DONOS DA ERCA CONTINUAM A (C)ORNEAR

A Entidade Reguladora da Comunicação Social Angolana (ERCA) recomenda que em época eleitoral os gestores de meios de Comunicação Social devem resistir à tentação de parcialidade e procurarem ser equidistantes e imparciais, representando todas as sensibilidades da sociedade e salvaguardando a liberdade de expressão e o pluralismo de informação. Esta recomendação saiu do Conselho Directivo da ERCA, que se debruçou sobre a situação da Comunicação Social no país, tendo em conta a aproximação das eleições gerais previstas para Agosto. Esta exortação surge na sequência da análise dos últimos acontecimentos resultantes…

Leia mais

PATRÃO MANDA E SIPAIOS OBEDECEM

Angola assumiu no dia 1 de Março de 2016 a Presidência rotativa do Conselho de Segurança das Nações Unidas. Deveria ser a 1 de Março de 2022. Seria uma boa forma de não ter medo de mostrar solidariedade total com o patrão do MPLA, Vladimir Putin, e criticar os bandidos dos ucranianos… Façamos uma reflexão. Viver em paz é algo que não agrada ao MPLA. Com o fim da guerra, em 2002, acabou o sagrado bode expiatório que o regime tinha para fazer o que quisesse sem dar explicações e,…

Leia mais

ENTRE CLONES E SIPAIOS… MPLA SOMA E SEGUE

O órgão oficial do MPLA (o Jornal de Angola – JA ) elencou as principais acções realizadas pelo Presidente da República, João Lourenço, em 2021. Como os seus sipaios têm o cérebro onde o partido ordena que o tenham, nos intestinos, só sai porcaria. Vejamos então o que o JA expeliu. “Tal como prometido no discurso de investidura, a 26 de Setembro de 2017, de que trabalharia na melhoria das condições de vida e bem-estar de todos os angolanos, o Chefe de Estado não parou de realizar as acções para…

Leia mais

TODOS OS (BONS) SIPAIOS BAJULAM O CHEFE DE POSTO

O embaixador de Angola no Brasil, Florêncio de Almeida, destacou (coisa estranha, não?) as realizações no seu país em prol da promoção da boa governação e da defesa do rigor e transparência dos actos públicos. Em 2013, quando era representante de Angola junto da FAO, o embaixador Florêncio de Almeida, enalteceu os esforços do Governo angolano e do Presidente… José Eduardo dos Santos. Numa mensagem de Natal e Ano Novo à comunidade angolana no Brasil, Florêncio de Almeida menciona o aprofundamento do que não existe em Angola (democracia e do…

Leia mais

Só mudou o rei, a bajulação é a mesma

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Augusto Santos Silva, afirmou hoje que Portugal e Angola atravessam um momento “absolutamente excepcional” do seu relacionamento bilateral, destacando a cooperação na área da saúde e no combate à pandemia, em particular na vacinação. “Portugal e Angola vivem um momento absolutamente excepcional no seu relacionamento bilateral”, disse Santos Silva, acrescentando que “entre 2018 e a actualidade são já 50 os instrumentos de cooperação que foram assinados entre os dois países”. De facto, os “instrumentos” angolanos têm grande aceitação nos areópagos políticos de Lisboa…

Leia mais

Sipaios limitam-se a fazer o que o chefe do posto manda

O deputado autómato (sipaio) Mário Pinto de Andrade considerou legítima a decisão do Presidente da República, João Lourenço, ter desautorizado do Presidente do MPLA, João Lourenço, ao ordenar à Assembleia Nacional a reapreciação da Lei de Alteração à Lei Orgânica sobre as Eleições Gerais e desmentiu qualquer ruptura entre os chefes de posto (Executivo) e os seus sipaios (bancada parlamentar do MPLA). O autómato para todos os serviços reagia, em declarações à imprensa, a vozes que insinuavam a existência de ruptura na relação entre o Presidente da República, João Lourenço,…

Leia mais

MPLA já sabe a percentagem da sua vitória em 2022

Em 2012, o secretário do Bureau Político do MPLA para a Informação, Rui Falcão Pinto de Andrade, disse ao jornalista Peter Wonacott (“The Wall Street Journal”) que “o fantasma da fraude, ou de qualquer outra coisa, advém daqueles que sabem, antecipadamente, que não têm capacidade para ganhar as eleições”. Por Orlando Castro Dez anos depois, se acaso o MPLA aceitar fazer eleições, a receita é a mesma. No entanto, reconheça-se, Rui Falcão tinha razão. E, sendo do MPLA, a razão é sua propriedade privada. E tem não porque a Oposição,…

Leia mais

De cócoras no reino da CPLP

Portugal vai estar representado na XIII Cimeira da CPLP, em Luanda, pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, pelo primeiro-ministro, António Costa, e pelo ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva. E que tal incluir os restantes sipaios partidários que até dariam o mataco e cinco tostões para estar presentes? Por Orlando Castro A Presidência da República portuguesa confirma que Marcelo Rebelo de Sousa vai participar na XIII Conferência de chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), entre 16…

Leia mais

Anão de Almeida, o ventríloquo

Pela voz de um dos seus ventríloquos, o Titular do Poder Executivo angolano (João Lourenço) considerou hoje a aprovação global da lei de revisão constitucional como um “momento importante na vida da democracia do país”, garantindo que irá “estruturar melhor” a relação entre o parlamento e o executivo. Também o Presidente do MPLA (João Lourenço), bem como o Presidente da República (João Lourenço) mandaram dizer o mesmo. “Com esta revisão da Constituição, vamos ter uma melhor estruturação e melhor equilíbrio na relação entre o Parlamento e o Executivo na medida…

Leia mais

Nota 20 em educação patriótica

O secretário itinerante do comité provincial do MPLA em Luanda, general Bento dos Santos Kangamba, considerou, em Luanda, que a revisão constitucional (que ele não sabe o que é) proposta pelo Presidente da República, João Lourenço, visa corresponder ao ritmo de desenvolvimento do país. Bento Kangamba falava à imprensa, à margem da VI reunião metodológica nacional sobre a organização do trabalho do partido. Na ocasião, o general considerou oportuna a proposta de revisão da Constituição, justificando que a medida vem demonstrar que o Presidente da República “está a dar conta…

Leia mais