha…

Leia mais

MPLA DEVE VIOLAR A CONSTITUIÇÃO, ACONSELHA A “THE ECONOMIST”

Analistas da Economist Intelligence Unit (EIU) acreditam que o MPLA, no poder há 48 anos, voltará vencer as eleições em Angola, em 2027, com João Lourenço a candidatar-se (como cabeça-de-lista do MPLA) a um terceiro mandato, contornando o limite de dois imposto pela Constituição angolana. uma antevisão de Angola para 2024-2028, a unidade de análise da revista britânica “The Economist” salienta que o Presidente angolano, general João Lourenço, deve eleger como prioridades no seu segundo mandato a luta contra a corrupção e a melhoria das condições de vida para recuperar…

Leia mais

PRESIDENTE DO MPLA COMANDA FORÇAS ARMADAS… APARTIDÁRIAS

O comandante da Região Militar Centro (RMC), tenente-general Paulo Silva Xavier “Passix”, apelou ao envolvimento dos oficiais reformados nos desafios do país, com foco na promoção e reforço dos valores patrióticos, morais e cívicos. Valores patrióticos? Educação patriótica? Angola ainda necessita disso? Ou são apenas ordens superiores do Comandante-em-Chefe das Forças Armadas e Presidente do MPLA, general João Lourenço? o discursar na cerimónia de homenagem a 311 militares que se reformaram, entre oficiais superiores, capitães, subalternos e sargentos, o comandante disse ser importante que os valores patrióticos (do tipo o…

Leia mais

CULTURA AO SERVIÇO DA DITADURA

A terceira edição da Bienal de Luanda (22 a 24 deste mês) vai proporcionar um diálogo inter-geracional entre Chefes de Estado e de Governo e jovens africanos. O lema será, garante o Governo de general João Lourenço, do MPLA há 48 anos, “Educação, Cultura de Paz e Cidadania Africana como Ferramentas para o Desenvolvimento Sustentável do Continente”. Ou seja, uma cesta básica cheia de coisa nenhuma. e acordo com porta-voz da Comissão Multi-sectorial da Bienal de Luanda, Neto Júnior, este diálogo é o diferencial comparativamente às edições anteriores. O que…

Leia mais

MPLA DE MOÇAMBIQUE (TAMBÉM) MATA A DEMOCRACIA

A polícia moçambicana, há 48 anos nas mãos da Frelimo (o MPLA de Moçambique) fez hoje vários disparos de gás lacrimogéneo sobre milhares de pessoas que se manifestam em Maputo contra os resultados fraudulentos (assim retratados por observadores internacionais) das eleições autárquicas anunciados pela Comissão Nacional de Eleição (CNE). Um agente da polícia e um jovem morreram hoje durante manifestações, em Nampula e em Nacala, contra os resultados das eleições autárquicas, anunciou a Organização Não-Governamental moçambicana Centro de Integridade Pública (CIP). s manifestantes participam numa marcha convocada pelo cabeça-de-lista da…

Leia mais