Nova tentativa para pôr a “CASA” em ordem e na ordem

O secretário executivo nacional adjunto da CASA-CE tomou hoje posse, para, entre outros desafios, recuperar a dinâmica funcional da organização, que actualmente enfrenta problemas internos. Ainda vai a tempo? Não custa tentar. Há muitos angolanos à espera… No acto, presidido pelo coordenador para a Acção Política e Revitalização da CASA-CE, Manuel Fernandes, tomaram posse com Muanza Kitongo, os secretários nacionais das distintas esferas políticas e seus respectivos adjuntos, dos quais se destacam Nelson Pestana Bonavena, secretário nacional para os Assuntos Eleitorais, e anunciados os secretários executivos provinciais e seus adjuntos.…

Leia mais

Ora então, fazer o que não tem sido feito (trabalhar)

O líder da coligação angolana CASA-CE, Abel Chivukuvuku, lembrou, hoje, aos dirigentes da segunda maior força da oposição que o MPLA permite que exista, que a curto prazo têm o desafio das eleições autárquicas e o sucesso depende da qualidade e profundidade do trabalho. Abel Chivukuvuku falava na posse do novo secretário executivo nacional, Rafael Aguiar, antigo secretário da ala juvenil da coligação, que substituiu no cargo Leonel Gomes, deputado à Assembleia Nacional. De acordo com Abel Chivukuvuku, com este acto, a CASA-CE dá “mais um passo” no seu processo…

Leia mais

Ter mar é ter (quase) tudo

O ministro dos Transportes, Ricardo de Abreu, disse hoje em Luanda que a vitalidade das economias dos países membros da Organização Marítima da África do Oeste e do Centro (OMAOC), organismo do qual Angola é membro, dependerá em grande medida, dos projectos dos governos para desenvolver todo o potencial marítimo disponível. Como é que ninguém ainda tinha pensado nisso? De acordo com o ministro, as administrações marítimas, qualquer que seja a sua natureza e sistema de organização, são o grande suporte dos governos, em quem confiam a formulação e aplicação…

Leia mais

“Sabes quantos morrem no
27 de Maio?”, perguntou um dirigente do MPLA a Tchizé

Américo Kuononoka, líder do grupo parlamentar do MPLA, partido no poder em Angola desde 1975, rejeitou hoje qualquer “problema de fricção” entre os seus membros, referindo que todos os militantes estão com a direcção neste “momento histórico” que o país vive. Fazem bem. É que, todos os anos, em Maio, existe o dia 27. E já recordam esta data a Tchizé dos Santos que, diz, sofreu “intimidações em plena reunião plenária” da Assembleia Nacional. Américo Kuononoka falava em conferência de imprensa, em que anunciou a realização das II jornadas parlamentares…

Leia mais

(Só) unido o Povo vencerá

Angola vive momentos de indiscritível podridão, no sistema de justiça e judiciário, tal como o Brasil, lá como cá, a classe política está atolada em escândalos de crimes de corrupção e peculato. Quando o regime não gosta ou teme alguém, julga e para condenar não precisa de provas, bastando a sua vontade, ou recorrer eufemisticamente ao anacrónico instituto da “Teoria do domínio do facto”. Por William Tonet Lá, como cá, são muitas as semelhanças, tal como um texto em que me solidarizo e no qual autor se coloca na pista…

Leia mais