O rei que faz de (quase) todos bobos da corte

Sua majestade o rei de Angola, na qualidade de presidente do partido que domina o país desde 1975, MPLA, criticou hoje durante o VII congresso do seu partido, os empresários que enriquecem “ilicitamente”. Estaria a falar da herdeira do trono, Isabel dos Santos? Ou do marido da herdeira do trono, Sindika Dokolo? Ou dos seus generais empresários? “Mostrar que este MPLA é o grande partido da família angolana. Ele está assim preparado para o combate político, para ganhar as próximas eleições e para continuar a governar a República de Angola,…

Leia mais

MPLA reúne milhares de figurantes

Quase 2.600 figurantes (delegados na linguagem do regime), em representação de quase… 25 milhões de simpatizantes, fingem que escolhem em Agosto, em Luanda, durante o VII congresso ordinário do MPLA, a liderança do partido e o Comité Central. A informação sobre o número de delegados ao congresso, num total de 2.591, foi transmitida hoje no final de uma reunião do Bureau Político do Comité Central do MPLA, presidida por José Eduardo dos Santos, igualmente chefe de Estado, Titular do Poder Executivo e rei, a qual serviu para supostamente apreciar anteprojectos…

Leia mais

Viva a seita e o reino

Sua majestade o rei de Angola, José Eduardo dos Santos, reconheça-se, continua a querer transformar a Angola dele num país desenvolvido e de referência em África e no Mundo. Está no poder desde 1979, mas isso é muito pouco. E para que não existam veleidades, começou já por pôr em ordem e na ordem na sua própria seita, o MPLA. Por Orlando Castro Como no seio da seita começaram a aparecer, embora de forma ténue e muito tímida, pessoas a pensar que tinham direito de opinião, o rei deu ordens…

Leia mais

“Sejam compreensivos”,
pedem-nos há 40 anos

Sua majestade o rei de Angola disse hoje que o país está a ser gerido “num ambiente extremamente complicado”, devido à falta de divisas, causado pela baixa do preço do petróleo, e pediu compreensão para a situação que se vive. Compreensão? Claro que sim. De barriga vazia, mas sempre compreensivos. José Eduardo dos Santos procedia hoje à abertura da reunião da Comissão Económica e da Economia Real do Conselho de Ministros, realizada no Luena, capital da província do Moxico. O chefe de Estado, também presidente do MPLA e Titular do…

Leia mais

Monarquia canta e a ri. Angolanos, esses choram

A passagem do primeiro ano sobre as arbitrárias e prepotentes detenções dos activistas angolanos (entre os quais está Sedrick de Carvalho, jornalista do Folha 8), que se reuniam – como seria normal numa democracia e num Estado de Direito – para discutir política e que saíram do tribunal condenados por rebelião e associação de malfeitores, é aguardada com acções de protesto no país e em diversas partes do mundo. A20 de Junho de 2015, uma operação do Serviço de Investigação Criminal (SIC) fazia em Luanda as primeiras detenções deste processo,…

Leia mais

Eleições preocupam (pudera!) o FMI e o… MPLA

O chefe da missão do Fundo Monetário Internacional (FMI), Ricardo Velloso, admitiu hoje a necessidade de redução do número de funcionários públicos em Angola, apelando à contenção do défice apesar das eleições de 2017 que, diz, “são um risco”. Ai são, são! A posição foi transmitida por Ricardo Velloso na conferência de imprensa final desta missão técnica do FMI, que iniciou as reuniões com o Governo e outras entidades angolanas, a 1 de Junho, em Luanda. “Dada a nova realidade do preço do petróleo, o sector público tem que se…

Leia mais

Tem a palavra o rei

O Fundo Monetário Internacional (FMI) está à espera que o Governo angolano diga se mantém, ou não, o seu pedido de assistência financeira, feito numa altura em que o preço do barril de petróleo estava mais baixo. A informação foi hoje avançada à imprensa pelo chefe da missão do FMI, o economista brasileiro Ricardo Velloso, dia em que manteve um encontro com a quinta comissão de Economia e Finanças da Assembleia Nacional, que serviu para se informar sobre novas leis para impulsionar a diversificação económica de Angola. A missão do…

Leia mais

O “xuxalismo” anedótico

Após um longo período a aguardar a vinda a terreiro do João Melo, invocando as conspirações dos factores externos, do Imperialismo, na tentativa de prejudicar os factores internos do Nepotismo, tivemos a informação de que ele não pode vir porque continua a dormir. Por Domingos Kambunji O João Galináceo Infantil também se encontra impossibilitado de surgir com o seu marimbondesco zum-zum porque está com a boca cheia, continua a ocupar todo o seu tempo a digerir bifes de atum. Ficámos impossibilitados de ouvir ou ler os discursos laudatórios de dois…

Leia mais

Viva a rainha Isabel!

Em Setembro de 2009, o então ministro da Educação de Angola, Burity da Silva, afirmou que “a construção da angolanidade deve ser edificada com a participação de todas as culturas existentes, sem critérios estereotipados de exclusão”. Por Orlando Castro Prova dessa tese, segundo o regime, era a comemoração do Dia do Herói Nacional em homenagem, pois claro, a António Agostinho Neto. Pois é. Mas tem de mudar. Os heróis são agora outros: Isabel dos Santos e sua majestade o rei, José Eduardo dos Santos. Para o Folha 8, Isabel dos…

Leia mais

Continuamos cá, Presidente!

Sua majestade o rei de Angola, José Eduardo dos Santos, e o seu regime, onde proliferam sipaios e um ou outro chefe de posto, continua a sua, bem sucedida e internacionalmente elogiada, luta para colocar Angola como o país que tem mais milionários do mesmo clã por metro quadrado, bem como o maior índice de mortalidade infantil. Por Orlando Castro Embora o seu regime continue todos os dias a pôr os angolanos mais pobres, mais famintos, mais esqueléticos, mais perto da morte, Eduardo dos Santos continua a dormir bem, a…

Leia mais