As casas entre Angola e Portugal

A língua em comum, o passado histórico e algumas raízes culturais ajudam a que todo o tipo de relações e cooperações entre Angola e Portugal se tornem possíveis e atraentes. A globalização, a liberalização dos mercados e acordos de cooperação bilaterais, entre Portugal e Angola, nas mais diversas áreas desde educação, saúde, tecnologia comércio, construção, entre outros tornam cada vez mais importantes as transações comerciais entre os dois países. Por Bruno Araújo Consultor Imobiliário Ao longo das décadas, as relações bilaterais, são classificadas como muito positivas e têm vindo a…

Leia mais

Não se exija que o Estado seja o que não é – sério!

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, apela (tal como fizera antes José Eduardo dos Santos) a um maior envolvimento dos privados para resolver os problemas da habitação e pede aos angolanos que não contem só com o Estado, defendendo a aposta na autoconstrução. Com o Estado, entenda-se, só podem contar os mais distintos filiados do MPLA. O Presidente passou dois dias no Bié, esteve com representantes da sociedade civil e dos jovens para ouvir as suas principais preocupações, sendo a habitação um dos problemas que surgiu mais destacado.…

Leia mais

Há mais de um mês na rua. Não é no Bairro da Jamaica

Dezenas de angolanos, residentes na capital e não no bairro português da Jamaica, no Seixal, estão ao relento há mais de um mês em Luanda, depois de serem retirados de um edifício seiscentista devido às “inúmeras fissuras e risco de desabamento”, criticando o “silêncio das autoridades” quanto ao seu destino. No total são 24 famílias que, desde 7 de Janeiro, se encontram ao relento, no largo do Baleizão, distrito urbano da Ingombota, centro da cidade, depois de as autoridades terem esvaziado o edifício onde funcionou o antigo Colégio Dom João…

Leia mais

Mas o Zango existe mesmo?
– Pergunta, perspicaz, JLo II

Centenas de cidadãos do município angolano de Viana, em Luanda, manifestaram-se hoje em frente à administração municipal, em protesto pelas “péssimas condições de habitabilidade”, uma vez que vivem há dez anos em tendas, na localidade do Zango 1. E estão com sorte, pensarão os ideólogos da “Nova Angola” liderados por João Lourenço II, porque ainda… (sobre)vivem. “Q ueremos as nossas casas”, “Chega de sofrimento” eram alguns dizeres estampados nos cartazes dos manifestantes, que, em 2009, viram demolidas as suas residências na Ilha de Luanda, e foram transferidos para o Zango…

Leia mais

Para um demagógico PIP
o melhor é um pip(arote)

O Governo angolano desbloqueou 203,88 milhões de euros para obras em seis infra-estruturas hospitalares no país, entre as quais a construção e apetrechamento da Unidade de Tratamento de Queimados em Luanda. Terá João Lourenço exonerado a crise? Terá comprado uma fábrica de fazer dinheiro? Em causa está um despacho assinado pelo Presidente da República, João Lourenço, a 6 de Setembro autorizando a abertura de seis concursos públicos nas províncias de Luanda, Cabinda, Cuanza-Norte e Cuanza-Sul, de acordo com as prioridades definidas no Plano de Desenvolvimento Nacional 2018-2022. Avança assim a…

Leia mais

PGR investiga burla da “empresa” Build Angola

Mais de mil angolanos denunciaram no dia 16 de Maio uma alegada “burla” da empresa brasileira “Build Angola”, em investimentos superiores a 240 milhões de dólares (203 milhões de euros), para a construção de residências, em que passados dez anos “nenhuma foi entregue”. A situação foi relatada nesse dia por um dos coordenadores da comissão de lesados, Hélio Silvestre, que atribuiu culpas à antiga Agência de Investimento Privado (ANIP) de Angola, pelo facto de “certificar uma empresa que não era idónea”, lamentando por isso o “silêncio das autoridades”. “Somos no…

Leia mais

Adobe a adobe, o regresso
ao passado que é presente

No bairro “Boa Esperança”, a uma hora de Luanda, dezenas de crianças e jovens angolanos fazem-se todos os dias, literalmente, à terra, para produzir à mão, junto ao rio Dande, tijolos de adobe que, por 100 euros, permitem fazer uma casa. Por Lusa Sob um sol escaldante, o trabalho começa pouco depois das 06:00 e durante 10 horas por dia obriga a acarretar às costas dezenas de litros de água, necessária para ajudar a preparar a terra, uma espécie de lama trabalhada à força de braços e de pés. Neste…

Leia mais

As picadas que se cuidem!

O Governo, eventualmente para esconder os seus fracasso, continua a acelerar nas promessas. Desta feita, o ministro da Construção e Obras Públicas, Manuel Tavares de Almeida, prometeu hoje que pelo menos quatro mil quilómetros de estradas serão restaurados a partir de 2019. Por Paulo C. Queirós Em declarações à imprensa à margem do “Fórum de participação dos jovens e crianças nas políticas de obras públicas”, realizado em Luanda, o governante referiu que a implementação desta medida, denominada “Programa de Salvação”, visa impedir que as estradas se danifiquem por completo e…

Leia mais

Querem o paraíso?
O MPLA diz que dá

Em ano de eleições a rapaziada do MPLA promete tudo e mais alguma coisa. Agora foi a fez do ministro da Construção, Artur Fortunato, assegurar a existência de condições financeiras e técnicas para a reabilitação de estradas nas províncias de Benguela, Cuanza Sul, Cuanza Norte e Luanda. Por Norberto Hossi Em declarações à imprensa no término da visita de constatação e avaliação da execução das obras nas referidas regiões, o governante disse haver verbas para cumprir com as empreitadas em curso nestas localidades. Ainda bem. “Essas obras estão a ser…

Leia mais

Regime vence a crise
criada pela Oposição

A economia angolana gerou, no período 2009 a 2015, 1.544.417 postos de trabalho, segundo dados do relatório de suporte ao debate mensal da Assembleia Nacional que levou à discussão “Indicadores do Crescimento Económico e a Distribuição da Renda Nacional em Angola”. Tudo, é claro, graças à divina visão de sua majestade o rei José Eduardo dos Santos. Deste número de empregos, 1.360.562 foram gerados pelo sector empresarial público e privado, enquanto 183.855 foram criados pelos serviços da administração pública. Na apresentação do relatório de suporte ao debate, destaca-se que Angola…

Leia mais