SOMOS LIVRES PARA “PENSAR ANGOLA”?

O ex-primeiro-ministro angolano, Marcolino Moço, o presidente da Confederação Empresarial de Angola (CEA), Francisco Viana, académicos e o músico Eduardo Paim defendem um “projecto de consenso” para o país e vão organizar, em Maio, um congresso para “Pensar Angola”. “Precisamos de um projecto nacional de consenso. Não podemos nem devemos chegar ao dia das eleições sem sabermos quais são as nossas propostas para uma Angola melhor. Teremos também que ver esclarecidas quais as propostas dos partidos políticos que se propõem governar Angola para os anos de 2022 a 2027”, indica…

Leia mais

A RODA “QUADRADA” DO “MEU”, INFELIZMENTE, PRESIDENTE

O MPLA do “camarada” presidente João Lourenço, desafiadoramente, mostrou ao país, no 09 de Dezembro de 2021 (abertura do VIII congresso), o carimbo autoritário com o controlo quase absoluto das estruturas partidárias, militarizadas, agora com uma guarda pretoriana maioritariamente feminina. Por William Tonet Não tem nada de original, pois, a inspiração vem da Líbia de Moummar Kadhaffi, que se exibia com as suas “musculadas e ruidosas guardas”, quando o poder lhes sobrava… Na esquina da nova aurora, nem as baionetas e canhões “militantes” impediram o calvário no dia do juízo…

Leia mais

ESTEVE PERTO, MAS NÃO ULTRAPASSOU OS… 100%!

O presidente do MPLA (partido no Poder há 46 anos) e chefe de Estado angolano (não nominalmente eleito) e também Titular do Poder Executivo, João Lourenço, foi esta sexta-feira reeleito com 98,04% dos votos, conquistando 2.610 delegados num universo de 2.662 votantes. Foi um excelente resultado que arrasou toda a concorrência… que não houve. Ao contrário do que é prática do MPLA nos simulacros eleitorais no país, não se concretizou – embora por pouco – a estratégia de João Lourenço ultrapassar os 100% de votos. De acordo com os números…

Leia mais

CLARO! A VITÓRIA É CERTA

João Lourenço, líder e candidato à presidência do MPLA, partido no poder em Angola há 46 anos, reiterou hoje o que prometera em 2017 e que, por sua vez, já fora prometido durante décadas pelo seu “pai” partidário (José Eduardo dos Santos). Ou seja, o combate à corrupção, manifestando-se optimista na renovação da confiança depositada pelos angolanos, nas próximas eleições gerais do país, em Agosto de 2022. João Lourenço discursava hoje na cerimónia de abertura do VIII congresso ordinário do MPLA, marcada pela homenagem a várias figuras históricas do partido…

Leia mais

MAIS LUGARES NA GAMELA (DO PARAÍSO)

O MPLA, partido que governa Angola há 46 anos, aumentou o número de membros do seu futuro Comité Central, que passará de 497 para 693, com paridade de género e aposta em jovens entre 18 e 35 anos. É uma substancial ajuda à criação de alguns dos 500 mil empregos prometidos, em 2017, por João Lourenço. De acordo com o comunicado final da VII sessão extraordinária do Comité Central do MPLA, na reunião orientada pelo líder do partido, João Lourenço, foi aprovada a resolução do alargamento do órgão, com 346…

Leia mais

NAVITA NGOLO E JOÃO SOARES ARRASAM “DITADURA” DO MPLA E DE JOÃO LOURENÇO

A mandatária da campanha eleitoral de Adalberto da Costa Júnior (ACJ), Navita Ngolo, tal como a comunidade internacional, incluindo um grupo cada vez maior de membros do PS (Partido Socialista português), “amigo do MPLA” na Internacional Socialista, começa a distanciar-se da “ladainha” de alegada veia reformista e democrática de João Lourenço. Por Kuiba Afonso e Teresa Chambula Manuel Todos lhe apontam o dedo de autoritarismo de viés ditatorial e, neste grupo, distingue-se, também, o político português, João Soares, tal como a deputada angolana, com uma visão que arrasa o Presidente…

Leia mais

“MPLA DESAFIOU A NOSSA FORÇA, UNIDADE E DETERMINAÇÃO»

O congresso do Tribunal Constitucional, ordenado pelo juiz-relator, Carlos Burity, através do Acórdão 700/2021, polémico pela sua matriz discricionária, encerrou com a votação a recair a favor do único candidato: 96, 43% Adalberto da Costa Júnior. “Glória! Glória. Habemos Presidente”, gritou Raúl Ngola, veterano professor-guerrilheiro, reformado, depois de se conhecer a contagem dos votos, ao princípio da noite de hoje. “O MPLA quis desafiar as bases do nosso projecto, pensando que nos poderia destruir como o fez à FNLA. A nossa resposta foi esta. Forte. Vigorosa. Agora o nosso candidato…

Leia mais

TUDO NORMAL… SE ASSIM O MPLA ENTENDER

O presidente duas vezes cessante da UNITA, Isaías Samakuva, e o candidato a líder, Adalberto da Costa Júnior, eleito no anterior congresso, votaram para eleger o representante máximo do “Galo Negro”, com poucos minutos de intervalo, reafirmando a união do partido. Isaías Samakuva se aproximou da mesa 6 para depositar o seu voto, saindo com espírito de dever cumprido e respondendo que espera uma UNITA mais unida após o conclave. A votação deveria ter decorrido esta manhã, mas o atraso na reunião de sexta-feira determinou que só hoje se realizasse…

Leia mais

A (OPORTUNA) VISÃO MILITAR DE SAMAKUVA

Isaías Samakuva, líder (“eleito” por ordem do MPLA) da UNITA, maior partido da oposição que o MPLA (ainda) permite em Angola, disse hoje que o XIII congresso só será útil se servir também para unir o partido e consolidar estratégias para sair das “águas turvas e lodosas das suspeições e acusações gratuitas”. Isaías Samakuva, que discursava na abertura do XIII congresso ordinário da UNITA, que hoje arrancou em Luanda e que decorre até sábado, com 1.150 delegados, disse que a reunião deve servir também para “construir, consolidar a unidade e…

Leia mais

ATÉ TU, KATCHIUNGO?

A direcção da UNITA suspendeu três membros da Comissão Politica entre os quais José Pedro Katchiungo, que disputou a liderança do partido no congresso realizado em 2019, que elegeu Adalberto da Costa Júnior, entretanto anulado pelo Tribunal Constitucional por ordem do MPLA. A decisão foi tomada na reunião estatutária que precede o XIII Congresso do partido do Galo Negro, principal força política da oposição que o MPLA (ainda) permite em Angola, agora dirigida por Isaías Samakuva, que esteve à frente da UNITA durante 16 anos e regressou (novamente por instruções…

Leia mais