LUANDA (ACTUAL) FOI FUNDADA PELO… MPLA

Luanda é a capital de Angola e foi fundada a 25 de Janeiro de 1576, pelo explorador português Paulo Dias de Novais, sob o nome de “São Paulo de Assunção de Loanda”. Para penar do MPLA, tanto quanto se sabe, Paulo Dias de Novais não era militante do MPLA. Ou será que era? Território habitado já na Pré-história, como atestam vestígios encontrados nas regiões das Lundas, Congo e deserto do Namibe, apenas milhares de anos mais tarde, em plena proto-história, receberia povos mais organizados. Os primeiros a instalarem-se foram os…

Leia mais

GALO (NEGRO) ESCONDIDO COM CRISTA DE FORA!

O ministro do Interior de Angola, Eugénio Laborinho, informou que estão detidas até agora 102 pessoas suspeitos – segundo o MPLA – da prática de actos de arruaça e vandalismo registado, segunda-feira, na sequência da greve de taxistas na capital do país. Eugénio Laborinho, que falava durante um programa especial de informação realizado pela Televisão Pública do MPLA (TPA) sobre os incidentes ocorridos, segunda-feira, no Benfica, no decorrer de uma greve de taxistas em Luanda, em que se observaram igualmente actos de violência com a destruição de bens públicos e…

Leia mais

INTIMIDAÇÃO? PERSEGUIÇÃO? AGRESSÃO? ONDE?

Organizações cívicas angolanas (à revelia das ordens superiores institucionalizadas há 46 anos pelo MPLA) alertam para o “ambiente de intimidação, perseguição e agressão” protagonizados alegadamente pela Polícia Nacional (do MPLA) contra taxistas promotores da greve de segunda-feira e reprovam os actos de vandalismo e a “parcialidade e manipulação” dos órgãos públicos. “Parcialidade”? Quem diria, não é? Taxistas paralisaram os seus serviços na segunda-feira, 10 de Janeiro, em Luanda, para reivindicar direitos sociais e económicos, mas verificaram-se actos de vandalismo, com a destruição de um autocarro público e de um edifício…

Leia mais

QUANDO O PRESIDENTE É PIRÓMANO E NÃO BOMBEIRO

O investigador angolano-português Eugénio Costa Almeida afirma que a reacção do Presidente angolano aos actos de vandalismo que tiveram lugar em Luanda, na segunda-feira, é “perigosa”, defendendo um discurso “conciliador”, em vez de “quase incendiar” a situação “com acusações veladas”. Eugénio Costa Almeida, que falava após o chefe de Estado angolano, Presidente do MPLA candidato às próximas eleições e Titular do Poder Executivo, classificar os incidentes como “um verdadeiro c de terror” que aponta “para a materialização de um macabro plano de ingovernabilidade” e uma “tentativa da subversão do poder…

Leia mais

COMO SEMPRE, ATÉ PROVA EM CONTRÁRIO A CULPA É DA UNITA

Luanda regressou esta manhã, lentamente, à normalidade, um dia depois dos incidentes durante uma paralisação de taxistas, que rejeitam intenções políticas e pedem às autoridades para encontrar os “verdadeiros culpados” dos actos de vandalismo de segunda-feira na capital angolana. O MPLA, pela voz do seu dirigente Bento Bento, já encontrou o culpado: a UNITA. Numa ronda feita em várias zonas da cidade, a Lusa constatou que os táxis, transportes colectivos privados que levam até 15 passageiros, também conhecidos como “azuis e brancos” ou “candongueiros”, estão hoje a circular e a…

Leia mais

HOTELEIROS ESTENDEM A MÃO AO GOVERNO

A Associação dos Hotéis e Resorts de Angola (AHRA) considerou hoje que o turismo interno “está a revitalizar-se”, fruto da diminuição das viagens internacionais, exortando o Governo a uma “maior compreensão e apoio financeiro” ao sector. “O que precisamos é de apoio financeiro em condições de viabilidade económica e financeira no âmbito dos programas de revitalização da economia, cuja responsabilidade é dos órgãos do Estado”, afirmou o presidente da AHARA, Ramiro Barreira. Numa mensagem, divulgada por ocasião do Ano Novo, o responsável disse esperar, em 2022, “uma maior compreensão das…

Leia mais

OBRIGADO MARCELO REBELO DE SOUSA!

Com o comprovativo que trouxe de Portugal na mão, o paizinho do MPLA, Marcelo Rebelo de Sousa, visitou as lixeiras onde alimentam milhares de angolanos, perdão, visitou um centro de vacinação nos arredores de Luanda para incentivar a população angolana a fazer parte da luta contra a pandemia de Covid-19. “Olha, este foi o meu primeiro cartão”, disse Marcelo Rebelo de Sousa a um rapaz que estava a aguardar para receber o comprovativo de vacinação contra o SARS-CoV-2, no Centro Cultural Paz Flor. É o primeiro cartão do Presidente da…

Leia mais

“FORA MPLA”, GRITARAM MILHARES

Milhares de pessoas manifestaram-se hoje em Luanda, em defesa do Estado democrático, gritando “fora” ao MPLA, partido no poder desde a independência de Angola, há quase meio século, e defendendo o líder da UNITA deposto pelo MPLA, via ordem dada ao Tribunal Constitucional, Adalberto da Costa Júnior. A manifestação juntou militantes do principal partido da oposição que o MPLA (ainda) permite em Angola, UNITA, do movimento PRA-JA Servir Angola e do Bloco Democrático, agora congregados na Frente Patriótica Unida, uma plataforma ‘ad hoc’ que pretende derrotar o MPLA nas eleições…

Leia mais

Lixo mostra quem mais ordena

O governo da província de Luanda, obviamente do MPLA e da confiança do Presidente do partido, anunciou hoje a rescisão de contrato com as empresas de limpeza Jump Business e Multilimpezas, contratadas em Março, por “incapacidade de acção”. “Incapacidade de acção” é um bom argumento. No entanto, se fizer jurisprudência lá vai o governo do MPLA ser exonerado, ou rescindido, por (mais do que comprovada) “incapacidade de acção”. Segundo o director do gabinete jurídico do governo da província de Luanda, Estêvão Hilário, as duas empresas, que supostamente cuidavam da limpeza…

Leia mais

MPLA está acima da lei

A UNITA, o maior partido da oposição que o MPLA (ainda) permite em Angola, continua a sonhar que o país é uma democracia séria e um Estado de Direito de facto. Vai daí, num compreensível delírio, ao governo da província de Luanda (do MPLA) a “imediata remoção” de todo o material de propaganda político-eleitoral do MPLA, partido no poder há 46 anos, que antecipa o período oficial de campanha pré-eleitoral. Numa carta dirigida à governadora de Luanda, Ana Paula de Carvalho, o líder da UNITA, Adalberto da Costa Júnior, disse…

Leia mais