18 anos de prisão para adjunto de Kalupeteka

O tribunal provincial do Huambo condenou hoje a 18 anos de prisão o antigo vice-líder da seita religiosa Adventista do Sétimo Dia A Luz do Mundo, Justino Tchipango, pena com a qual a defesa concordou. O líder, José Julino Kalupeteka, já fora condenado a 28 anos de prisão. Em causa está o homicídio de nove polícias, em Abril de 2015, no monte Sumi, município da Caála, província do Huambo, onde os fiéis se encontravam acampados sob a liderança do fundador da seita, José Julino Kalupeteka, que foi condenado, em Abril…

Leia mais

Porra, Huambo, assim também não!

Definitivamente, vomitei ao ouvir tanta “merdice”, sim “merdice” (me desculpem os fiéis leitores), proferidas, pela nova estrela da elite bajuladora deste MPLA/JES, que nunca deveria ter saído da incubadora, tal o escárnio. Por William Tonet Repito, escutar, durante tanto tempo, alguém doutorado em “ignorância cristã” e “bajulação partidocrata” é o mesmo que credibilizar Barrabás, cristianamente falando, tal como o fez Pôncio Pilatos, no julgamento de Jesus Cristo. Nestas ocasiões é importante revisitar, Paulo em (Romanos 16:17-18):”Rogo-vos, irmãos, que noteis os que promovem dissensões e escândalos contra a doutrina que aprendestes;…

Leia mais

Viva a seita e o reino

Sua majestade o rei de Angola, José Eduardo dos Santos, reconheça-se, continua a querer transformar a Angola dele num país desenvolvido e de referência em África e no Mundo. Está no poder desde 1979, mas isso é muito pouco. E para que não existam veleidades, começou já por pôr em ordem e na ordem na sua própria seita, o MPLA. Por Orlando Castro Como no seio da seita começaram a aparecer, embora de forma ténue e muito tímida, pessoas a pensar que tinham direito de opinião, o rei deu ordens…

Leia mais

Kalupeteka condenado a 28 anos de prisão

O tribunal do Huambo condenou hoje o líder da seita religiosa angolana “A luz do mundo”, Julino Kalupeteka, a uma pena de 28 anos de cadeia pelo homicídio de nove polícias, em Abril de 2015. O código penal angolano apenas permite penas efectivas de cadeia de até 24 anos. Mas isso é irrelevante. O líder daquela seita e outros nove seguidores foram condenados por nove crimes de homicídio qualificado e por sete de homicídio frustrado. Além de Kalupeteka, sete dos seus seguidores foram condenados a penas de 24 anos de…

Leia mais

Poderá Julino Kalupeteka dar “luz ao mundo” do regime?

O julgamento da seita “Luz do Mundo”, em curso em Angola, permitirá esclarecer os acontecimentos de Abril de 2015 na província de Huambo, marcados por alegações contraditórias das autoridades e de grupos da oposição e activistas, considera a Human Rights Watch. S egundo as autoridades, no dia 16 de Abril de 2015 confrontos entre agentes da polícia e membros da seita “Luz do Mundo”, liderada por Julino Kalupeteka, provocaram a morte de nove polícias e 13 fiéis, mas grupos da oposição e activistas de defesa dos direitos humanos alegam ter-se…

Leia mais

E o culpado é (regime assim determina)… Kalupeteka

O primeiro dia do julgamento de José Julino Kalupeteka, líder da seita religiosa “Sétimo Dia a Luz do Mundo”, foi marcado com a leitura das acusações da parte do Ministério Público, constantes no processo que decorre desde hoje no Tribunal Provincial do Huambo. J osé Julino Kalupeteka, acusado se ser o autor moral e mais dez membros da seita religiosa, como co-autores materiais, são arguidos do processo nº 141/2015, em que são arrolados os acontecimentos da aldeia de Kaluei, no município de Cunhinga (Bié) e no monte do Sumi, no…

Leia mais

Igreja Católica critica “abordagem” do regime no caso Kalupeteca

Igreja Católica critica “abordagem” do regime no caso Kalupeteca - Folha 8

O arcebispo católico do Lubango criticou hoje a “abordagem” das autoridades angolanas no combate aos confrontos provocados por fiéis da “seita” religiosa “A Luz do Mundo”, que causaram a morte de nove polícias e de centenas de seguidores do pastor “, Kalupeteca. G abriel Mbilingi, igualmente presidente do Simpósio das Conferências Episcopais da África e Madagáscar (SECAM), falava aos jornalistas num intervalo do seminário “África e Desenvolvimento Sustentável”, que decorre na Ribeira Grande de Santiago, 12 quilómetros a oeste da Cidade da Praia, em Cabo Verde. “É um fenómeno que…

Leia mais

Mais uma ameaça à paz

Mais uma ameaça à paz - Folha 8

No passado dia 16 de Abril, quinta-feira, sete agentes da Polícia angolana foram mortos a tiro, incluindo o comandante municipal da cidade de Caála, na província do Huambo, no sul de Angola. Outros dois foram feridos gravemente e vieram a falecer mais tarde, na segunda-feira, dia 20. Por Arlindo Santana A s vítimas faziam parte duma brigada policial da PNA que se dirigia a uma zona rural na Serra Sumé, a 25 quilómetros da Caála, com mandados de captura em mão contra o chefe duma seita religiosa, numa missão de…

Leia mais

Decretem o fim da UNITA!

Decretem o fim da UNITA! - Folha 8

O Governo Provincial do Huambo, liderado por Kundy Paihama, o influente político do regime que sempre disse que no país existiam dois tipos de pessoas – os angolanos e os kwachas, acusou hoje a UNITA de ter orquestrado um plano político para ser executado pela seita “Sétimo Dia a Luz do Mundo”. Por Orlando Castro N em nisto o MPLA conseguiu ir além do que se previa e que aqui foi denunciado. É, aliás, uma estratégia que faz parte do ADN do regime. O plano consistia em levar as populações…

Leia mais

Kalupeteca atemoriza regime

Kalupeteca atemoriza regime - Folha 8

O Presidente de Angola considerou hoje a seita “A Luz do Mundo”, que na quinta-feira matou nove polícias na província do Huambo, como “uma ameaça à Paz e à unidade nacional”, numa mensagem ao povo angolano. Por Orlando Castro C omo é que uma seita como a “Kalupeteca”, que terá no máximo quatro mil seguidores numa população superior a 21 milhões, é uma “ameaça à Paz e à unidade nacional”? Vejamos a tese do presidente da República, nunca nominalmente eleito e no cargo desde 1979. José Eduardo dos Santos referiu…

Leia mais