MPLA APOSTA FORTE NA ELECTRICIDADE… POTÁVEL

Apenas 42% dos angolanos têm actualmente acesso a electricidade, percentagem que fica abaixo dos 10% em três províncias do interior, refere um estudo hoje apresentado. Relembre-se que Angola é independente há 46 anos, período em que sempre foi governada pelo mesmo partido, o MPLA. O documento elaborado pela Associação Lusófona de Energias Renováveis (ALER) apresenta uma panorâmica sobre as energias renováveis em Angola, país que (de acordo com a crónica e ancestral propaganda do MPLA) pretende atingir uma taxa de electrificação de 50% até 2025 e que prevê um crescimento…

Leia mais

DOS POBRES DE ESPÍRITO SERÁ O REINO (DO… MPLA)

O presidente da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST), disse hoje que as eleições gerais centralizaram a conversa com o Presidente angolano, ocasião em que foi relançada a cooperação para o combate dos problemas sociais. Assim, José Manuel Imbamba poupou tempo. Falou ao mesmo tempo com o Presidente do MPLA, com o Titular do Poder Executivo e com o Comandante-em-Chefe das Forças Armadas, João Lourenço. José Manuel Imbamba, que falava no final da audiência concedida pelo Presidente João Lourenço, disse à saída do Palácio Presidencial, à Cidade Alta,…

Leia mais

POBREZA PODE SER PATRIMÓNIO IMATERIAL

A propósito do nosso património, em sentido lato, não poderá o governo do MPLA candidatar os nossos 20 milhões de pobres, bem como a estratégia de ensinar os angolanos a viver sem… comer e, ainda, num reino em que a fome é “relativa”, a património imaterial da humanidade? Numa nota de imprensa, por ocasião do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, que hoje se assinala, o ministro da Cultura, Turismo e Ambiente, Filipe Zau, refere que a “UNESCO, é a principal organização responsável pela salvaguarda da herança cultural e natural…

Leia mais

46 ANOS DE ESCRAVIDÃO, 20 A VIVER SEM… COMER

Organizações de defesa dos direitos humanos defendem que Angola (há 46 anos governada pelo mesmo partido, o MPLA) registou alguns progressos desde que alcançou a paz, há 20 anos, mas alertam que há “muito caminho para andar”, porque a pobreza “é avassaladora” e a violência policial “inaceitável”. Alguns. É verdade. 20 milhões de pobres são o melhor exemplo… O Governo do MPLA e a UNITA assinaram em 4 de Abril de 2002 um acordo de paz que pôs fim a 27 anos de guerra. Vinte anos depois, o director-executivo da…

Leia mais

QUANDO OS JOVENS DERROTAM O MEDO…

O bispo católico da “província” angolana de Cabinda, Belmiro Chissengueti, considerou hoje que os actos de vandalismo registados na segunda-feira em Luanda, na sequência da paralisação dos taxistas, “manifestam a necessidade imperiosa de um diálogo social intenso”. E talvez (dizemos nós), a urgência de o Presidente da República e do MPLA não deitar gasolina para a fogueira, incendiando (como recentemente disse João Lourenço) o “teatro de operações”. “E é esta necessidade de coração misericordioso, dialogante e compassivo que o país precisa no momento presente da sua história. Os acontecimentos de…

Leia mais

DIA MUNDIAL DA PAZ… E DA FOME (RELATIVA)

O Dia Mundial da Paz, inicialmente chamado simplesmente de Dia da Paz, é comemorado em 1 de Janeiro, tendo sido criado pelo Papa Paulo VI em 1967. Por sua vez, o Papa Francisco exorta a que se ouça o grito dos pobres, “cada dia mais forte, mas também menos escutado, sufocado pelo barulho de alguns ricos”. Por cá, num país onde os governantes são surdos (de pai e mãe), 20 milhões de angolanos pobres juntam-se todos os dias, com a barriga vazia, em homenagem a todos quantos estão a aprender…

Leia mais

PACIÊNCIA TEM LIMITES E NÃO É RELATIVA

A Plataforma Sul, integrada por seis organizações da sociedade civil, prometeu hoje responsabilizar o Presidente angolano (provavelmente, e por inerência, também o Presidente do MPLA e o Titular do Poder Executivo, João Lourenço) “por toda a morte causada pela fome” no país e “por toda a criança com malnutrição severa e crónica”. Em conferência de imprensa, realizada em Luanda, responsáveis da organização leram uma nota de protesto dirigida ao Presidente de Angola, João Lourenço. Em causa está a declaração do chefe de Estado, na semana passada, que falava na qualidade…

Leia mais

MÁ NUTRIÇÃO? FOME? SÓ PARA OS QUE NÃO TÊM SAPATOS DE 8 MIL DÓLARES

Quase metade da população mundial sofre de má nutrição, com consequências nocivas para a saúde, mas também para o planeta, revela um relatório hoje divulgado. “Então estamos bem”, comentará com certeza o Presidente do MPLA, já que Angola só tem 20 milhões de pobres… De acordo com o “Relatório de Nutrição Global” (GNR, sigla em inglês), cujos dados provêm de organizações como o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), Organização Mundial da Saúde (OMS) ou a Organização das…

Leia mais

ALGUÉM DISSE AO PAPA QUE HAVIA POBRES EM ANGOLA?

O Papa Francisco defende que deve ser dada novamente voz aos mais necessitados, durante uma visita à cidade de São Francisco de Assis, em Itália, a propósito do Dia Mundial dos Pobres, que se celebra amanhã, domingo. Em Angola não vale a pena celebrar porque, afinal, o país só tem 20 milhões de pobres… “É hora de os pobres se manifestarem, porque as suas reivindicações não foram ouvidas durante muito tempo. É hora de abrir os olhos para a desigualdade em que vivem tantas famílias. É hora de arregaçar as…

Leia mais

SÓ MORREM PORQUE NÃO SABEM VIVER SEM… COMER

Um recorde de 45 milhões de pessoas estão à beira de morrer por causa da fome, alerta o Programa Alimentar Mundial (PAM) das Nações Unidas. Alguém advinha dois dos exemplos dados? Nós ajudamos: Afeganistão e Angola. Em comunicado divulgado pelo PAM em Roma indica que um novo máximo de 45 milhões de pessoas em 43 países estão no centro de uma situação de extrema escassez de comida e que “o mínimo impacto” pode ter consequências desastrosas. Em comparação com dados prévios lançados durante este ano, o número de pessoas em…

Leia mais