CORRUPÇÃO AMEAÇA DERROTAR RAMAPHOSA

O ANC (Congresso Nacional Africano) lançou hoje a sua campanha para as eleições gerais de 29 de Maio na África do Sul, estando, pela primeira vez, em risco de perder a maioria absoluta no Parlamento devido à corrupção e ao clima socioeconómico. o poder desde o início da democracia no país e da vitória de Nelson Mandela, em 1994, o ANC, do Presidente Cyril Ramaphosa, enfrenta também um aumento do descontentamento da população por causa de vários escândalos de corrupção, a que se junta um contexto de desemprego endémico e…

Leia mais

CAMBANJE, KALUNGA E CAPAPINHA NA “POLE POSITION” DA JMPLA

Tito Cambanje, membro do Comité Central do MPLA, Isaías Kalunga, presidente do Conselho Nacional da Juventude (CNJ) e Justino Capapinha (foto), filho do governador da Província do Cuanza Sul, Job Capapinha, lideram as sondagens paralelas do IX° Congresso Ordinário da JMPLA (Juventude do Movimento Popular de Libertação de Angola) marcado para Novembro do ano em curso para a eleição do substituto de Crispiniano dos Santos nas funções de 1° secretário do braço juvenil do MPLA. Por Geraldo José Letras JMPLA realiza em Novembro do ano em curso o seu IX°…

Leia mais

A VEZ DE MICHELLE?

O aumento da desvantagem de Joe Biden nas sondagens face ao crescentemente provável rival republicano nas presidenciais norte-americanas deste ano, Donald Trump, leva os democratas a considerarem candidatos alternativos, mais recentemente a ex-primeira-dama Michelle Obama. ideia da alternativa Michelle Obama, mulher do ex-Presidente Barack Obama, começou a correr nos corredores do Congresso quando, em Novembro passado, David Axelrod escreveu na rede social X que o Presidente Biden deveria ponderar a sua recandidatura, tendo em conta os muito fracos índices de popularidade e as sondagens que começavam a dar a Donald…

Leia mais

FIÉIS ELEGEM NOVA LIDERANÇA DA IURD

Decorre desde ontem, sexta-feira, a nível nacional, a Magna Assembleia Geral Universal para a eleição do bispo, Alberto Segunda, para a liderança da Igreja Universal do Reino de Deus em Angola. Por Geraldo José Letras decorrer em todo o país, o processo de votação para a eleição do bispo Alberto Segunda, que encabeça uma lista única, termina às 18 horas de hoje. De acordo com a agenda do processo, o bispo Alberto Segunda, será apresentado publicamente como o novo líder da Igreja Universal do Reino de Deus em Angola (IURD),…

Leia mais

PRIMEIROS NO SACRIFÍCIO E ÚLTIMOS NOS BENEFÍCIOS

O escritor moçambicano Mia Couto aponta a necessidade a revisão das leis e do processo eleitoral como a “grande lição” das eleições autárquicas de 11 de Outubro em Moçambique, cujos resultados continuam a ser fortemente contestados pela oposição. ia Couto, que na terça-feira à noite apresentou em Maputo o “Compêndio para Desenterrar Nuvens”, novo livro de contos do escritor moçambicano, Prémio Camões de 2013 afirmou: “Eu não quero meter-me no assunto das eleições, porque é um assunto que foi muito partidarizado. Acho que o grande passo a dar agora é…

Leia mais

ESPECTRO DA GUERRA PAIRA EM MOÇAMBIQUE

O presidente da Renamo, Ossufo Momade, acusou hoje o chefe de Estado moçambicano (Filipe Jacinto Nyusi) de tentar “empurrar o país para uma nova guerra” face à repressão policial de marchas que contestam os resultados eleitorais, considerando que o seu partido não vai recuar. ssufo Momade afirmou hoje, durante uma conferência de imprensa realizada em Maputo, que “inquieta aos moçambicanos que o senhor Filipe Jacinto Nyusi, Comandante-em-chefe das Forças de Defesa e Segurança, esteja a demonstrar, com a sua voz de comando, que pretende empurrar o país para uma nova…

Leia mais

FRELIMO AMPLIA A DITADURA

A socióloga Sheila Khan considera que as manifestações em Moçambique resultam de uma “fraude eleitoral que castigou a democracia”, mas antevê que os protestos, ainda que legítimos, não vão estilhaçar o Governo. Entretanto, a CPLP – Comunidade dos Países de Língua Portuguesa decidiu ser conivente com a fraude, mantendo-se calada e – por isso – conivente. heila Khan diz: “Fomos testemunhando as várias manifestações que resultam de umas eleições que sabemos que foram fraudulentas e que castigaram enormemente a democracia”. Os protestos que sucederam um pouco por todo o país…

Leia mais

MPLA DE MOÇAMBIQUE (TAMBÉM) MATA A DEMOCRACIA

A polícia moçambicana, há 48 anos nas mãos da Frelimo (o MPLA de Moçambique) fez hoje vários disparos de gás lacrimogéneo sobre milhares de pessoas que se manifestam em Maputo contra os resultados fraudulentos (assim retratados por observadores internacionais) das eleições autárquicas anunciados pela Comissão Nacional de Eleição (CNE). Um agente da polícia e um jovem morreram hoje durante manifestações, em Nampula e em Nacala, contra os resultados das eleições autárquicas, anunciou a Organização Não-Governamental moçambicana Centro de Integridade Pública (CIP). s manifestantes participam numa marcha convocada pelo cabeça-de-lista da…

Leia mais

IL QUER AUDIÇÃO DE JOÃO CRAVINHO

O partido português IL (Iniciativa Liberal) pediu hoje a audição urgente do ministro dos Negócios Estrangeiros, João Cravinho, e do director de serviços do departamento da África Subsariana sobre a “situação cada vez mais grave” em Moçambique depois das eleições autárquicas. um requerimento parlamentar da IL pode ler-se que “Portugal não pode deixar de expressar a sua preocupação para com os episódios de violência em Moçambique nem para com as irregularidades eleitorais observadas. Ressalvando os laços naturais de Portugal e Moçambique, tal como dos seus povos”. Segundo a IL, “perante…

Leia mais

ANULADO ESCRUTÍNIO EM 64 ASSEMBLEIAS DE VOTO DE MAPUTO

O Tribunal Judicial do Distrito Nhamankulu, na cidade de Maputo, anulou e mandou repetir as eleições autárquicas em 64 assembleias de voto da capital moçambicana, considerando que houve “um vício que afectou a liberdade e transparência” do processo. efere o acórdão do tribunal a que “os editais que serviram para o apuramento intermédio deste distrito são diferentes dos editais recebidos pelos delegados de candidatura no momento do apuramento parcial nas mesas de votação. (…) Para o apuramento intermédio, foram usadas cópias de editais falsificados”. Em causa está um ofício submetido…

Leia mais