Contra a UNITA marchar,
com o dedo no… gatilho

A UNITA, o maior partido da oposição que o MPLA ainda permite que exista em Angola, manifestou preocupação com actos de intolerância política (como se isso fosse possível…), que ocorrem pelo país contra cidadãos críticos ao regime e acções “pouco éticas” contra o líder desta formação política. Em comunicado de imprensa, o Comité Permanente da Comissão Política da UNITA refere que tomou conhecimento pela imprensa (com exclusão da que é propriedade do MPLA) do plano do MPLA, partido no poder há 45 anos, que visa “combater até à exaustão” o…

Leia mais

Nem a morte nos calará

A “manada” ruidosa, que sob o estalido do chicote, segue, sem pensar, o touro que a comanda, curou de mandar vários recados, uns mais ameaçadores do que outros, por net e carta, acusando -me de tudo e de nada, num extenso repertório-acusatório, como se a cinza ainda se queimasse… Por William Tonet “V AIS MORRER COMO UM CÃO, SACANA FILHO DA P…”! Não tenho medo deles. Não me calarei! Não fugirei nunca. Mas não subestimo nunca estes assassinos partidocratas, escudados no poder e doutorados em genocídios, ladroagem e cobardia. E…

Leia mais

Polícia (do MPLA) avisa

A Polícia Nacional (do MPLA) alertou hoje a população para “não aderir” a actos de arruaças e de vandalismos, “com a finalidade de perturbar a ordem e tranquilidade públicas, em algumas províncias do país”. E como até prova em contrário, segundo a lei do MPLA (a Constituição é inválida neste caso), os manifestantes são sempre culpados… Num comunicado, a polícia refere ter tomado conhecimento da intenção de alguns indivíduos já identificados e instrumentalizados (marimbondos, certamente) a partir do exterior do país (Barcelona? Londres? Lisboa?), que pretendem organizar “arruaças e actos…

Leia mais

Fraccionista Tchizé na
linha de fogo do MPLA

A deputada do MPLA ‘Tchizé’ dos Santos, filha do ex-presidente angolano José Eduardo dos Santos, disse desconhecer qualquer processo disciplinar que lhe tenha sido movido pelo partido, falando de “jogada política”, e disse estar a ser ameaçada. O MPLA é mesmo isto. Pouco mais do que uma seita (grupo organizado que tem ideias ou causas em comum). Na quarta-feira, o órgão oficial do MPLA, Jornal de Angola, noticiou que a Comissão de Mandatos, Ética e Decoro Parlamentar da Assembleia Nacional agendou, para o início do mês de Setembro, uma audição…

Leia mais

MPLA criou a sua PIDE
mas chamou-lhe… ERCA

O jornalista e conselheiro da ERCA – Entidade Reguladora da Comunicação Social Angolana (sucursal do MPLA para este sector que inclui também o Ministério da Comunicação Social), Carlos Alberto, denunciou hoje uma alegada “perseguição política criminosa” de que será alvo da parte de militantes do MPLA, partido no poder, afectos ao órgão, e “teme pela vida”. “E stamos, portanto, perante uma perseguição política criminosa e de coacção psicológica clara contra a minha pessoa devido, em meu entender, a uma incompetência generalizada, incluindo o sector da comunicação social, do partido MPLA,…

Leia mais

“Tchizé” quer que JLo seja colocado no olho da rua

A deputada do MPLA “Tchizé” dos Santos, filha do ex-Presidente da República José Eduardo dos Santos, diz que o actual chefe de Estado, igualmente Presidente do MPLA, está a fazer um “golpe de Estado às instituições” em Angola e pede a destituição de João Lourenço. Em declarações hoje à agência Lusa, a deputada do MPLA, membro do seu Comité Central, assumiu que está “involuntariamente” fora do país devido à doença da filha e que há vários meses está a ser “intimidada” por dirigentes do partido no poder desde 1975. Face…

Leia mais

Carta aberta (e pública) ao Presidente João Lourenço

Recordando (como se fosse preciso) os métodos de José Eduardo dos Santos durante 38 anos, hoje os “anónimos” servidores de João Lourenço (provavelmente alguns reciclados do governo anterior e outros que o Presidente nem conhece) voltaram a pôr as garras de fora. Não gostaram do texto “Sociedade civil, João Lourenço e nós” e, como os sipaios de outros tempos, partiram para as ameaças, para as acusações. Por Orlando Castro Pela forma, mas também pelo conteúdo e pela escrita, percebe-se que são gente evoluída e que gravita junto de quem tem…

Leia mais

Amnésia só atacou o (seu) passado com Dos Santos!

Ainda não recuperado da amnésia (perda total ou parcial da memória) que o vitimou nos últimos anos, sobretudo em relação ao tempo em que foi vice-presidente do MPLA e ministro da Defesa de José Eduardo dos Santos, João Lourenço mostrou hoje que já está curado… para o que lhe interessa. A medicação miraculosa chama-se Poder. Assim, o líder do MPLA avisou hoje, em Luanda, que “Angola jamais voltará a ser a mesma de há uns anos”, referindo-se às “oportunidades restringidas a uns quantos intocáveis que tudo podiam”. Por outras palavras,…

Leia mais

“Sabes quantos morrem no
27 de Maio?”, perguntou um dirigente do MPLA a Tchizé

Américo Kuononoka, líder do grupo parlamentar do MPLA, partido no poder em Angola desde 1975, rejeitou hoje qualquer “problema de fricção” entre os seus membros, referindo que todos os militantes estão com a direcção neste “momento histórico” que o país vive. Fazem bem. É que, todos os anos, em Maio, existe o dia 27. E já recordam esta data a Tchizé dos Santos que, diz, sofreu “intimidações em plena reunião plenária” da Assembleia Nacional. Américo Kuononoka falava em conferência de imprensa, em que anunciou a realização das II jornadas parlamentares…

Leia mais

Folha 8 não está contra ninguém. Pelo contrário

O sino tocou. Mais uma vez. O endereço físico e mental é o mesmo. Sempre. Folha 8. O destinatário, na rectilínea defesa de princípios e de dar voz a quem não tem voz, não prescinde dos ideais de liberdade de imprensa e democracia, por mais que sejam os ataques abjectos e covardes. Por William Tonet Os novos, velhos, assessores presidenciais, na senda da perseguição, accionaram arrogantemente, mais uma vez, o ancião recurso, a opacidade numérica do veículo intimidador: o celular. E, na altiva arrogância e petulância alegam “justa causa”, na…

Leia mais