Memórias do Plano Director de Luanda

Em Abril de 2018, o Presidente João Lourenço colocou nas mãos da ministra do Ordenamento do Território e Habitação, Ana Paula de Carvalho, a coordenação do Plano Director Geral Metropolitano de Luanda, para desenvolver, em 15 anos, a “nova” capital, elaborado pela empresa de Isabel dos Santos. Em causa estava o despacho presidencial 37/18, de 2 de Abril, com o qual o Presidente João Lourenço colocou a ministra Ana Paula de Carvalho a coordenar a implementação deste plano de milhares de milhões de euros, então “coadjuvada” pelo governador da província…

Leia mais

De estratégias globais de exclusão para estratégias de composição reactiva

Surpreendo-me com a comiseração de muitos com a situação, aparentemente degradante, do antigo chefe de Estado, José Eduardo dos Santos, apresentada num vídeo, acompanhado pelo nosso embaixador nos Emiratos Árabes Unidos. Por Por Marcolino Moco (*) Suspeito que muitos dos que tomam esta atitude de comiseração para com esta situação particular – componentes da elite da nossa sociedade, aquela que verdadeiramente condiciona os rumos do nosso devir – são daqueles mesmo que reagiram, tão adversamente, à minha proposta de saída do universo de 15 anos de eduardismo, pós-guerra civil, através…

Leia mais

A (des)ilusão do aprendiz de presidente

Já vai muito longe, o tempo em que João Lourenço queria que acreditássemos que era o presidente da mudança, o tempo em que tentava mostrar-nos que era um presidente normal que podia parar na estrada perante o sinal vermelho do semáforo. Por Osvaldo Franque Buela Esses tempos de aprendizagem do cargo de presidente já fazem parte da história, e que infelizmente ninguém irá lembrar-se, dados os danos já causados pelo seu estilo de governação. Um estilo de governo marcado pela covardia, pela traição, pelo aumento da violência de todos os…

Leia mais

Ele não consegue esconder de quem é “filho”

O analista Ricardo Soares de Oliveira considera que o MPLA vai concorrer às eleições de 2022 (se as houver, diga-se) particularmente fragilizado, já que João Lourenço não tem beneficiado da luta contra a corrupção em termos de popularidade, mas sobretudo por que “as pessoas do eduardismo continuam a navegar no mar lourencista”. A estratégia ostracizou Isabel dos Santos e reforçou a tese de que os angolanos são capazes de aprender a viver sem… comer. Para o especialista em política africana e autor do livro “Angola, Magnífica e Miserável”, o presidente…

Leia mais

“O nosso encorajamento, Camaradas”

Congresso do Partido Comunista Português, 4 de Dezembro de 2016, Almada. Luísa Damião, hoje vice-presidente do MPLA, representava o partido (versão José Eduardo dos Santos). Vejamos, na íntegra, a intervenção da Luisinha, um esclarecedor conjunto de bajulação ao “escolhido de Deus” e de reconhecimento ao papel do PCP na venda, ao preço da chuva, de Angola ao seu MPLA. «Trazemos para todos vós uma saudação fraterna, da Direcção do MPLA, dos seus militantes e simpatizantes que formulam votos de sucesso nos trabalhos do vosso Congresso. A realização deste Congresso é…

Leia mais

Aos angolanos só faltam as penas para serem burros, pensa o MPLA

O Governo do MPLA anunciou hoje que está a terminar “questões técnicas” para operacionalizar a Bolsa de Solidariedade Social (BSS), relançada em Dezembro de 2020, após um interregno de três anos, para acudir 80.000 pessoas vulneráveis no país. A BSS foi lançada oficialmente em Julho de 2017, mas três meses após o início da actividade registou uma paralisação “devido a questões técnicas na sequência das reformas no Estado angolano”, justificou uma fonte oficial. Segundo o consultor do gabinete da ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher angolana, Américo…

Leia mais

Só não será 100% se não quiserem!

Maio de 2012. Mesmo antes da votação de 31 de Agosto desse ano já Eduardo dos Santos definira a amplitude da vitória do MPLA. O resto era só para compor o ramalhete. Os anos passaram mas no essencial tudo continua na mesma. Será isso sinónimo de estabilidade? O secretário do Bureau Político do MPLA para a Informação, Rui Falcão Pinto de Andrade, disse ao jornalista Peter Wonacott (“The Wall Street Journal”) que “o fantasma da fraude, ou de qualquer outra coisa, advém daqueles que sabem, antecipadamente, que não têm capacidade…

Leia mais

Kim Il José, Kim Jong João

A UNITA, o maior partido da oposição que o MPLA (ainda) permite em Angola, manifestou preocupação com o que classificou de “retrocesso” do Estado Democrático e de Direito no país, marcado por “restrições das liberdades fundamentais” e “controlo da imprensa”, comparando a situação à Coreia do Norte. Em comunicado, no final da nona reunião extraordinária do comité permanente, a UNITA acusa o partido no poder há 45 anos, o MPLA, de “controlar a imprensa e os tribunais”. Além de todas as outras instituições, caso por exemplo da Comissão Nacional de…

Leia mais

MPLA (des)caracterizado assume ditadura

As semelhanças comportamentais, separadas pelo tempo, aproximam-se, todos os dias, do espelho identitário, parido em 1964, por António Agostinho Neto e, recriado em 2017, por João Manuel Gonçalves Lourenço. Por William Tonet A natureza perversa do “MPLA/vingativo, que assassinou o MPLA/nacionalista e democrático de Viriato da Cruz, Mário Pinto de Andrade, Matias Miguéis e outros, autoritariamente imposta, em 1964, por Agostinho Neto e Lúcio Lara, a ferro, fogo e rios de sangue e, quando se pensava ter essa época dantesca ficado no passado, eis que ressuscita, no máximo esplendor, em…

Leia mais

Ladrões bons, ladrões maus

O Ministério Público (MP) angolano anunciou hoje que o antigo director do GRECIMA, Manuel Rabelais, e o seu assistente Hilário Santos movimentaram 201,7 milhões de kwanzas (252,8 mil euros) das contas da instituição, após esta ser extinta. Os dois, convém relembrar, foram escolhidos pelo governo do MPLA, o único partido que governou o país nos últimos 45 anos. O anúncio foi feito hoje pelo representante do MP, Manuel Domingos, quando fazia a leitura do despacho de acusação, no primeiro dia de julgamento de Manuel Rabelais e de Hilário Santos, arguidos…

Leia mais