Propaganda política saprófita

Ainda não há muito tempo o Departamento de Informação e Propaganda do MPLA ficou muito nervoso porque classificamos como nojenta a atitude de Luísa Damião, que aproveitou o fuzilamento de uma zungueira, pela polícia do MPLA, para usar a situação deixando-se fotografar com familiares, dizendo que estava a dar carinho e solidariedade, como mãe e mulher do MPLA, aos familiares da vítima mortal. Por José Filipe Rodrigues (*) O que nos incomodou mais nesse parasitismo oportunista necrófilo foi o facto de Luísa Damião não ter a dignidade e um processamento…

Leia mais

Pistoleira freira, ou freira pistoleira?

A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, partido no poder em Angola há quase 46 anos, admitiu esta segunda-feira preocupação face à sobrelotação das cadeias angolanas, cenário que não se verifica na cadeia feminina de Viana, em Luanda, estabelecimento prisional que hoje visitou. Luísa Damião falava depois de visitar a ala feminina da Cadeia de Viana, na qual procedeu igualmente à doação de alguns bens alimentares e materiais, para apoio à formação das reclusas. E como quem manda são os dirigentes do MPLA, não cabe aos ministros do governo abordar estes…

Leia mais

Vamos ser amarrados onde formos encontrados?

O MPLA, partido no poder apenas desde 1975, advertiu (entenda-se “ameaçou”) hoje os seus “adversários” (que na intimidade das suas orgias canibalescas, como aprenderam com Agostinho Neto, significa “inimigos”) que o poder “não se conquista com inverdades e manchando o nome do país além-fronteiras” (fronteiras de Cabinda? De Cafunfo? Dos massacres de 27 de Maio de 1977), exortando-os à “responsabilidade, respeito e patriotismo” no exercício da liberdade de expressão. Não fosse uma verdadeira declaração de guerra, até poderia ser uma candidatura à já exaustiva enciclopédia do nosso anedotário nacional. “Não…

Leia mais

Luisinha, uma criada para todos os… serviços

A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, afirmou, em Luanda, que os militantes, em especial as mulheres filiadas na OMA, têm a missão de contribuir para a “vitória exemplar” do partido e do líder nas eleições gerais do próximo ano. Tem razão. Já dizia o mesmo no tempo de José Eduardo dos Santos e dirá a mesma coisa quando, um dia, o chefe deixar de ser João Lourenço. Luísa Damião, que discursava na sessão de abertura da primeira reunião extraordinária do Comité Nacional da OMA, defendeu que se intensifique a mobilização,…

Leia mais

Quem tem uma Luísa tem tudo!

O Secretariado do Bureau Político do MPLA, sob a superior orientação da ex-serviçal de José Eduardo dos Santos, Luísa Damião, encoraja o Executivo liderado por João Lourenço, a reforçar as medidas para garantir a estabilidade macro-económica e financeira do país, apostando fortemente no sector social e na diversificação da economia nacional e no aumento da produção interna de bens e serviços”. O “Secretariado do Bureau Político do MPLA aproveitou para denunciar as campanhas contra a dignidade e honra do Camarada Presidente, condenando veementemente todas as manobras de diversão visando desacreditar…

Leia mais

“O nosso encorajamento, Camaradas”

Congresso do Partido Comunista Português, 4 de Dezembro de 2016, Almada. Luísa Damião, hoje vice-presidente do MPLA, representava o partido (versão José Eduardo dos Santos). Vejamos, na íntegra, a intervenção da Luisinha, um esclarecedor conjunto de bajulação ao “escolhido de Deus” e de reconhecimento ao papel do PCP na venda, ao preço da chuva, de Angola ao seu MPLA. «Trazemos para todos vós uma saudação fraterna, da Direcção do MPLA, dos seus militantes e simpatizantes que formulam votos de sucesso nos trabalhos do vosso Congresso. A realização deste Congresso é…

Leia mais

A vice-kapanga

A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, a que dá carinho e solidariedade, como mãe e mulher do MPLA, aos familiares das zungueiras que a polícia do MPLA mata, até parece que sofre de ecolalia ao repetir, até à exaustão, a frase: “as universidades do país devem elaborar projectos de estudo sobre Agostinho Neto”. Por Domingos Kambunji As universidades de Angola devem elaborar estudos sobre projectos que contribuam para a melhoria da qualidade de vida dos angolanos. Não devem andar a perder tempo a inventar sofismas e falácias para “pintar os…

Leia mais

Anjo (cust)ódio

A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, desafiou as universidades do país (desde logo a Universidade da qual é patrono) a promoverem a elaboração de projectos de estudos no âmbito do centenário de Agostinho Neto. A caminho, presume-se, de uma série de galardões internacionais, caso do Nobel da Literatura… Luísa Damião, que falava na abertura da mesa-redonda sobre “A dimensão política e cultural de Neto”, propôs à Faculdade de Letras da Universidade Agostinho Neto a criação de um departamento ou estudos sobre a vida e obra de Neto, à semelhança de…

Leia mais

Aprofundar na estrumeira

A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, a que dá carinho e solidariedade aos familiares das zungueiras que a polícia do MPLA mata, exortou os académicos a aprofundar os estudos sobre a dimensão histórica, cultural e política de Agostinho Neto. Por Domingos Kambunji Os académicos “importaram imediatamente, da China, um tractor com uma pá escavadora” para aprofundar esses estudos. Quando começaram a retirar a poeira, que se acumulou durante os últimos 45 anos, espalhou-se na atmosfera um cheiro nauseabundo proveniente desse aprofundamento. Na camada mais superficial, a da dimensão histórica de…

Leia mais