“O POVO ANGOLANO ESTÁ NO LIMITE DA TOLERÂNCIA”

Adalberto da Costa Júnior, certamente muito bem aconselhado pelos seus assessores, deu uma importante entrevista ao jornal português “Nascer do Sol”. Com a devida vénia (ao jornal, obviamente) transcrevemos as declarações do líder da UNITA. Presidente da União Nacional para Independência Total de Angola, Adalberto Costa Júnior, mostrou-se seriamente preocupado com aquilo que considerou ser o retrocesso na qualidade da democracia em Angola. A violação das mais elementares regras da democracia e dos direitos cívicos dos cidadãos é também, diz, do conhecimento das organizações políticas internacionais. Na recente Assembleia-Geral da…

Leia mais

MANDIOCA, SAPOS E LAGOSTA

Esta reflexão é uma singela homenagem aos quase extintos sobreviventes da etnia dos angolanos brancos. É, no caso, um grito de revolta pela falta de memória de quem dirige a UNITA. O facto de eu ter sido militante da UNITA (nº 53 149 e membro nº 11 da JURA no Huambo, da qual, aliás, fui secretário do Departamento Cultural do Comité do Huambo) não me dá qualquer especial legitimidade. Mas também não ma tira. Por Orlando Castro ão sei se qualquer reflexão que ultrapasse o círculo de bajuladores, nesta caso…

Leia mais

POMBO(LO) ARRULHA PELA PARTITURA DO PATRÃO

Organizações Não-Governamentais (ONG) angolanas condenaram hoje o ataque à caravana da UNITA na província do Cuando-Cubango, considerando que o acto “mancha” o processo de reconciliação nacional no mês do 22.º aniversário da paz. Mas desde quando o MPLA está interessado na paz? Não nos esqueçamos que no MPLA ainda hoje, 22 anos depois, há gente que teme o fantasma de Jonas Savimbi e que, além disso, quer acabar o que (segundo eles) ficou por fazer em 1992. Omunga e a Associação Mãos Livres, ambas defensoras e promotoras dos direitos humanos…

Leia mais

CONTRA A UNITA, MATAR, MATAR!

Uma pessoa morreu e seis ficaram feridas num ataque armado a uma caravana da UNITA, na província do Cuando Cubango, segundo o líder da bancada parlamentar do partido da oposição angolana. iberty Chiaca disse que os carros circulavam no troço Longa-Cuito Cuanavale e depararam-se pelas 10:30 com uma barreira da qual saíram pessoas armadas que dispararam tiros e arremessaram paus e pedras contra a caravana onde seguiam os dirigentes da UNITA. Entre estes encontravam-se três deputados, um assessor e o secretário provincial da UNITA no Cuando Cubango, não tendo sido…

Leia mais

SÓ COM ORDEM DO REI

O líder do grupo parlamentar da UNITA, Liberty Chiaka, maior partido da oposição que, a muito custo, o MPLA ainda permite em Angola, acusou hoje os governos provinciais de alegada tentativa de inviabilização das suas jornadas municipais, programadas para os próximos sete dias. s jornadas, segundo o líder do grupo parlamentar da UNITA, visam realizar actividades de solidariedade, com doações de alimentos, medicamentos e outros bens, estabelecer contacto directo com os cidadãos, sobretudo nos mercados, e fazer auscultação, no quadro do Projecto de Lei Orgânica de Institucionalização Efectiva das Autarquias…

Leia mais

SIGA A ORGIA DO MPLA, DETERMINA O TC

A UNITA, o maior partido da oposição que a muito custo o MPLA (ainda) permite em Angola, considerou hoje que uma norma do Parlamento não pode estar acima da Constituição, contestando a decisão do Tribunal Constitucional (TC) sobre a discussão do processo de destituição do Presidente. Não é bem assim, reconheça-se. Quem determina o que está acima, ou abaixo, seja do que for é o proprietário do reino, o MPLA. uma nota de imprensa, o grupo parlamentar da UNITA reagiu ao acórdão do Tribunal Constitucional que negou provimento ao pedido…

Leia mais

VOTO SECRETO… DE BRAÇO NO AR

O Tribunal Constitucional (TC) angolano recusou o pedido de declaração de inconstitucionalidade da reunião plenária da Assembleia Nacional (Parlamento) em que a maioria do MPLA travou o pedido da UNITA, oposição, de destituição do Presidente angolano, foi hoje anunciado. m Dezembro do ano passado, o grupo parlamentar da UNITA remeteu ao Tribunal Constitucional um processo sobre a fiscalização abstracta sucessiva da constitucionalidade de uma norma do Regimento da Assembleia Nacional (RAN), no âmbito do processo de acusação e destituição do Presidente da República. Num acórdão hoje divulgado, os juízes conselheiros…

Leia mais

AUMENTO DA POBREZA E DO DESEMPREGO

O Povo angolano celebra neste dia 4 de Abril de 2024, o 22º aniversário da assinatura, em Luanda, o Memorando de Entendimento Complementar do Luena. O dia 4 de Abril figura na História de Angola, como o dia da Paz e Reconciliação Nacional, no culminar de um longo processo que teve como base os Acordos de Alvor, em Janeiro de 1975, o do Alto Kauango, em 1991, o de Bicesse, em 1991 e de Lusaka, em 1994. ejamos o comunicado que sobre esta data a UNITA divulgou: «Por esta ocasião,…

Leia mais

CONTRADIÇÕES DE VIANA ENFURECEM KONDUMULA

As contradições de Francisco Viana, ainda deputado da UNITA, enfureceram, nesta terça-feira, 02.04, Anselmo Kondumula, também deputado da bancada parlamentar do Galo Negro, por Viana ter manifestado a vontade de seguir adiante como deputado independente na Assembleia Nacional (AN). O descontentamento foi manifestado durante o diário de debate no Mambos com Chefe Indígena, na TV8. Por Domingos Miúdo “Não existe um partido de Angola que me vai orientar, eu sou cidadão livre. Sou cidadão que alinhei a Frente Patriótica Unida (FPU). Quando se convida um cidadão independente não lhe pode…

Leia mais

DO 19 DE MAIO AO 4 DE ABRIL

A imprensa nacional e do regime do MPLA, bem como a imprensa internacional (nomeadamente a portuguesa) submissa ao regime do MPLA, continua a ter memória curta e, por isso, esquece aquele que foi o primeiro Acordo de Paz, assinado entre as tropas da UNITA e do Governo, a 19 de Maio de 1991, e pelo jornalista William Tonet que mediou as negociações. Foi no Alto Kauango e antecedeu o Acordo de Bicesse. Por Orlando Castro Acordo do Alto Kauango foi um acordo importante entre angolanos. William Tonet, que estava –…

Leia mais