MEDIDAS DE UM GOVERNO SOCIALISTA

Em Espanha, o Governo socialista decidiu eliminar o IVA dos produtos alimentares básicos. A medida enquadra-se num vasto pacote de apoio às famílias e a vários sectores da economia. Por Carlos Narciso (*) s alimentos que passam a IVA zero são o pão, o leite, o queijo, os ovos, a fruta, os legumes e leguminosas, as batatas e os cereais. Antes tinham um IVA de 4%. O IVA do azeite e massas passa de 10 para 05%. Além disto, foi anunciado que 4,2 milhões de famílias vão receber ajudas de…

Leia mais

DEZEMBRO CONSUMOU ASSASSINATO DOS SONHOS  

Os autóctones, a maioria, orgulhosa dos seus reinos, tribos e etnias, olham, olham, olham e de nada vislumbrar não sabem onde têm os olhos fixados. Ainda assim, forçam o olhar, uma vez mais, não vislumbram o horizonte, nem os sinais de liberdade, democracia, equidade, numa esquina qualquer do hoje, que é futuro dos milhões de pobres, que auguram por três refeições ao dia, num dia em que o regime seja capaz de poetizar doze, patriótica e republicanamente. Por William Tonet mês é Dezembro! Carrega euforia, loucuras, consumismo exacerbado, alegria para…

Leia mais

O QUE ERA DIFÍCIL TORNOU-SE IMPOSSÍVEL

O medo de não ter o que comer e um tecto para dormir leva cada vez mais imigrantes lusófonos a procurar ajuda nas associações, que já cerram fileiras para ajudar estas comunidades e principalmente os mais vulneráveis, como os doentes. Os angolanos do país profundo (20 milhões são pobres) que o digam. É claro que o dono dos escravos (João Lourenço) e o seu clã partidário (MPLA) continuam a ter uma vida de nababos (homens ricos que vivem com grande luxo e fausto). u seja, em Portugal “não morrer à…

Leia mais

UM BORDEL CHAMADO CPLP

O líder da oposição da Guiné Equatorial, Andrés Esono, afirmou hoje que as eleições no passado domingo foram “uma fraude total” e que o relatório das missões de observadores eleitorais da União Africana e da CPLP é, respectivamente, “falso” e “ambíguo”. Nada de novo, portanto. Essa “coisa” que dá pelo nome de Comunidade dos Países de Língua Portuguesa continua igual a si mesma, ou seja, um putrefacto bordel. or isso “não espero nada de uma missão de observação eleitoral (MOE) que represente governos”, afirmou em declarações o líder do único…

Leia mais

DITADORES AMIGOS, A CPLP ESTÁ CONVOSCO!

A Missão de Observação Eleitoral (MOE) desse “elefante branco” que dá pelo nome de Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) às eleições de domingo na Guiné Equatorial recomenda que seja assegurado o “acesso equitativo dos candidatos e partidos políticos” na imprensa pública do país para “promover o voto esclarecido”. Ou seja, recomenda neste caso o que não teve coragem (tomates em linguagem popular) para recomendar na altura das eleições em Angola. recomendação consta da Declaração Preliminar da MOE da CPLP, e diz respeito às eleições presidenciais, Câmara dos Deputados,…

Leia mais

NEM AS CRIANÇAS ESCAPAM À DEMAGOGIA DO MPLA

O Governo angolano (do MPLA há 47 anos) aprovou hoje o Decreto Presidencial que actualiza a lista de trabalhos proibidos ou condicionados a menores, devido ao aumento considerável de crianças a trabalharem sobretudo nos sectores agrícola e da construção civil. De facto, não é por falta de decretos (ou de acordos internacionais) que Angola não é um Estado de Direito… O documento, que tem (supostamente) como objectivo combater e erradicar o trabalho infantil, foi aprovado na reunião da Comissão Económica realizada hoje, sob orientação do Presidente não nominalmente eleito, João…

Leia mais

HÁ MAIS DE 50 ANOS A ESCOLA DE JOÃO LOURENÇO TINHA CARTEIRAS

O Movimento de Estudantes Angolanos (MEA) solidarizou-se hoje com o professor Diavava Bernardo, suspenso após um protesto para reclamar mais carteiras na escola onde leccionava, e promete manifestar-se contra a decisão nos próximos dias. Quem disse que no reino do MPLA há liberdade de expressão? Em comunicado, o MEA disse que tomou conhecimento da suspensão do professor por via de fontes oficiais, anunciando que nos próximos dias vai realizar “uma manifestação contra tal decisão aniquiladora”. O professor Diavava Bernardo liderou, em Setembro passado, uma marcha de protesto (certamente entendida pelos…

Leia mais

ATÉ NA SAÚDE O PRESIDENTE É O MAIOR!

O Presidente da República, João Lourenço, defendeu, na sexta-feira, a construção de pequenas unidades hospitalares que atendam, em primeira linha, os cidadãos. Quem diria que o Presidente do MPLA iria, num rasgo de intelectualidade nunca visto, descobrir a pólvora? O também Titular do Poder Executivo, para além de inventor de soluções já conhecidas e implementadas pelos portugueses há 50 anos, expressou essa necessidade na sessão especial do Conselho de Ministros dedicada ao processo de elaboração dos Planos Integrados de Intervenção para cada uma das províncias do país. Em relação aos…

Leia mais

MILHÕES DE DÓLARES PARA IMPORTAR CEREAIS

O Governo angolano gasta, por ano, cerca de 791 milhões de dólares (811 milhões de euros) na importação de milho, arroz, trigo e soja, adiantou hoje o director do Gabinete de Estudos, Planeamento e Estatística do Ministério da Agricultura e Florestas. Em 1973, Angola era o primeiro produtor africano de arroz… Segundo Anderson Jerónimo, que falava no programa Angola em Directo da Rádio Nacional de Angola, que abordou o tema “O Planagrão na Garantia da Segurança Alimentar em Angola”, o Plano Nacional de Fomento para a Produção de Grãos (Planagrão)…

Leia mais

SE A INCOMPETÊNCIA CURASSE…

Angola, Brasil e Moçambique figuram na lista dos 30 países com mais casos de tuberculose em 2021, segundo um relatório hoje divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre a doença. Nada de novo. No caso do reino do MPLA, satélites, metropolitanos e similares são muito mais importantes do que investir na saúde. A malária que o diga! O documento, que analisa a resposta à doença em 215 países ou territórios em 2021, destaca que o Brasil foi, entre os 30 países com mais casos, um dos cinco – Bangladesh,…

Leia mais