6,4 milhões de angolanos vacinados até Junho

O plano angolano de vacinação contra a Covid-19 vai custar 217 milhões de euros, abrangendo 20% da população na primeira fase, incluindo profissionais de saúde, forças de segurança e pessoas com mais de 40 anos e comorbilidades de risco. Segundo uma versão preliminar do plano, actualizado em 15 de Janeiro de 2021, o objectivo é vacinar 52% da população contra a Covid-19 em duas etapas, com duas doses. Numa primeira fase, a implementar no primeiro semestre de 2021, serão abrangidos 6,4 milhões de habitantes com 40 e mais anos e…

Leia mais

Reduzir gastos?
Oremos irmãos!

O Governo de Angola diz que vai economizar, com a redução de 559 para 313 cargos de direcção e chefia, um total anual de mil milhões de kwanzas (1,6 milhões de euros), que serão agora canalizados para educação e saúde. Façamos um intervalo que o pessoal está a rir-se à grande e à… MPLA, enquanto se senta à porta da cubata. Rir com a barriga vazia não é grande coisa, mas é sempre melhor do que chorar. A decisão foi hoje aprovada em Conselho de Ministros, orientado pelo Presidente João…

Leia mais

Nem os sobas vão escapar

Angola gasta anualmente 9,6 mil milhões de kwanzas (18 milhões de euros) com subsídios para 40.075 autoridades tradicionais, admitiu o governo, que está a avançar com uma nova legislação que deverá “expurgar” os sobas “fantasmas”. A isso acresce que os sobas estão a perder o poder de determinar em quem é que as suas comunidades devem votar, o que é uma clara chatice para o MPLA. “O Estado gasta por mês cerca de 800 milhões de kwanzas (1,5 milhões de euros) só em subsídios com os sobas, autoridades tradicionais, e…

Leia mais

Aumentos em cadeia sem cadeia para os… ladrões

O bispo católico de Cabinda, Belmiro Tchissengueti, considerou hoje, que as novas tarifas de electricidade, em vigor a partir desta segunda-feira, vão “inflacionar os preços de vários serviços”, receando uma “revolta social” devido aos “impostos sufocantes”. Segundo Belmiro Tchissengueti, a medida do Governo angolano, em vigor a partir de hoje, “contrasta com a actual redução ou estagnação da qualidade de vida dos cidadãos”, porque os cidadãos “vão pagar mais” pela energia que consomem. “De forma que vão ter o combustível a subir, também pelo que se tem ouvido, aliás já…

Leia mais

Novo centro público de hemodiálise no Lubango

A Socifarma, empresa angolana participada pelo Grupo Cooprofar-Medlog, criou um novo centro de hemodiálise público em Angola, em parceria com o Governo, num investimento de 3,4 milhões de euros. O Governo angolano gasta por ano 15 biliões de kwanzas (38,8 milhões de euros) no tratamento de 1.621 doentes que fazem hemodiálise. O centro tem capacidade diária para seguir 144 pacientes com insuficiência renal, mas a curto prazo prevê-se que aumente para os 180, referiu, em comunicado. “Esta nova unidade permitirá melhorar a qualidade de vida e reduzir os custos a…

Leia mais

Hemodiálise “mata” o orçamento da saúde

O Governo angolano gasta por ano 15 biliões de kwanzas (38,8 milhões de euros) no tratamento de 1.621 doentes que fazem hemodiálise, ou seja cerca de 12% do orçamento da Saúde, informou hoje a ministra da Saúde de Angola. Sílvia Lutucuta falava à imprensa no final da sessão da Assembleia Nacional, que aprovou hoje, na generalidade, a Proposta de Lei sobre Transplantes de Tecidos, Células e Órgãos Humanos, depois de 15 anos da sua preparação. A governante angolana disse que anualmente são alocados cerca de 12% do orçamento destinado à…

Leia mais

30.500 é mesmo abuso!

Mais de meia centena de angolanos manifestaram-se esta segunda-feira, em Luanda, contra o aumento superior a 900% nos emolumentos para emissão de passaporte, que passaram em Janeiro a custar 30.500 kwanzas (86 euros), exigindo a “revogação urgente” do medida. A denominada “manifestação pública contra a subida de emolumentos dos actos migratórios” decorreu no Largos das Heroínas, centro da capital angolana, sob o lema “30.500 é muito”, com os manifestantes a consideram o preço, face aos anteriores 3.000 kwanzas (8,40 euros), “uma ofensa à pobre condição social” dos angolanos. O aumento,…

Leia mais

Um dia destes ele chega cá

Angola vai receber, em breve, a primeira embarcação de pesquisa marinha, o navio oceanográfico de investigação científica e ecológica “Baía Farta”, embarcação construída na Roménia e que permitirá conhecer a diversidade marinha do país. O projecto e contrato foi da responsabilidade da Damen Shipyards Gorinchem e Damen Schelde Naval, na Holanda, com a construção a decorrer nos estaleiros Damen Shipyards Galati, na Roménia. O navio será entregue formalmente a Angola na próxima segunda-feira, na Roménia, para onde partiu a ministra angolana das Pescas e do Mar, Victória de Barros Neto,…

Leia mais

Exonerado presidente do Memorial Agostinho Neto

O Presidente da República, João Lourenço, exonerou Jomo Francisco Isabel de Carvalho Fortunato do cargo de presidente do Conselho de Administração do Memorial António Agostinho Neto, devido a verificação de condutas inapropriadas durante a realização de actividades culturais no interior desta instituição. Para o seu lugar foi escolhido António Antunes Fonseca. Segundo uma nota de imprensa da Casa Civil do Presidente da República, verificaram-se condutas inapropriadas durante a realização de actividades culturais no interior do Memorial António Agostinho Neto, recinto que deve ser respeitado pela sua importância e solenidade. O…

Leia mais

Energia nuclear. África do
Sul trava, angola acelera!

A África do Sul decidiu suspender o controverso projecto para desenvolver o parque nuclear civil, focando-se nas energias renováveis para sair da sua dependência ao carvão, disse hoje o ministro da Energia, Jeff Radebe. Mostrando quanto a Angola do MPLA está avançada, João Lourenço acelera o programa nacional para o uso de energia atómica para fins pacíficos. “V amos lançar um estudo para determinar se precisaremos mais da energia nuclear depois de 2030″, declarou Jeff Radebe, em conferência de imprensa de apresentação do plano de produção de electricidade da África…

Leia mais