Angola vai? Vai. Onde? Isso interessa?

A empresa norte-americana Sun Africa, especializada em energia, vai lançar na quinta-feira a construção de um megaprojecto fotovoltaico e de baterias em Angola, que produzirá 370 megawatts (MWp) em sete centrais. O início do megaprojecto, orçamentado em 524 milhões de euros e que a empresa prevê que esteja terminado no terceiro trimestre de 2022, será marcado com o lançamento da pedra fundamental em Biópio, na província de Benguela (a tão desejada Califórnia do MPLA), que acolherá o maior dos projectos. A central de produção de Biópio terá uma capacidade de…

Leia mais

Fardas turcas com design de Nadir Tati?

A Raff Military Textile, empresa turca, prevê instalar-se em Angola, através de uma parceria com a empresa angolana Alaide Têxtil, para dar resposta às necessidades locais e regionais em matéria de equipamento militar de alto padrão. No dia 6 de Fevereiro de 2018 o ministro da Estado e Chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, general Pedro Sebastião, declarou que as Forças Armadas deviam ser auto-suficientes e contribuir, em tempo de paz, para o desenvolvimento económico e social da nação. De acordo com uma nota do Ministério da…

Leia mais

É (mais) fácil investir num país governado há 45 anos pelo mesmo partido

A Assembleia Nacional angolana aprovou hoje, na generalidade, uma proposta de lei com alterações pontuais à actual lei do investimento privado, para permitir negociar incentivos, facilidades e demais direitos aos investidores de elevados montantes, sobretudo estrangeiros. A proposta de lei que altera a lei do investimento privado foi aprovada com 175 votos a favor do MPLA, da UNITA, da CASA-CE, do PRS e da FNLA, nenhum contra e sete abstenções, de deputados independentes. Na apresentação da proposta de lei, o secretário de Estado para a Economia e Planeamento, Mário Caetano…

Leia mais

Angola económica, uma análise necessária!

Uma sociedade que analisa os seus avanços económicos dissociados dos seus avanços sociais reflecte um alarmante vazio moral e compromete gravemente a base do seu sistema económico. A pobreza empobrece a todos que padecem. Em Angola a desigualdade é hoje uma grande ameaça para o nosso futuro. Por Adão Xirimbimbi “AGX” Jurista Por isso, as políticas económicas devem ser instrumento de inclusão social, complementando-se com as políticas sociais, porque a política económica é um combate à pobreza. Lamentavelmente quando o governo angolano analisa o país desde uma perspectiva política, somente…

Leia mais

Crise gera fartura… para alguns

A China investiu em Angola, entre Janeiro e Maio deste ano, 120 milhões de dólares (106 milhões de euros) mais de metade do valor total concretizado em 2019, revelou o embaixador, Gong Tao. Enquanto isso, a operadora de telecomunicações Africell pretende investir “centenas de milhões de dólares”… “N o ano passado, o volume do investimento chinês em Angola situou-se nos 200 milhões de dólares e nos primeiros cinco meses deste ano o volume do investimento directo, mesmo com a pandemia, alcançou 120 milhões de dólares (177 milhões de euros)”, adiantou…

Leia mais

Um OGE à medida do MPLA

Mais de metade do Orçamento Geral do Estado (OGE) 2020 de Angola, no valor de cerca de 15 biliões de kwanzas (mais de 27 mil milhões de euros), é para pagar a dívida pública, com um peso de 90% do Produto Interno Bruto. É claro que o MPLA não é responsável por esse peso. Afinal de contas, reconheça-se, só está no Poder há… 44 anos. A informação foi hoje avançada pelo ministro de Estado para a Economia, Manuel Nunes Júnior, no final da cerimónia de entrega da proposta de OGE…

Leia mais

Receita infalível do FMI:
saber viver sem… comer

O economista angolano Alves da Rocha disse hoje que o Fundo Monetário Internacional (FMI) e outras entidades internacionais são prejudiciais à economia angolana e que Angola precisa de um modelo económico próprio em vez de “copiar” o que vem de fora. Pois. Estão a receitar que vivamos viver sem… comer. E como o Governo tem, pelo menos, três refeições por dia… De modo diferente pensa o Titular do Poder Executivo (“provavelmente” também o Presidente da República e do MPLA) que ainda agora afirmou, no Japão, que “para criar as condições…

Leia mais

China e Portugal lideram investimentos privados

A Agência de Investimento e Promoção das Exportações (AIPEX) de Angola anunciou hoje que, nos últimos doze meses, deram entrada 155 novos projectos privados avaliados em 1,5 milhões de dólares com a China e Portugal a liderarem os investimentos. Só falta agora Lisboa estender a passadeira verde para Angola “tomar de assalto” a Europa. Segundo o presidente do Conselho de Administração da AIPEX, Licínio Vaz Contreiras, 64 projectos foram apresentados por investidores residentes em Angola e 23 foram projectos mistos. “E depois há dois países: a China com 15 projectos…

Leia mais

Mudar apenas a embalagem mas mantendo o conteúdo

O ministro das Relações Exteriores de Angola, Manuel Augusto, defendeu hoje, em Luanda, uma “diplomacia com impacto real na economia e na sociedade angolana”, tendo em vista a captação de mais investimento estrangeiro para o país. Limitou-se, como bom bajulador, a repetir as ideias de João Lourenço apresentadas, por exemplo, em 15 de Outubro de 2018 na Assembleia Nacional. No discurso de abertura do VIII Conselho Consultivo do Ministério das Relações Exteriores (MIREX), sob o lema “Reforma e Formação: Uma Visão Virada para o Futuro”, Manuel Augusto considerou fundamental que…

Leia mais

Casinos? Quantos mais…

O director nacional do Ministério do Turismo de Angola disse hoje que vai recomendar ao Governo angolano que acelere o processo da lei de jogos no país, a exemplo de Macau, a capital mundial do jogo. É mesmo disso que o país precisa. Isto, é claro, se os angolanos puderem “frequentar” os caixotes de lixo junto aos casinos. “U ma das recomendações que vai constar no relatório da delegação angolana é acelerar o processo da lei de jogos em Angola porque todos os dias a delegação angolana ia visitar casinos…

Leia mais