O MANICO(MIAL) CLÃ DOS GRILÍDEOS

O Sindicato Nacional de Professores (SINPROF) angolanos disse hoje, em Luanda, que vai submeter à Organização Internacional do Trabalho (OIT) provas das ameaças de que estão a ser alvo os docentes que aderiram à greve. Mas alguém acredita que um governo do MPLA, que há 47 anos é um paradigma do respeito pelas mais puras e sublimes regras da democracia, seria capaz disso? uilherme Silva, presidente do SINPROF, diz que “neste momento vive-se um terror psicológico de Cabinda ao Cunene, do Luau ao Lobito, no seio dos professores. Enviam SMS,…

Leia mais

VOTO DE CONFIANÇA DOS PROFESSORES OU DA CNE?

A ministra da Educação angolana, Luísa Grilo, pediu hoje “ponderação e voto de confiança” aos professores do ensino geral, que anunciaram uma greve a partir de quarta-feira, garantindo que o executivo está a trabalhar para solucionar as suas reivindicações. Há 47 anos que o MPLA promete “resolver os problemas do Povo”. O resultado está à vista. Só acredita quem quer. “executivo está a trabalhar no sentido de responder às preocupações apresentadas, algumas delas já foram solucionadas, outras estão em via de solução, e então apelava aos meus colegas a alguma…

Leia mais

CHAMEM A INTERPOL OU UM INTÉRPRETE (DE PORTUGUÊS)

O vice Procurador-Geral da República angolano, Mota Liz, manifestou hoje abertura para dialogar com a representação sindical dos técnicos de justiça e administrativos da instituição, mas o sindicato nega a existência de negociação entre as partes. egundo Mota Liz, a Procuradoria-Geral da República está preocupada com as reivindicações, com as quais a direcção se identifica, apresentadas pelo Sindicato Nacional dos Técnicos de Justiça e Administrativos da Procuradoria-Geral da República, que na semana passada paralisaram, por cinco dias, todos os trabalhos. “A Procuradoria é um corpo que integra magistrados, funcionários, técnicos…

Leia mais

GOVERNO VAI TRATAR DA SAÚDE AOS… ENFERMEIROS

A greve dos enfermeiros que arrancou hoje em Angola deixou alguns serviços a funcionar a 50%, mas a situação nos hospitais está controlada, disse fonte do Ministério da Saúde, que vai reunir-se terça-feira com o sindicato. De acordo com o director dos Recursos Humanos do Ministério da Saúde, Batista Monteiro, apesar da greve, a situação nos hospitais está controlada, estando alguns serviços em funcionamento a 50%. O responsável adiantou que o Ministério da Saúde reúne-se esta terça-feira com o Sindicato dos Enfermeiros de Angola, classe profissional que convocou a greve…

Leia mais

ENFERMEIROS EM GREVE

Os enfermeiros angolanos vão entrar em greve a partir da próxima segunda-feira, por não terem sido atendidas as suas reivindicações pela entidade patronal, anunciou hoje o sindicato nacional desses profissionais de saúde. Entretanto, o governa ordenou aos seus sipaios provinciais para resolverem a falta de casas. O secretário-geral do Sindicato Nacional dos Enfermeiros, Cruz Matete, referiu que o caderno reivindicativo, de 15 pontos, foi submetido ao Ministério da Saúde no passado dia 7 de Outubro e apenas no dia 26 receberam resposta da entidade patronal. “Ontem [quinta-feira] realizámos a assembleia,…

Leia mais

PROFESSORES (SÓ) QUEREM SER… GENTE

O Conselho Nacional do Sindicato Nacional de Professores (Sinprof) de Angola anunciou hoje que vai retomar a greve suspensa a 24 de Abril de 2021, caso as suas reivindicações não sejam atendidas. O comunicado final da IV reunião ordinária do Conselho Consultivo do Sinprof, que decorreu entre quinta-feira e hoje, refere que as greves foram agendadas para três períodos, a primeira, entre 23 e 30 de Novembro próximo, a segunda, entre 6 e 16 de Dezembro, e a terceira, entre 3 e 31 de Janeiro. No documento, o Conselho Consultivo…

Leia mais

TAAG AUMENTA EM 30% O SALÁRIO DOS PILOTOS

O Ministério dos Transportes angolano revelou que tomou conhecimento que o Conselho de Administração da TAAG concordou com um aumento salarial de cerca de 30% exigido pelos pilotos, em greve, e saudou o plano de contingência da companhia. Leia também o Comunicado do Sindicato dos Pilotos. Segundo o Ministério dos Transportes, um aumento salarial acima das possibilidades financeiras “poderia colocar a companhia em risco de falência técnica e, por arrasto, implicar o despedimento massivo de trabalhadores”, como aconteceu recentemente com várias companhias de referência mundial. “Este é um cenário que…

Leia mais

TAAG AINDA TERÁ ASAS PARA… ATERRAR?

O grupo parlamentar da UNITA, maior partido da oposição em Angola, mesmo depois de ter – segundo afirma – ganho as eleições, manifestou hoje em comunicado “enorme preocupação” com o início da greve dos pilotos da transportadora aérea estatal angolana TAAG. “Numa fase de intensa competição entre as empresas e mudanças constantes no sector, o início da greve vem demonstrar um défice de diálogo, sobretudo uma incapacidade de realização dos grandes desígnios nacionais e interesses de distintas classes de trabalhadores angolanos”, destacou a UNITA. Para o maior partido da oposição…

Leia mais

ENSINO EM EBULIÇÃO

Professores universitários angolanos retomaram hoje a greve por tempo indeterminado, suspensa há um mês, por “falta de vontade política” do Governo em solucionar as reivindicações da classe, sobretudo em relação ao aumento salarial, disse fonte sindical. Segundo o secretário-geral do Sindicato Nacional dos Professores do Ensino Superior (Sinpes), Eduardo Peres Alberto, a greve interpolada em 5 de Abril para 30 dias, a retomada nesta segunda-feira acontece por falta de vontade política das autoridades. “Findo o prazo e caso o governo não desse soluções sobre o problema salarial no dia 9…

Leia mais

VISITAR OS DE ANGOLA, TRATAR-SE NOS DA EUROPA OU EUA

Os médicos angolanos suspenderam, por um mês, a greve que durava desde 21 de Março, devido à elevada mortalidade registada nos hospitais e acusam o Governo de ter iniciado “uma caça às bruxas”. Se, ao menos, os membros do Governo/MPLA tivesse de ir, quando estão doentes, aos mesmos hospitais a que recorrem os angolanos… O presidente do Sindicato Nacional dos Médicos de Angola (Sinmea), Adriano Manuel, diz que a decisão de interromper a greve, entre os dias 25 de Abril e 27 de Maio, foi tomada na assembleia-geral. “Temos vindo…

Leia mais