Quem tem uma Luísa tem tudo!

O Secretariado do Bureau Político do MPLA, sob a superior orientação da ex-serviçal de José Eduardo dos Santos, Luísa Damião, encoraja o Executivo liderado por João Lourenço, a reforçar as medidas para garantir a estabilidade macro-económica e financeira do país, apostando fortemente no sector social e na diversificação da economia nacional e no aumento da produção interna de bens e serviços”. O “Secretariado do Bureau Político do MPLA aproveitou para denunciar as campanhas contra a dignidade e honra do Camarada Presidente, condenando veementemente todas as manobras de diversão visando desacreditar…

Leia mais

“O nosso encorajamento, Camaradas”

Congresso do Partido Comunista Português, 4 de Dezembro de 2016, Almada. Luísa Damião, hoje vice-presidente do MPLA, representava o partido (versão José Eduardo dos Santos). Vejamos, na íntegra, a intervenção da Luisinha, um esclarecedor conjunto de bajulação ao “escolhido de Deus” e de reconhecimento ao papel do PCP na venda, ao preço da chuva, de Angola ao seu MPLA. «Trazemos para todos vós uma saudação fraterna, da Direcção do MPLA, dos seus militantes e simpatizantes que formulam votos de sucesso nos trabalhos do vosso Congresso. A realização deste Congresso é…

Leia mais

Legislatura lusa à “luz”
da bajulação ao MPLA!

O “irritante” judicial que envolveu o ex-vice-presidente angolano, Manuel Vicente, foi um dos casos que marcou, na política externa portuguesa, a legislatura que agora termina, e que ao ser ultrapassado permitiu normalizar as relações entre os dois países. Sem esquecer, é claro, a elevação a um nível nunca visto do índice de bajulação dos políticos lusos ao MPLA. A acusação ao ex-governante angolano, na altura dos factos presidente da Sonangol, condicionou durante meses as relações entre Angola e Portugal, com o Governo angolano a pedir, a rogar e, finalmente, a…

Leia mais

Se o chefe de posto quer,
bom sipaio também quer!

Luísa Damião, vice-presidente do MPLA, partido no poder em Angola “apenas” há 43 anos, considerou hoje como “necessária” a anunciada revisão do Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2019, assumindo que o país continua a enfrentar dificuldades. “É uma perspectiva necessária, até porque quando aprovamos o Orçamento já havia essa recomendação de que deveria haver uma revisão no sentido de podermos cumprir melhor com os 83 programas inscritos no OGE”, disse hoje Luísa Damião, vice-presidente do MPLA, em declarações aos jornalistas, no Parlamento angolano, no final de reunião solene em…

Leia mais

Angola só existe graças,
é claro, ao PCP e ao MPLA

Congresso do Partido Comunista Português, 4 de Dezembro de 2016, Almada. Luísa Damião, hoje vice-presidente do MPLA, representava o partido (versão José Eduardo dos Santos). Vejamos, na íntegra, a intervenção da Luisinha, um esclarecedor conjunto de bajulação ao “escolhido de Deus” e de reconhecimento ao papel do PCP na venda, ao preço da chuva, de Angola ao seu MPLA. «Trazemos para todos vós uma saudação fraterna, da Direcção do MPLA, dos seus militantes e simpatizantes que formulam votos de sucesso nos trabalhos do vosso Congresso. A realização deste Congresso é…

Leia mais

Patrão manda, PCP cumpre. “Não é do MPLA não entra!”

A editora Bárbara Bulhosa, da Tinta-da-China, disse hoje que um livro de Luaty Beirão foi excluído da feira do livro da Festa do “Avante!”, mas o PCP rejeita a acusação e lamenta “o mais primário anticomunismo”. Bem que Jerónimo de Sousa poderia ir pregar para países onde, segundo o PCP, não há anticomunismo primário, como a Coreia do Norte ou a Guiné Equatorial. Na rede social Facebook, Bárbara Bulhosa afirmou que “Sou eu mais livre, então – Diário de um preso político angolano”, de Luaty Beirão, foi excluído da lista…

Leia mais

PCP reivindica quinhão
na gamela da bajulação

O Partido Comunista Português (PCP), na senda – embora neste caso nada escandalosa – das calemas de bajulação dos políticos portugueses, veio a uma das suas casas em Luanda classificar como “exemplar” a transição em curso no poder no MPLA, em Angola, com João Lourenço a preparar-se para – por perto de 100% – ser “eleito” sucessor de José Eduardo dos Santos na presidência do partido que lidera o país desde 1975. A posição foi expressa esta segunda-feira, na sede nacional do MPLA, em Luanda, pelo camarada José Capucho, membro…

Leia mais

Tanta bajulação mete nojo

O deputado português do PSD, Luís Campos Ferreira, diz que a paz e a tranquilidade política em Angola são uma “boa notícia” para Portugal, considerando que este “novo ciclo” vai incentivar “ainda mais” a cooperação entre os dois países. “T endo nós um conjunto significativo de portugueses que vivem em Angola, empresas que se internacionalizaram para Angola, outras que exportam para Angola, tendo nós investimentos angolanos em Portugal, a paz e a tranquilidade política em Angola é uma boa noticia para os portugueses”, considerou em declarações aos jornalistas. Para Luís…

Leia mais

PCP ama o MPLA
MPLA ama o PCP

O Bloco de Esquerda (só podia, claro) apresentou, hoje, à Assembleia da República Portuguesa, uma declaração onde condena a repressão protagonizada pelo Governo angolano contra os sete activistas detidos desde o dia 17 de Abril, quando estes realizavam uma manifestação exigindo transparência nas eleições gerais previstas para o ano em curso. Por Sedrick de Carvalho No documento, ao qual o Folha 8 teve acesso, o BE afirma que “a polícia angolana reprimiu violentamente uma manifestação em Cacuaco”, avançando que “esta não é a primeira manifestação violentamente reprimida pelas autoridades angolanas…

Leia mais

Sipaios portugueses estão
sempre a bajular o… MPLA

O Parlamento português, um autêntico prostíbulo quando a questão é prestar vassalagem à ditadura do MPLA, chumbou hoje um voto de condenação, apresentado pelo Bloco de Esquerda (BE), da “repressão de activistas” em luta “pela democracia em Angola” numa manifestação em Abril no Cacuaco, na periferia de Luanda. Mais uma palhaçada lusa, sem culpa dos palhaços propriamente ditos. Por Orlando Castro O texto mereceu votos a favor do BE, do deputado do PAN e de 12 deputados do PS, incluindo João Soares, Isabel Moreira, Pedro Bacelar Vasconcelos ou Paulo Trigo Pereira,…

Leia mais