Parem de gozar com a nossa chipala

O presidente da Confederação Empresarial da CPLP, Salimo Abdula, manifestou “satisfação” por a presidência angolana da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) dar prioridade à cooperação económica e falar da criação de um banco. Na verdade, quanto mais dólares e euros existirem na gamela… melhor. O presidente da Confederação Empresarial da CPLP (um emblemático elefante branco), Salimo Abdula, defende – por exemplo – que a Guiné Equatorial não deve ser afastada da organização e está preocupado com posições públicas de governantes sobre aquele país-membro. É muito mais fácil e…

Leia mais

Nus mas “vestidos” por Armani

A XIII Conferência de chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) decorre entre 16 e 17 de Julho em Luanda, e assinala o 25º aniversário de uma organização que, no dizer de Vasco Graça Moura, é uma espécie de organização fantasma, “que não serve para rigorosamente nada”, a não ser “ocupar gente desocupada”. Entretanto, nove personalidades da Lusofonia endereçaram hoje uma carta a Jorge Carlos de Almeida Fonseca e a João Lourenço, Presidente cessante e Presidente designado da CPLP. Paulo de Morais (Portugal),…

Leia mais

Em vias de extinção em 2012, a declinar em 2021

Em 25 de Abril de… 2012, a malária estava em vias de extinção, segundo o órgão oficial do MPLA (Jornal de Angola), em 2021 o surto de malária que Angola registou, nos últimos meses, com quatro milhões de casos e acima de 5.000 óbitos, “está a declinar”, anunciou hoje o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda. O governante angolano falava à imprensa à margem do seminário sobre o Mapeamento de Riscos com Impacto na Saúde Pública, que hoje arrancou em Luanda e decorre até quinta-feira, com o…

Leia mais

2.300.000 jovens fora do sistema de ensino

Consultado o órgão oficial do MPLA, o Jornal de Angola, fica a saber-se que a ministra de Estado para a Área Social, Carolina Cerqueira, disse, em Luanda, que existem no país 2.300.000 crianças e adolescentes fora do sistema de ensino, sendo necessário a conjugação de esforços para a construção de escolas, bibliotecas, oferta de merenda escolar às crianças mais carenciadas, bem como incentivo à leitura. Estamos de parabéns, terá comentado (baixinho) a primeira-dama. Segundo Carolina Cerqueira, que falava na I Conferência sobre responsabilidade social das empresas no apoia às politicas…

Leia mais

PS e MPLA amam-se!

O embaixador de Portugal em Angola, Pedro Pessoa e Costa, abordou hoje com a vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, partido no poder há 45 anos, a relação bilateral entre os dois países, reiterando a contribuição do Governo português com vacinas contra a Covid-19 para o país. Por outras palavras, o interlocutor do Governo português é o MPLA e não o Governo, embora na prática seja uma e a mesma coisa. Pedro Pessoa e Costa, que falava no final do encontro com Luísa Damião, vice-presidente do MPLA, disse que foram passados…

Leia mais

O MPLA é tudo, tudo é do MPLA

O ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Manuel Homem, saudou hoje a Edições Novembro (sucursal do MPLA), proprietária do órgão oficial do regime, Jornal de Angola, e outros títulos em circulação no país, pelos 45 anos de existência que se assinala hoje. Na mensagem de felicitações, o ministro disse que as comemorações da Edições Novembro acontecem enquanto gráfica e editora, nascida do confisco pelo MPLA, da Empresa Gráfica de Angola – SARL, pela Lei 51/76, de 26 de Junho. “Nestes 45 anos, de 26 de Junho…

Leia mais

Falta água, sobram lixeiras

Crianças, jovens e adultos, em Luanda, “lutam”, numa tubagem pública, por eles “danificada”, à berma da estrada, para conseguir uma bacia ou balde de água que, há semanas, não jorra naquela circunscrição do município do Cazenga. Num país rico que em vez de produzi riquezas produziu apenas ricos, é um dos melhores cartões de visita de quem nos governa, o MPLA, há 45 anos. Mais fácil é obter comida. O acesso às lixeiras é… livre! Vários bairros, distritos e municípios de Luanda enfrentam a escassez de água potável e a…

Leia mais

A malária é doença de pobres

Angola registou, entre Janeiro e Maio de 2021, 3.799.458 casos de malária e 5.573 óbitos, representando um acréscimo de casos, mas uma redução de mortes face ao período homólogo, segundo a ministra da Saúde angolana. Enquanto a malária não entrar nos “bunkers” dos donos do reino, continuará a ter livre trânsito para matar os pobres. Sílvia Lutucuta apresentou hoje os dados numa conferência de imprensa em Luanda, notando que a malária tem sofrido um ligeiro (segundo os dados oficiais que, contudo, estão muito longe da realidade) incremento no número de…

Leia mais

Tenham vergonha!

Profissionais de saúde pediram hoje a intervenção do Presidente Da República, Presidente do MPLA e Titular do Poder Executivo, João Lourenço, para “travar” a escassez de materiais descartáveis, medicamentos e de recursos humanos nas unidades sanitárias, sobretudo em Luanda, que registam enchentes e mortes nos bancos das urgências. É uma vergonha. Segundo alguns profissionais ouvidos pela Lusa, o sistema de saúde primário, sobretudo na capital, “colapsou” e as unidades hospitalares estão a registar em “média entre seis e dez mortes” associadas à malária e anemia. É claro que a culpa…

Leia mais

“Operação Caranguejo”. É preciso morder a pata…

Quatro anos depois do famoso slogan “corrigir o que está mal”, as paredes da Casa de Segurança da Presidência da República foram sacudidas pela pandemia da “Operação Caranguejo” que culminou na detenção do Major Pedro Lussaty e a apreensão de milhões de dólares, euros, kwanzas, carros de luxo e outros bens. O caso acabou por trazer à tona a fragilidade da luta contra a corrupção em Angola, marcada pelo icebergue de esquemas fraudulentos. Por José Marcos Mavungo (*) Mal o Major Pedro Lussaty, da Casa de Segurança do Presidente da…

Leia mais