A uma só voz os sipaios disseram: “Sim Patrão”!

A Assembleia Nacional do MPLA aprovou hoje, como esperado e de acordo com as ordens superiores, a proposta de Orçamento Geral do Estado (OGE) de Angola para 2020 com 119 votos favoráveis, 46 contra e nove abstenções. O patrão manda e (a conselho dos tachos) todos os sipaios dizem “Sim, senhor presidente”. O documento, que já tinha sido alvo de parecer favorável das comissões parlamentares de Economia e Finanças, de Assuntos Constitucionais e Jurídicos e de Administração Local e Poder Local, foi debatido esta manhã em plenário. A discussão foi…

Leia mais

(A)MPLA masturbação colectiva dos sipaios

A Comissão Instaladora do novo projecto político de Abel Chivukuvuku, denominada PRA-JA, alterou essa denominação para “PRA-JA Servir Angola”, atendendo ao despacho do Tribunal Constitucional que impunha alteração da sigla para evitar confusão com outra que não existe mas que a sucursal do MPLA  ressuscitou só para este efeito. O despacho do presidente do Tribunal Constitucional do MPLA (se fosse mesmo de Angola seria diferente, muito diferente), que determinava a alteração da sigla PRA-JA devido à “violação do princípio da não confundibilidade da sigla existente PRJA” (Partido Republicano da Juventude…

Leia mais

Alucinações e paranóias

Torna-se cómica, demasiado cómica, a esquizofrenia demonstrada por um dos apêndices do departamento de propaganda do MPLA, o jornal da Angola do MPLA, em relação às “Fake News” (notícias falsas). Só encontramos uma explicação para esse facto, o jornal da Angola do MPLA não gosta de sentir concorrência na publicação de “Fake News” e pretende continuar dominador no mercado das alucinações, paranóias, futilidades, sofismas e falácias. Por Domingos Kambunji Um dos objectivos na gestão de empresas, na conquista de mercados, é tentar eliminar os concorrentes mais directos para tentar exercer…

Leia mais

É disto que o Povo gosta

João Lourenço exonerou esta segunda-feira Miguel Damião Gago do cargo de administrador do Fundo Soberano de Angola. Não são adiantadas as razões da exoneração. Mais uma vez, atento aos mais íntimos desejos do Povo, o Presidente voltou a demonstrar que continua a se um exonerador por excelência. Pois bem. O Presidente angolano, João Lourenço, decretou esta segunda-feira a exoneração de Miguel Damião Gago do cargo de administrador do Fundo Soberano de Angola, indica um comunicado da Casa Civil do Presidente da República. No documento não são adiantadas as razões da…

Leia mais

Se o chefe de posto quer,
bom sipaio também quer!

Luísa Damião, vice-presidente do MPLA, partido no poder em Angola “apenas” há 43 anos, considerou hoje como “necessária” a anunciada revisão do Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2019, assumindo que o país continua a enfrentar dificuldades. “É uma perspectiva necessária, até porque quando aprovamos o Orçamento já havia essa recomendação de que deveria haver uma revisão no sentido de podermos cumprir melhor com os 83 programas inscritos no OGE”, disse hoje Luísa Damião, vice-presidente do MPLA, em declarações aos jornalistas, no Parlamento angolano, no final de reunião solene em…

Leia mais

Caetanices

O Caetano Júnior anda muito preocupado por um canal televisivo de Portugal ter dado tempo de antena a um cidadão português de extrema-direita, com um passado criminal. De facto a liberdade de expressão não deve servir para limpar a imagem ou promover aqueles que são inimigos da liberdade de pensamento construtivo. Por Domingos Kambunji Todavia, é de estranhar que o Caetano ande muito preocupado com o que acontece em Portugal e se esqueça de observar aquilo que aconteceu e acontece no seu quintal. O ditador sanguinário Agostinho Neto é herói…

Leia mais

A gira fã e a girafa da ERCA

De vez em quando (tudo depende das ordens superiores) o Conselho Directivo de uma “coisa” que se chama ERCA resolve dizer, não de sua justiça mas de justiça encomendada, umas palavras que mais não são do que uma prova de vida que justifique o tacho. Por Orlando Castro “N este mês de Outubro em que os órgãos da Comunicação Social Públicos, nomeadamente a Rádio Nacional de Angola, a Televisão Pública de Angola e a Agência Angola Press (ANGOP) celebram aniversário, a Entidade Reguladora da Comunicação Social Angolana (ERCA) aproveita a…

Leia mais

… E esses malditos bancos querem ficar com o kumbu

O ministro da Justiça e dos Direitos Humanos de Angola, Francisco Queirós, lamentou hoje a falta de colaboração de alguns bancos onde se encontram domiciliados capitais de origem ilícita, alegando que criam “alguma resistência em largar mão desses capitais”. Justificação oriunda de “ordens superiores”? Pedido feito pelo ministro das Finanças? A posição foi expressa por Francisco Queirós ao discursar, hoje, em Luanda, na abertura da Conferência sobre a Perda e Recuperação dos Bens e Produtos Provenientes da Criminalidade Organizada, Económico-Financeira e Corrupção. Francisco Queirós considerou “incoerente” a atitude dessas instituições…

Leia mais

Lições do galináceo júnior

O vice-presidente do grupo parlamentar do MPLA, João Pinto, lamenta (entre muitas outras coisas que nem às paredes confessa) o aproveitamento político em torno do desafio lançado para o repatriamento de recursos financeiros domiciliados no exterior do país. Valha-nos ao menos que, por enquanto, só fala do aproveitamento… político. Por Orlando Castro Segundo o político, que apresentava a sua declaração política na Assembleia Nacional, sobre a Proposta de Lei de Repatriamento de Recursos Financeiros Domiciliados no Exterior do País, de iniciativa do Executivo, referiu que, no quadro deste processo, têm…

Leia mais

A (con)tenção… verbal

Quem terá dado a “Ordem Superior” (uma nova entidade do regime) para o Ministro do “Interror” apelar à contenção verbal durante a campanha eleitoral? Será que o Ministro do “Interror” teve essa iniciativa sem obedecer à “Ordem Superior”? Por Domingos Kambunji A nossa admiração reside no facto de essa função ser exercida, geralmente, por Bento Kangamba, o Juiz Conselheiro e Porta-Voz do Tribunal “Superenfermo” do Presidente. Todavia, a ordem está dada e agora há que cumprir a exigência do Ministro do “Interror”, Ângelo de Barros Veiga Tavares. Nós somos muito…

Leia mais