Afinal há… fome!

O Governo reconheceu hoje a condição de “vulnerabilidade e os níveis de malnutrição” em que muitas crianças se encontram, com relatos de cerca de 46 mortes diárias por desnutrição, garantindo o compromisso de “fortalecer a produção nacional”. Sabe-se que o Titular do Poder Executivo afirmou que em “Angola não há fome”, mas ter necessidade de substituir a palavra fome por malnutrição ou subnutrição é uma cobardia. Na passada segunda-feira, o Folha 8 escreveu que numa altura em que até um relatório do Ministério da Saúde indica que nos primeiros seis…

Leia mais

3D: Desenvolvimento, democracia e descentralização

Eu tenho perfeita consciência que este titulo é tão aborrecido que ao lê-lo só alguém muito distraído ou desocupado poderia ter motivação para continuar por aqui abaixo… todavia não poderia ser outro. Eu explico-me. Este era o tipo de títulos, que há uma boa dúzia e meia de anos atrás – num tempo em que ainda se liam jornais em papel – me afugentava dessa página, excepto se houvesse algum trocadilho ou algo que cativasse a minha atenção, como um acrónimo ou sigla interessantes, tal essa, era uma das minhas…

Leia mais

Transparência prometida
e barriga vazia garantida

O Governo angolano garantiu hoje que todos os contratos que envolvam a administração já são feitos “preferencialmente” através da contratação pública e visados pelo Tribunal de Contas, que tem fiscalizado processos que não seguiram esta regra no passado. Em declarações aos jornalistas à margem da abertura da VIII Conferência dos Organismos Estratégicos de Controlo Interno da Comunidade dos Países e Língua Portuguesa (OECI-CPLP), o ministro da Construção e das Obras Públicas de Angola, Manuel Tavares de Almeida, destacou o “rigor” com que está a ser feita esta reforma. “Agora, com…

Leia mais

As picadas que se cuidem!

O Governo, eventualmente para esconder os seus fracasso, continua a acelerar nas promessas. Desta feita, o ministro da Construção e Obras Públicas, Manuel Tavares de Almeida, prometeu hoje que pelo menos quatro mil quilómetros de estradas serão restaurados a partir de 2019. Por Paulo C. Queirós Em declarações à imprensa à margem do “Fórum de participação dos jovens e crianças nas políticas de obras públicas”, realizado em Luanda, o governante referiu que a implementação desta medida, denominada “Programa de Salvação”, visa impedir que as estradas se danifiquem por completo e…

Leia mais

Se aprendermos a viver sem comer, acabam os… pobres!

A Comissão Económica do Conselho de Ministros aprovou hoje, sob a orientação de João Lourenço, o Programa de Desenvolvimento Local e Combate à Pobreza do quinquénio 2018-2022. Não vale a pena saber do que consta. Tal como os anteriores, não é para cumprir, portanto… No dia 23 de Setembro de 2014, o governo a reafirmou, em Nova Iorque (EUA), o compromisso com o combate à pobreza e o desenvolvimento sustentável do país. Pela voz do vice-presidente, Manuel Vicente, que discursava na “Cimeira Mundial do Clima”, convocada pelo então secretário-geral das…

Leia mais

Reforma do Sistema de Desenvolvimento da ONU

Em 2018, a Organização das Nações Unidas (ONU), terá o dever de continuar com o processo de reforma sobre o desenvolvimento sustentável, que tem como objectivo principal reestruturar e reposicionar o Sistema de Desenvolvimento das Nações Unidas (SDNU) para que esse sistema possa prestar apoio os Estados Membros das Nações Unidas, particularmente os países em desenvolvimento tal como Angola, na implementação da Agenda 2030 e nos seus planos e nas seus estratégias nacionais respectivas, de uma forma mais coerente e eficaz. Por Braulio Constantino (*) A necessidade desta reforma foi…

Leia mais