MPLA VAI PRENDER A CHUVA POR SER ARRUACEIRA

O aumento do nível de água em bacias de retenção, a progressão de ravinas em alguns municípios, habitações inundadas e ruas alagadas e intransitáveis são para já as consequências da intensa chuva que caiu hoje em Luanda. O MPLA vai acusar a chuva de ser arruaceira… Segundo o porta-voz do comando provincial de Luanda do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, Faustino Minguês, os municípios mais afectados pelas chuvas que começaram na madrugada e terminaram às primeiras horas do dia foram Viana, Cacuaco, Luanda, Kilamba Kiaxi e Talatona. As autoridades…

Leia mais

NOVE ANOS DE PRISÃO EFECTIVA PARA SÃO VICENTE

O empresário luso-angolano Carlos São Vicente foi condenado hoje a 9 anos de prisão efectiva, pelo Tribunal da Comarca de Luanda, e ao pagamento de uma indemnização de 500 milhões de dólares (454 milhões de euros), anunciou hoje a defesa. Carlos de São Vicente, marido de Irene Neto, filha do primeiro Presidente de Angola, Agostinho Neto, foi condenado pelos crimes de peculato e fraude fiscal e a defesa garante que vai recorrer da sentença. Carlos São Vicente foi acusado de fazer aquilo que é apenas uma parte do que é…

Leia mais

PENSAR É CRIME E DÁ PENA PRISÃO

O líder do Movimento do Protectorado Português Lunda Tchokwe (MPPLT), José Mateus ‘Zeca Mutchima’, e os 24 co-arguidos foram hoje condenados a quatro anos e meio de prisão efectiva, anunciou hoje o advogado, que recorreu da decisão. Segundo o advogado Salvador Freire, ‘Zeca Mutchima’ e demais membros do MPPLT, arrolados no processo, foram condenados “apenas por pertencerem ao movimento, porque as acusações de actos de rebelião caíram por terra”. Dito de outra forma, foram (como ordens superiores do MPLA) condenados por não aceitarem as ordens do dono do país (João…

Leia mais

“ZECA MUTCHIMA” VAI APODRECER NA PRISÃO

A defesa do líder do Movimento Protectorado Português Lunda Tchokwe (MPPLT), José Mateus “Zeca Mutchima” denunciou constrangimentos para contactar o seu constituinte, detido há 10 meses, em Luanda, ainda sem data de julgamento. Em declarações à agência Lusa, o advogado Salvador Freire disse que recebeu a pronúncia do tribunal há mais de um mês, aguardando pela marcação do julgamento. O líder do MPPLT foi detido em 8 de Fevereiro deste ano, acusado dos crimes de associação de malfeitores e rebelião armada, na sequência dos incidentes registados em 30 de Janeiro,…

Leia mais

DOS (CRIMINOSOS) ASSASSÍNIOS COLONIAIS AOS (HERÓICOS) ASSASSÍNIOS DO MPLA

«Os actos cruéis praticados contra muitos nacionalistas angolanos, antes de 1975, na cadeia de São Nicolau, hoje Bentiaba, província do Namibe, por lutarem por uma Angola livre do colonialismo, só podem ser comparados com as cenas de filmes de terror. Encarcerados, muitos eram retirados das celas, na calada da noite, para serem queimados vivos num forno feito de pedra», escreve o Jornal de Angola. Tal como o MPLA fez nas massacres de 27 de Maio de 1977, assassinando milhares de angolanos, escrevemos nós. «O relato dramático vivido por esses nacionalistas…

Leia mais

“Dos Santos já não faz nada de positivo para Angola”

Porque quem não tiver memória nunca será livre, recordamos hoje uma entrevista a Sedrick de Carvalho, publicada pelo Folha 8 no dia 20 de Julho de 2016 e feita pelo nosso companheiro Antunes Zongo. «Desde a Independência, proclamada 11 de Novembro de 1975, que o regime que lidera a República de Angola desde então usa o pretexto de “tentativa de golpe de Estado” sempre que pretende livrar-se física ou politicamente de um opositor, seja este do interior ou exterior ao partido MPLA. Foi assim em 1977, na chamada “Purga de…

Leia mais

Mais uma arbitrariedade comum nos regimes despóticos

O jornalista Francisco Rasgado, de 64 anos, foi preso, cerca das 14h58, sem motivo por ordem do juiz António José Santana, que assinou um mandado de detenção, por (suposta) não comparência a uma sessão de julgamento, no dia 21.04, da qual não foi notificado. Doutrinariamente, no excesso de zelo e demonstração de força poderia ser expedido um mandado de coacção, que significa ir com polícias até ao tribunal e depois regressar em liberdade e nunca ficar em detenção. A Lei 25/15 de 18 de Setembro, Lei das Medidas Cautelares, nos…

Leia mais

E assim (des)anda o reino

O Standard Bank Angola convocou para 29 de Março uma assembleia-geral extraordinária que inclui na ordem de trabalhos a renovação da destituição dos administradores não-executivos Carlos São Vicente, e seu filho, Ivo São Vicente. O anúncio, publicado no Jornal de Angola, dá conta da intenção de renovar a destituição dos dois administradores com justa causa, invocando “incapacidade por impedimento e por falta de idoneidade”. No caso de Carlos São Vicente, detido desde Setembro em Luanda por suspeitas de corrupção, junta-se igualmente a impossibilidade física aos fundamentos de renovar a decisão…

Leia mais

Família de Carlos São Vicente diz-se (quase) falida

A família do empresário luso-angolano Carlos São Vicente, detido em Angola por suspeita de peculato e branqueamento de capitais, anunciou que interpôs esta semana um recurso a pedir o descongelamento das suas contas bancárias em Portugal. Segundo um comunicado, a família, mulher e filho, do empresário, detido em Setembro e que permanece em prisão preventiva, na prisão de Viana, em Luanda, “sem acusação formal”, interpôs, esta semana um recurso “para o descongelamento das suas contas bancárias nos bancos em Portugal”. De acordo com a mesma nota, um dos filhos do…

Leia mais

Os dias longos na prisão de uma Jornalista

A manifestação de 24.10.20 deixou marcas indeléveis no corpo e na mente de quem a viveu e, depois, sentiu na carne as agruras de um encarceramento forçado e injusto, pelo simples crime de, no exercício da sua profissão. estar a cobrir um acto noticioso, também, com respaldo constitucional; o direito de informar. Foi, é, o caso de Suely de Melo. Por William Tonet O regime, através do seu braço policial, na saga de coarctar direitos e garantias fundamentais, extrapolou competências ao encarcerar cerca de uma dezena de jornalistas, que nada…

Leia mais