AINDA SE LEMBRAM DE CARLOS CARDOSO?

Passa dentro de dias mais um aniversário da morte de Carlos Cardoso. Foi assassinado, em Moçambique, porque como Jornalista fazia uma séria investigação à corrupção que rodeava o programa de privatizações apoiado pelo Fundo Monetário Internacional. Por Orlando Castro Escrevo antes do dia da sua morte para dar tempo, se é que alguém se importa com isso, aos donos da verdade que imperam na imprensa lusófona para não dizerem que ninguém os lembrou… Para Mia Couto, «não foi apenas Carlos Cardoso que morreu. Não mataram somente um Jornalista moçambicano. Foi…

Leia mais

A “ESCOLA” DO SEMÁFORO

Adolescentes que foram obrigados a abandonar a escola para sobreviver onde calhar encontram hoje uma ligação ao conhecimento com o projecto “No semáforo também se aprende”, iniciativa promovida por jovens professores nas ruas de Maputo. “A ideia é estimular o gosto pelos estudos para que queiram voltar à escola”, explica a professora Catariana Sive, momentos depois de conduzir uma aula de matemática na “turma do semáforo da Avenida 24 de Julho”. Imunes à agitação em redor, os alunos ocupam cadeiras de plástico alinhadas num canto do passeio. Um portão enferrujado…

Leia mais

Moçambique existe, a CPLP… não

O especialista militar sul-africano Abel Esterhuyse questionou hoje o objectivo da formação militar das tropas governamentais de Moçambique pela União Europeia (UE). E enquanto isso, a CPLP desapareceu no prostíbulo da cobardia política e institucional dos seus membros. “Julgo que nesta altura toda a ajuda é bem-vinda e não há dúvida de que poderão dar um contributo credível, mas a questão, mais uma vez, é saber para que estão a preparar as forças moçambicanas”, questionou Abel Esterhuyse, em declarações à Lusa. “Talvez esteja enganado, mas não tenho a certeza que…

Leia mais

Terrorismo alimenta-se da pobreza

O académico moçambicano Domingos do Rosário considera que a presença militar estrangeira não vai acabar com a insurgência armada na província de Cabo Delgado, norte de Moçambique, enquanto não forem combatidos os “altos níveis de pobreza na região”. Domingos do Rosário fez o alerta na análise intitulada “Por um entendimento da intervenção militar ruandesa no combate ao ´jihadismo` em Cabo Delgado” publicada no boletim “Diálogos: governação” da Universidade Eduardo Mondlane (UEM), a maior e mais antiga do país. “Enquanto a sociedade local continuar fora de um Estado completamente ausente, registarem-se…

Leia mais

Crianças (também) são uma espécie menor?

O número de crianças desacompanhadas ou separadas em fuga de Cabo Delgado para centros de reinstalação em Montepuez, no norte de Moçambique, aumentou 40% em Julho, segundo dados divulgados hoje pela organização não-governamental (ONG) Save the Children. Enquanto isso, os dirigentes daquela aberração chamada Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), cantam, riem e olham para o lado. O aumento nos centros de reinstalação na pequena cidade de Montepuez, em Cabo Delgado, “de 395 crianças no final de Junho para 550 no final de Julho realça o impacto devastador do…

Leia mais

Militares das FAA a caminho do Índico

Deputados angolanos manifestaram-se hoje “solidários” com Moçambique, “que luta pela manutenção da paz” devido aos conflitos armados e saudaram a iniciativa do Presidente angolano de enviar um contingente 20 militares para as Forças em Estado de Alerta da SADC, Comunidade de Desenvolvimento da África Austral. Entretanto a CPLP… a quê? O deputado da FNLA, Lucas Ngonda, considerou a solicitação do Presidente angolano um “mecanismo legal” de compromisso das forças angolanas “que decorre de obrigações internacionais”. “A FNLA estima que esta é uma nota positiva para o progresso das nossas instituições…

Leia mais

CPLP continua a não servir para rigorosamente nada

O presidente em exercício do Conselho de Ministros da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) manifestou a abertura da organização para apoiar Moçambique face à violência armada em Cabo Delgado, informou fonte oficial. Os ataques provocaram dezenas de mortos e obrigaram à fuga de milhares de residentes de Palma, agravando uma crise humanitária que atinge cerca de 700 mil pessoas na província, de acordo com dados das Nações Unidas, e com cerca de 2.500 óbitos desde o início do conflito. “A organização (CPLP) coloca-se à disposição do Governo moçambicano…

Leia mais

UCCLA solidária com as vítimas de Cabo Delgado

Representantes das 55 cidades associadas da UCCLA (União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa), estiveram hoje reunidos e, para além da solidariedade com as vítimas do terrorismo em Cabo Delgado, Moçambique, apresentaram a proposta que o Folha 8 reproduz. «Considerando que a região de Cabo Delgado, em Moçambique, preencheu subitamente as manchetes dos media de todo o mundo; Considerando que tal facto se ficou a dever à divulgação de um ataque ainda mais traiçoeiro, que os anteriores, preparado com a intenção clara de ter repercussão internacional ao atingir não só…

Leia mais

Apelo dramático e urgente da UCCLA sobre Moçambique

O secretário-geral da UCCLA (União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa), Vítor Ramalho (foto), escreveu a todos os presidentes das cidades associadas da UCCLA, sensibilizando-os para a necessidade de todos contribuírem para uma convergência de esforços, com vista à necessidade de tudo se fazer para pôr termo à gravíssima situação que se vive em Cabo Delgado, Moçambique. Eis, na íntegra, o teor da carta: «Apelo com vista à concertação de esforços para que eficazmente contribuamos para pôr termo à indescritível desumanidade perpetrada por acções de grupos fanáticos que atingem cidadãos…

Leia mais

Formação no Sul, terrorismo no Norte

Os primeiros elementos do contingente português que vai ajudar na formação das forças militares moçambicanas partirão na primeira quinzena de Abril, confirmou o Ministério da Defesa de Portugal. E sendo assim, os terroristas têm tempo de sobra para continuarem a matar com toda a impunidade. O envio deste contingente de 60 militares portugueses, das forças especiais, é enquadrado pelo novo acordo-quadro de cooperação bilateral que está a ser ultimado pelos ministérios português e moçambicano, disse fonte da tutela. Em entrevista à Lusa divulgada no passado dia 17 de Fevereiro, o…

Leia mais