Quem tem uma Luísa tem tudo!

O Secretariado do Bureau Político do MPLA, sob a superior orientação da ex-serviçal de José Eduardo dos Santos, Luísa Damião, encoraja o Executivo liderado por João Lourenço, a reforçar as medidas para garantir a estabilidade macro-económica e financeira do país, apostando fortemente no sector social e na diversificação da economia nacional e no aumento da produção interna de bens e serviços”. O “Secretariado do Bureau Político do MPLA aproveitou para denunciar as campanhas contra a dignidade e honra do Camarada Presidente, condenando veementemente todas as manobras de diversão visando desacreditar…

Leia mais

“O nosso encorajamento, Camaradas”

Congresso do Partido Comunista Português, 4 de Dezembro de 2016, Almada. Luísa Damião, hoje vice-presidente do MPLA, representava o partido (versão José Eduardo dos Santos). Vejamos, na íntegra, a intervenção da Luisinha, um esclarecedor conjunto de bajulação ao “escolhido de Deus” e de reconhecimento ao papel do PCP na venda, ao preço da chuva, de Angola ao seu MPLA. «Trazemos para todos vós uma saudação fraterna, da Direcção do MPLA, dos seus militantes e simpatizantes que formulam votos de sucesso nos trabalhos do vosso Congresso. A realização deste Congresso é…

Leia mais

A vice-kapanga

A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, a que dá carinho e solidariedade, como mãe e mulher do MPLA, aos familiares das zungueiras que a polícia do MPLA mata, até parece que sofre de ecolalia ao repetir, até à exaustão, a frase: “as universidades do país devem elaborar projectos de estudo sobre Agostinho Neto”. Por Domingos Kambunji As universidades de Angola devem elaborar estudos sobre projectos que contribuam para a melhoria da qualidade de vida dos angolanos. Não devem andar a perder tempo a inventar sofismas e falácias para “pintar os…

Leia mais

Anjo (cust)ódio

A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, desafiou as universidades do país (desde logo a Universidade da qual é patrono) a promoverem a elaboração de projectos de estudos no âmbito do centenário de Agostinho Neto. A caminho, presume-se, de uma série de galardões internacionais, caso do Nobel da Literatura… Luísa Damião, que falava na abertura da mesa-redonda sobre “A dimensão política e cultural de Neto”, propôs à Faculdade de Letras da Universidade Agostinho Neto a criação de um departamento ou estudos sobre a vida e obra de Neto, à semelhança de…

Leia mais

Aprofundar na estrumeira

A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, a que dá carinho e solidariedade aos familiares das zungueiras que a polícia do MPLA mata, exortou os académicos a aprofundar os estudos sobre a dimensão histórica, cultural e política de Agostinho Neto. Por Domingos Kambunji Os académicos “importaram imediatamente, da China, um tractor com uma pá escavadora” para aprofundar esses estudos. Quando começaram a retirar a poeira, que se acumulou durante os últimos 45 anos, espalhou-se na atmosfera um cheiro nauseabundo proveniente desse aprofundamento. Na camada mais superficial, a da dimensão histórica de…

Leia mais

Cérebro nos intestinos

A Luísa Damião está a transformar-se numa anedota ambulante, tentando copiar muitas caricaturas matumbas do MPLA que se destacam nos esforços para normalizar os disparates demagógicos, procurando fomentar a incompetência e a falta de inteligência dos donos do poder, manipuladores de mentalidades. Por Domingos Kambunji A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, a que dá carinho e solidariedade aos familiares das zungueiras que a polícia do MPLA mata, “alertou para a tentativa de desvalorização de Agostinho Neto”? A Luísa não tem a noção da realidade, não abandona essa mania das grandezas…

Leia mais

Archer “cita” João

O governador do Namibe, Archer Mangueira, deu uma ordem/lição aos membros do Governo provincial para informarem jornalistas sobre as decisões tomadas pelo seu executivo. “Os servidores públicos devem saber lidar com os órgãos de comunicação social, por serem as principais fontes de informação credível”, disse o governador. “É necessário que os directores dos gabinetes e seus representantes estejam disponíveis para prestarem declarações à imprensa das reuniões ou outros eventos em que se justifique a cobertura jornalística”, acrescentou Arher Mangueira, sublinhando que esses dirigentes “não devem deixar os jornalistas sem informação…

Leia mais

É muita… Cuca!

Luísa Damião, vice-presidente do MPLA e séria concorrente em matéria de debilidade intelectual de João Pinto e Luvualu de Carvalho, disse hoje que não há perseguição política à empresária Isabel dos Santos, por causa do caso Luanda Leaks, e também que não há justiça selectiva em Angola. Patrão mandou, sipaio repetiu. “Pensamos que não há perseguição política e nem há justiça selectiva, porque a prática mostra todos os dias que nós estamos a combater vários focos de corrupção, não só no topo da pirâmide, mas também na base”, disse Luísa…

Leia mais

Mamã falou!

O secretariado do Bureau Político do MPLA apela aos angolanos para cerrarem fileiras em apoio ao Presidente da República (do MPLA), João Lourenço, e aos órgãos da administração da Justiça (do MPLA), no combate à corrupção, à impunidade e ao nepotismo, nos quais são suspeitos apenas cidadãos do… MPLA. Vamos lá, pessoal. A anedota até tem piada, apesar de já ter barbas… Por Orlando Castro O apelo consta do comunicado final da 1ª sessão ordinária daquele órgão do partido no poder há 44 anos, orientada pela vice-presidente do MPLA, Luísa…

Leia mais