DEMITIDO O MAIS RECENTE BAJULADOR LUSO DO MPLA

João Neves, secretário de Estado da Economia de Portugal e um dos mais acérrimos bajuladores do MPLA, foi demitido pelo primeiro-ministro. Na origem da decisão estarão “divergências de fundo” entre o secretário de Estado da Economia e o ministro da Economia, o “angolano” António Costa Silva. mês passado, o secretário de Estado da Economia de Portugal disse à saída de uma reunião com o seu homólogo angolano, Ivan dos Santos, que captar mais empresas e investidores angolanos para Portugal, que poderá ser porta de entrada na Europa, é objectivo comum…

Leia mais

O QUE ERA DIFÍCIL TORNOU-SE IMPOSSÍVEL

O medo de não ter o que comer e um tecto para dormir leva cada vez mais imigrantes lusófonos a procurar ajuda nas associações, que já cerram fileiras para ajudar estas comunidades e principalmente os mais vulneráveis, como os doentes. Os angolanos do país profundo (20 milhões são pobres) que o digam. É claro que o dono dos escravos (João Lourenço) e o seu clã partidário (MPLA) continuam a ter uma vida de nababos (homens ricos que vivem com grande luxo e fausto). u seja, em Portugal “não morrer à…

Leia mais

MINISTÉRIO DA LUSOFONIA PROCURA-SE!

No dia 9 de Julho de 2004, o então presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia (Portugal), Luís Filipe Menezes, defendeu a criação de um Ministério para a Lusofonia, independente do Ministério dos Negócios Estrangeiros, e a “naturalização de todos aqueles que queiram ser portugueses”. Por Orlando Castro ais tarde, agora pela mão eleitoral do PS, partido que governa Portugal, surgiu a ideia do Estatuto do Cidadão da CPLP, que na prática poderia proporcionar a livre circulação de pessoas oriundas dos países de expressão portuguesa. Embora o primeiro…

Leia mais

ISABEL E AS COMADRES PORTUGUESAS

O presidente do PS, Carlos César, rejeita pressões do primeiro-ministro ao Banco de Portugal, defende que foi António Costa quem “libertou” o BPI de Isabel dos Santos e culpou o executivo de Passos Coelho pelo processo no Banif. A festa dos bajuladores promete ter novos episódios, qual deles o melhor. Estas posições foram transmitidas por Carlos César através de uma mensagem que publicou na sua conta na rede social Facebook, reagindo a acusações de que António Costa foi alvo por parte do ex-governador do Banco de Portugal (BdP) Carlos Costa…

Leia mais

TROCA DE COLONOS FOI HÁ 47 ANOS

Quarenta e sete anos depois, 20 em paz total, só falta quase tudo para chegarmos ao paraíso. Quando o Presidente da República, João Lourenço, esteve em Nova Iorque (EUA) numa das suas muitas viagens de “trabalho”, reconheceu que “são legítimas as reclamações de alguns sectores da sociedade que não viram ainda concretizados as suas expectativas de vida”. Com a sua oratória mais brilhantina do que brilhante, afirmou na altura que em dois anos não se fazem “milagres” e “o que não se fez em 44 anos, ninguém pode esperar que…

Leia mais

PORTUGAL ENGANOU OS TIMORENSES

O Presidente timorense, José Ramos-Horta, afirma que Timor-Leste foi enganado no processo da construção do ‘ferry’ Haksolok e que a aquisição dos estaleiros da Figueira da Foz constitui uma “segunda oportunidade” dada a Portugal. “Eu diria que é uma segunda oportunidade que se dá aos estaleiros de Portugal. Espero que, das autoridades portuguesas e da empresa mista, agora haja muito maior profissionalismo, maior integridade para o benefício de Timor e dos estaleiros, com uma boa gestão, uma gestão inteligente”, afirmou José Ramos-Horta, em entrevista à Lusa, não culpando o secretário-geral…

Leia mais

PORTUGAL PROPÕE SEIS EM VEZ DE… MEIA DÚZIA

O presidente da Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confecção (ANIVEC) portuguesa manifestou hoje o interesse de Portugal participar no desenvolvimento do sector em Angola, sendo o objectivo primordial “criar o ecossistema”. Mais do mesmo, seis por meia dúzia é a habitual receita. César Araújo, igualmente CEO da Calvelex, falou à agência Lusa, à margem do evento de inauguração das novas instalações do ISQAPAVE, empresa prestadora de serviços nas áreas da inspecção, fiscalização, controlo de qualidade e ‘rop acess’ (trabalhos em altura). Segundo o responsável, é preciso quebrar as…

Leia mais

SE CHOVE É PORQUE ESTÁ A CHOVER. CERTO?

Captar mais empresas e investidores angolanos para Portugal, que poderá ser porta de entrada na Europa, é o objectivo comum dos dois países, que pretendem (para além de gozar com a nossa chipala) revitalizar a criação do velhinho a caquéctico Observatório de Investimentos Portugal-Angola. O devaneio foi manifestado pelo secretário de Estado da Economia de Portugal, João Neves (foto), à saída de uma reunião com o seu homólogo, Ivan dos Santos, onde o reforço da cooperação entre os dois governos em matérias económicas esteve em destaque. João Neves salientou que…

Leia mais

DE ANGOLA À TANZÂNIA, ZÂMBIA E MOÇAMBIQUE

Associações dos técnicos ferroviários angolanos e portugueses assinaram hoje, em Luanda, um protocolo de cooperação para formação de técnicos angolanos, impulsionar o novo paradigma do sector ferroviário e ajudar a conexão das três linhas ferroviárias angolanas. O memorando de cooperação foi subscrito por Mário Bernardo, presidente da Associação dos Técnicos Ferroviários de Angola (Atefa), e Tomás Leiria Pinto, presidente da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento dos Sistemas Integrados dos Transportes (Adfersit). Para Tomás Leiria Pinto, o instrumento de cooperação vista a formação de quadros angolanos do sector ferroviário, no âmbito…

Leia mais

ANGOLANOS “FOGEM” PARA PORTUGAL

O embaixador de Portugal em Angola, Francisco Alegre Duarte, disse hoje que há uma “pressão maior de mais angolanos” que querem viajar para Portugal e os funcionários do consulado fazem um “esforço sobre-humano” para responder aos milhares de pedidos de vistos. Segundo Francisco Alegre Duarte, os pedidos de visto no consulado-geral de Portugal em Luanda são muitos milhares e tem vindo a bater recordes mensais de solicitações de angolanos que querem viajar para Portugal. “Porque, há um aspecto que tem a ver com a recuperação do atraso que existia do…

Leia mais