Na nova farsa, pedreiros ocupam lugar dos “15+2”

Os cinco cidadãos angolanos acusados inicialmente e sem qualquer prova concludente de tentativa de homicídio contra o vice-presidente da República, Bornito de Sousa, foram provisoriamente soltos sob a medida de coacção de Termo de Identidade e Residência (TIR). Advogado Sebastião Assureira fala do assunto como sendo uma reedição do famoso caso dos “15+2”. Sebastião Assureira disse que as medidas de coacção decretadas vão permitir aos cinco pedreiros aguardar o julgamento em liberdade. A decisão tomada pelo Ministério Público, junto da instrução preparatória, surge depois de, em meados Fevereiro, o Serviço…

Leia mais

“Actor” principal faltou à estreia da burlesca farsa

Aquilo a que o regime do MPLA chama de “julgamento” do jornalista angolano Rafael Marques, arrancou hoje em Luanda, numa sessão marcada pela ausência do ofendido, o ex-Procurador-Geral da República de Angola (PGR), general João Maria de Sousa. Além do jornalista e activista Rafael Marques é também arguido no processo o jornalista angolano Mariano Costa, acusados dos crimes de injúrias contra a autoridade pública e de ultraje a órgão de soberania, o primeiro pela publicação de um artigo em que indicia que João Maria de Sousa está “envolvido em corrupção”,…

Leia mais

Farsa da PGR. MPLA garante mais um êxito de bilheteira

O julgamento do jornalista Rafael Marques por (supostos) “crimes de injúrias e ultraje a órgão de soberania”, devido a um artigo publicado em 2016, arranca segunda-feira, pelas 9 horas. De acordo com o que é esperado nesta, mais uma, farsa escrita pelos artistas do MPLA de José Eduardo dos Santos, a palhaçada promete honrar os pergaminhos de um regime que ainda vive nos tempos do partido único. Organizações da sociedade civil angolana já convocaram para esse dia uma manifestação de apoio a Rafael Marques e ao jornalista Mariano Brás –…

Leia mais

Caso PGR-Rafael Marques
– Nada mudou nesta farsa

O Tribunal de Luanda agendou para Março o início do julgamento de dois jornalistas angolanos, Rafael Marques e Mariano Lourenço, por supostos crimes de injúrias e ultraje a um (suposto) órgão de soberania, após uma queixa de 2017, do então procurador-geral da República, general João Maria de Sousa. F onte judicial confirmou que a primeira sessão do julgamento, que resulta da queixa do general João Maria de Sousa, à data dos factos procurador-geral da República de Angola, terá lugar na secção de Crimes Comuns do Tribunal Provincial de Luanda, a…

Leia mais

De joelhos só perante Deus

O activista pelos direitos humanos em Cabinda, José Marcos Mavungo, libertado em Maio depois de mais um processo ditatorial das autoridades de Angola, não acredita que o anunciado afastamento do Presidente José Eduardo dos Santos (há 37 anos no poder sem nunca ter sido nominalmente eleito) signifique uma real mudança e realça o “passivo muito forte” do regime. Em entrevista à Lusa, em Lisboa, onde se encontra por razões de saúde resultantes de sofrimento que sofreu na cadeia, Marcos Mavungo, que esteve mais de um ano preso após ter sido…

Leia mais

Felino disfarça a farsa

O exercício militar Felino2016, inserido nesse paquiderme branco que dá pelo nome de Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), arrancou hoje na Praia, Cabo Verde, com a participação de 90 militares dos nove países que integram a organização dita lusófona. O exercício, que tem como objectivo desde que nasceu há 16 anos a preparação de uma força conjunta da CPLP, optimizando a sua capacidade de intervenção em missões humanitária e de paz. O exercício decorre no continente fictício (tal como a CPLP) “Gama”, “instalado” em três pisos do edifício…

Leia mais

Batota eleitoral está no ADN do regime

O clima está ao rubro, com as “cavalgadas batoteiras” do regime, legitimadas pela ingenuidade (sejamos benevolentes) dos partidos da oposição, acreditarem na força do voto dos cidadãos para lhes garantir o alcance do poder em 2017. Por William Tonet Enorme embuste, pelo menos. Daí que, na apatia dos líderes dos partidos políticos e cientes de Angola só se realizar de forma plena, se os métodos das instituições, que se dizem democráticas, forem credíveis, transparentes e imparciais, um grupo de comissários da Comissão Nacional Eleitoral, maioritariamente ligados aos partidos da oposição,…

Leia mais

Galo (Negro) arrota a lagosta

O líder da UNITA, querendo dar uma prova de vida, apelou hoje aos cidadãos a aderirem ao registo eleitoral, que arranca quinta-feira em todo o país, para as eleições gerais de 2017. Onde tem andado Isaías Samakuva nos últimos meses? Por Orlando Castro Isaías Samakuva convocou hoje a imprensa para fazer o apelo, reiterando, contudo, as suspeições sobre o processo que o seu partido já vem reclamando há algum tempo. Ou seja, a UNITA não acredita na transparência do processo, e tem razões para isso, mas alinha na farsa. Tem…

Leia mais

A luta continua.
A vitória é certa

Os 17 activistas angolanos condenados a penas de prisão por suposta e nunca provada rebelião e libertados por decisão do Tribunal Supremo realizam quarta-feira, em Luanda, uma conferência de imprensa para, dizem, explicar o “encarceramento bárbaro” que viveram no último ano. Os activistas, detidos a 20 de Junho de 2015, foram condenados em 28 de Março último a penas entre 2 anos e 3 meses e os 8 anos e meio de prisão, também por suposta associação de malfeitores, tendo sido libertados a 29 de Junho, na sequência de um…

Leia mais

Uma obra-prima malparida da injustiça

Os revús angolanos do processo dos 15+2 condenados pelo juiz de 1ª instância por terem cometido “actos preparatórios de rebelião e associação de malfeitores” foram soltos no passado dia 29 de Junho, sob regime de liberdade provisória enquanto esperam pelo julgamento definitivo do Tribunal Supremo de Angola (TS). Por António Setas Mal saíram à rua – eram 16, pois Nito Alves continua detido por ter dito em pleno tribunal «Não tenho medo de morrer. Este julgamento é uma palhaçada» -, seguiram imediatamente em marcha pelas ruas do centro da cidade,…

Leia mais