Doenças, fome e… dedo no gatilho

Os angolanos têm um vasto legue de alternativas para… morrerem. Da Convid-19 à malária, passando pela fome, tudo está ao dispor da esmagadora maioria dos angolanos. Por alguma razão o Povo anda a aprender a viver sem… comer. Há, no entanto, muitos (cada vez mais) que estão disposto a morrer de uma outra forma – com uma arma na mão. Isso porque tanto lhes faz a forma como morrem, apenas querem levar consigo alguns dos responsáveis. Por Orlando Castro Em Dezembro de 2017, já como Presidente, João Lourenço disse que…

Leia mais

Problema não são os “Lussaty”, mas a idolatria da ditadura

O regime já não tem voltas a dar. Corroeu, gangrenou e a sobrevivência só é possível, com o recurso ao bico das baionetas, das balas assassinas e das bombas dos canhões, que também tem os dias contados, pois os “disparadores”, tratados como carne para canhão e muitos pós desmobilização, têm como reforma, vegetar nos contentores de lixo, para sobreviver, começam a ganhar consciência de serem usados como meros assassinos, para defender um regime e casta, que não lhes tem respeito e consideração, pois usam-nos apenas em proveito umbilical, para continuarem…

Leia mais

400 moto-lixo na guerra de Luanda

O Governo da Província de Luanda (GPL) vai distribuir a todos os municípios 400 motorizadas e outros meios para a limpeza pública e recolha de resíduos sólidos da cidade capital angolana, informa um comunicado do GPL. As primeiras 28 motorizadas serão entregues este sábado a cooperativas dos municípios de Viana e Talatona. Esta entrega, adianta ainda a nota, está relacionada com a estratégia do Governo da Província de Luanda, no domínio da recolha porta a porta, da recolha selectiva e de apanha (catação) do lixo. Sete empresas começaram no final…

Leia mais

O MPLA mata(va) tudo e todos

O regime do MPLA está morto, só ainda não sabe. E, convenhamos, como ainda não sabe não terá problemas em completar o que deixou a meio em 1992: o massacre de cidadãos Ovimbundus e Bakongos, onde morreram 50 mil angolanos, entre os quais o vice-presidente da UNITA, Jeremias Kalandula Chitunda, o secretário-geral, Adolosi Paulo Mango Alicerces, o representante na CCPM, Elias Salupeto Pena, e o chefe dos Serviços Administrativos em Luanda, Eliseu Sapitango Chimbili. O massacre ocorreu depois de uma fase de paz que se seguiu aos acordos do Alto…

Leia mais

Prontidão combativa contra o… lixo

A mega, híper, emblemática campanha emergencial de limpeza e recolha de resíduos sólidos na província de Luanda começa hoje, com o envolvimento de 12 empresas de construção civil e de efectivos das Forças Armadas Angolanas. Está tudo em prontidão combativa elevada… Sob coordenação da Comissão Multisectorial (coisa nunca vista num país a sério mas, é claro, típica dos locais mal frequentados) criada pelo Presidente da República, com o inequívoco apoio do Presidente do MPLA e do Titular do Poder Executivo) a campanha, cujo objectivo é eliminar (ao estilo do que…

Leia mais

Para ganhar volta a valer tudo

A UNITA “repudia e deplora veementemente” as declarações do Ministro do Interior e do 1º Secretário Provincial de Luanda do MPLA, Bento Bento, segundo as quais, “a UNITA está a mobilizar elementos afectos ao Movimento Revolucionário para efectuar manifestações violentas nas ruas de Luanda contra o MPLA e o seu líder durante a realização do Congresso extraordinário desse partido”. Quando é que isto se passou? Não, não foi agora depois da cura de patriotismo e de reeducação ministrada pelo MPLA a Bento Bento. Foi exactamente em Novembro. Novembro de… 2014.…

Leia mais

Para o MPLA, governar é… destruir a UNITA

A UNITA, o maior partido da oposição que o MPLA ainda permite (não se sabe por quanto tempo) que exista em Angola, acusou hoje o Governo do MPLA (que só está no Poder há 45 anos) de ter “um plano para acomodar os que se oferecem em diabolizar” o seu líder, afirmando que combater Adalberto da Costa Júnior “é a sua única agenda de governação”. Isto, acrescente-se, para além do apoio ao mercado imobiliário já que cada sipaio da UNITA que diga mal do seu líder poderá ser gratificado com…

Leia mais

O rugir assassino da alcateia

Os lobos, naquela useira e vezeira alcateia, liderada pelo macho alfa estão a engendrar já e com toda a pujança a caça de novas vítimas mortais como mandam as regras, visando a manutenção do poder, através do sangue (e da vida) das presas. Poder que, custe o que custar, dizem ser um privilégio exclusivo da sua casta, completamente vedado a todos os outros, escravos na terminologia do MPLA. Por William Tonet Um covarde texto, escondido no anonimato e ao qual daremos proximamente o devido tratamento, está a destilar publicamente o…

Leia mais

A albicaude dos arianistas do MPLA

O secretário para a (des)informação do MPLA, Albino Carlos, acusa a UNITA e o seu líder de estarem a fazer uma “campanha de vitimização“ para “tentar distrair a comunidade nacional e internacional”. Diz a criatura que não há qualquer campanha racista e xenófoba contra Adalberto da Costa Júnior por parte do MPLA. Tem razão. Ele só conhece as raças que lhe são familiares (equídeos, símios e xenodontes). Por Orlando Castro No dia 1 de Setembro de 2020 o MPLA considerou como “gratuitas e infundadas” as acusações de Abel Chivukuvuku sobre…

Leia mais

Incitação à guerra e genocídio no pedestal institucional

A imagem do Executivo angolano, face à brutalidade e boçalidade dos corpos policial e militar, assumidamente, partidocratas, no genocídio cometido, dia 30 de Janeiro, no Cafunfo, afundou ainda mais, junto da comunidade internacional a credibilidade de João Lourenço. Por William Tonet Atentar de forma leviana contra os direitos humanos, disparando balas de guerra, contra cidadãos desarmados, no pleno uso de um direito constitucionalmente consagrado: Direito de reunião e manifestação (art.º 47.º CRA), coloca o regime angolano no patamar das mais abjectas e violentas ditaduras. Os pergaminhos da democracia foram assassinados.…

Leia mais