De regresso à cidade luz

O Presidente angolano, João Lourenço, parte amanhã para Paris onde irá participar numa reunião de alto nível sobre economias africanas e reunir-se com os seus homólogos de França e África do Sul e o primeiro-ministro português, António Costa. O evento, que se realiza na terça-feira, é uma iniciativa do Governo francês, com o envolvimento da União Africana, e vai permitir debater aspectos como a dívida dos países africanos (crucial, no caso de Angola, para que o Governo continue a confundir a obra-prima do Mestre com a prima do mestre de…

Leia mais

Quando as crianças são aval para o fiado

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) vai entregar 10 mil caixas com produtos de nutrição pata apoiar mais de 7 mil crianças em Luanda e minimizar o impacto da Covid-19. Quando um país rico só consegue gerar ricos e não riqueza… nem vergonha na chipala tem. Segundo um comunicado da organização das Nações Unidas, as caixas incluem produtos como leite terapêutico, medidores de perímetro branquial, balanças, máscaras cirúrgicas e desparasitantes e foram agora distribuídos no Hospital Municipal dos Cajueiros, no Cazenga. O objectivo é apoiar as acções…

Leia mais

“Mais um fiado, patrão!”

A consultora Fitch Solutions considera que Angola deverá crescer 1,7% este ano e 3,3% em 2022, antecipando um abrandamento da inflação para 19,7% este ano e 14,2% no próximo ano. Embalado e de olho no fiado, João Lourenço assinou mais um vale, desta vez ao Banco Internacional para a Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD) no valor global de 700 milhões de dólares. “Antevemos que a economia de Angola vá regressar a um crescimento moderado de 1,7% este ano e de 3,3% em 2022, com a redução dos cortes da Organização dos…

Leia mais

Europeus vieram a despacho

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, veio a despacho a Luanda para tomar conhecimento da versão oficial sobre vários projectos e iniciativas em curso no país para a (suposta e prometida há 45 anos) diversificação da economia nacional e melhoria do ambiente de negócios. E foi brindado com a caminhada da selectiva e suposta luta contra a corrupção. Charles Michel foi recebido pelo Presidente da República, pelo Presidente do MPLA e pelo Titular do Poder Executivo, no Palácio Presidencial, numa prova da inequívoca sintonia das três principais figuras institucionais…

Leia mais

O ideal é não pagar o que se deve e continuar a receber fiado

João Lourenço, Presidente angolano, defende a continuidade das negociações ao nível bilateral e multilateral para o reescalonamento das dívidas, em função da situação específica de cada país africano, que enfrentam dificuldades na reactivação das suas economias. Já é um bom sinal o líder do partido que “comprou” o país há 45 anos (o MPLA) achar que Angola tem mesmo uma economia. João Lourenço expressou a posição angolana durante a sua intervenção na abertura do Diálogo de Alto Nível sobre “Alimentar África: Liderança para o Incremento das Inovações bem Sucedidas”, promovido…

Leia mais

É a Covid-19, é a chuva, é a seca. Nunca é o MPLA

O Governo angolano assumiu hoje que a pobreza multidimensional no país se tenha “agravado para mais de 54%”, sobretudo devido às “dificuldades impostas pela Covid-19”, que se juntam ao “excesso de chuvas, à seca e outras calamidades”. Para dizer que tudo esta “pobreza multidimensional” tem na sua origem outras causas estamos cá nós. É essas devem-se a um vírus para o qual não existe, por enquanto, cura. Trata-se da pandemia MPLA-45. Segundo o ministro da Economia e Planeamento angolano, Sérgio Santos, que admitiu um “aumento da população em condição de…

Leia mais

Se Espanha o diz e (até) paga…

Espanha vai ampliar em 200 milhões de euros a cobertura de risco das exportações para Angola, “um claro compromisso com o desenvolvimento económico e com a recuperação económica deste país”, anunciou hoje, em Luanda, o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez. O Presidente do Governo da Espanha, Pedro Sánchez, considerou Angola um mercado “muito importante” para o seu país, com o qual mantém relações “excelentes”, quando intervinha hoje no encerramento do Fórum Empresarial Angola/Espanha, o primeiro ponto da agenda de trabalho. “Para o Governo de Espanha, Angola é um país amigo, com…

Leia mais

Eu seja ceguinho!, diz o cego

A ministra das Finanças de Angola, Vera Daves, disse hoje que várias vezes teve de dizer aos banqueiros comerciais para se acalmarem porque a prioridade do país é o financiamento em termos concessionais, abaixo das taxas do mercado. Se possível, como comprova a história do MPLA, entrando os banqueiros com o dinheiro e o governo com a experiência. Isto porque, no fim, os financiadores ficariam com a experiência e o MPLA com o dinheiro… “Recebemos muitas propostas dos bancos comerciais para financiar projectos específicos, e a nossa iniciativa é dizer…

Leia mais

Fiado + fiado = falência

A economia de Angola, gerida há 45 anos pelo MPLA, passou a fazer parte dos 42 países analisados em pormenor pelo Instituto Financeiro Internacional (IFI), o órgão representativo dos credores privados, e é um dos três países com mais dívida para pagar este ano. Recorde-se a tese fundamental do MPLA: Os investidores entram com o dinheiro e o MPLA entra com a experiência. No fim, os investidores ficam a experiência e o MPLA com o dinheiro. Isto enquanto os credores não obrigarem o país a abrir… falência. “Mais de 190…

Leia mais

S.O.S. a todos os credores

O líder do Clube de Paris disse hoje que os credores privados terão de participar no alívio da dívida dos países mais vulneráveis, admitindo, ainda assim, a possibilidade de haver “excepções específicas e muito limitadas”. Em entrevista à agência de informação financeira Bloomberg, o chefe do Tesouro do Ministério das Finanças da França, Emmanuel Moulin, que acumula a presidência do Clube, disse que “um tratamento de dívida ao abrigo do Enquadramento Comum para o Tratamento da Dívida para além da Iniciativa de Suspensão do Serviço da Dívida (DSSI) vai requerer…

Leia mais