QUEM NÃO SE RESPEITA A SI PRÓPRIO…

Os teus pais têm motivos de sobra para serem respeitados, independentemente do que te tiverem feito de errado ou do tipo de pessoa (de más atitudes) que tenham demonstrado ser nos últimos tempos da tua história de vida. Eles são, acima de serem teus pais, seres humanos, portanto, por natureza, falíveis. Por Fernando Kawendimba Psicólogo e escritor Devemos respeitar alguém pelo que é, mas também pelo que devia ter sido. Há aqueles que não assumem a paternidade, não oferecem assistência socio-económica, não transmitem valores, para além dos contra-valores que deles…

Leia mais

TODOS SOMOS (+ OU -) CONSUMIDORES

Os cidadãos imigrantes lusófonos têm, em Portugal, “conflitos diários” com situações básicas de direitos do consumidor, com os serviços de telecomunicações, a água e a electricidade a liderarem as queixas, revelou a representante da DECO na organização de consumidores de língua portuguesa. Estes imigrantes são “vulneráveis, em termos de conhecimento”, pois apresentam “uma literacia sobre direitos dos consumidores, digital e financeira baixíssima”, disse Graça Cabral, a representante da Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO) na Organização Internacional de Consumidores de Língua Portuguesa (Consumare). A organização é composta por…

Leia mais

UNITA desafia o MPLA para adoptar a democracia

A UNITA enviou à Assembleia Nacional (órgão que por ser esmagadoramente dominado pelo MPLA funciona como mera sucursal do Presidente João Lourenço) dois projectos de lei, sobre o direito à petição e o exercício do direito de oposição democrática, medidas legislativas que visam “contribuir para o combate à corrupção”. Segundo um comunicado do grupo parlamentar da UNITA, principal partido da oposição que o MPLA ainda permite que exista em Angola, os dois projectos de lei terão “forte impacto na consolidação do Estado de Direito” e “poderão contribuir sobremaneira para o…

Leia mais

Carolina Cerqueira, a coordenadora do lixo

Senhora Carolina Cerqueira, a senhora é uma nódoa que conspurca a imagem do país e do governo, em Angola e no estrangeiro. A sua mais recente procissão carnavalesca, saprófita ou parasitária, de propaganda política demagógica, é um forte atentado contra a ética, a dignidade, os direitos humanos, os direitos da criança e os direitos das pessoas que necessitam de assistência médica. A senhora não merece respeito e admiração porque gera situações que provocam muita revolta, muito nojo. Por José Filipe Rodrigues (*) Qualquer criada ou criado de um botequim clandestino…

Leia mais

Fogo-fátuo de um Presidente… fátuo

Justin Pearce, investigador da Universidade de Sussex especialista em questões africanas considera que os protestos dos últimos dias em Angola resultam da falta de atenção do poder central e do descontentamento no interior. É assim que funcionam as ditaduras. É assim que funciona o MPLA, partido que está no Poder há 45 anos. No entanto, pelo menos desde 1995 (ano em que o Folha 8 surgiu) que a comunidade internacional não pode alegar desconhecimento. “Estes protestos lembraram-nos que Cabinda e as Lundas, distantes de Luanda, não têm estado na agenda…

Leia mais

Olha que não!

O activista Luaty Beirão disse hoje que a proibição da marcha prevista para quarta-feira, Dia da Independência de Angola, carece de fundamento legal e sublinhou que o governo também é obrigado a cumprir as leis. “Olha que não, olha que não”. Isso de o governo ter de cumprir a leis é só nas democracias, nos Estados de Direito. “N enhum dos argumentos apresentados pelo governo provincial [de Luanda] serve de justificação para impedir a manifestação, para além de que teriam 24 horas para o fazer”, disse à Lusa Luaty Beirão,…

Leia mais

Crianças (dos outros) são gente?

As agressões sexuais a crianças têm “crescido bastante” em Angola nos últimos anos e ocorrem mais frequentemente no seio familiar, segundo a investigadora Ana Panzo, autora da obra “Agressores Sexuais de Menores”, que será lançada na próxima sexta-feira. Na verdade, tudo o que não devia crescer… está a crescer como nunca. Os pobres são cada vez mais, os desempregados também. Se o Poder corrompe, o Poder absoluto corrompe ainda mais. E por cá o Poder está há 45 anos nas mãos dos mesmos, o MPLA. Ana Isabel Marques Panzo é…

Leia mais

De Cabinda a Timor-Leste

O especialista em defesa e segurança, Luís Brás Bernardino, considera que o conflito de Cabinda é “um problema essencialmente africano” e que Portugal não se deve envolver, pois seria difícil manter a neutralidade. É caso para perguntar: Desde quando é que a neutralidade foi essencial, importante ou sequer algo a considerar por Portugal? O território de Cabinda, anexado por Angola e transformado em sua província (tal como a Indonésia fez em relação a Timor-Leste), é um enclave delimitado pela República Democrática do Congo e pelo Oceano Atlântico, é palco de…

Leia mais

(Ass)assinar é com o MPLA

Angola assinou, esta quarta-feira, o Protocolo referente aos Direitos da Pessoa com Deficiência e o relativo aos Direitos dos Idosos em África, ambos contidos na Carta Africana dos Direitos Humanos e dos Povos. Boa! Já que as pessoas sem deficiência não têm direitos (com excepção das do MPLA), ao menos que tenham as que sofrem de qualquer deficiência. A Embaixada de Angola na Etiópia refere que os documentos foram assinados pelo representante permanente de Angola junto da União Africana (UA), Francisco da Cruz, em cerimónia que decorreu na sede desta…

Leia mais

Sejamos (todos) feministas

Nem uma única mulher em escritórios, universidades ou escolas. Nenhuma nas ruas ou nos transportes públicos. Nem em lojas, restaurantes ou locais de entretenimento. Por um dia, o México tem que ser um país sem mulheres. Esta é a proposta de um colectivo de associações feministas para o próximo dia 9 de Março. Por Magdalena Sepúlveda (*) Sob o slogan #UNDÍASINNOSOTRAS, elas convocam uma greve nacional contra a violência de género, a desigualdade e a cultura do machismo. O apoio que conseguiram surpreendeu, ultrapassando as barreiras das classes sociais ou…

Leia mais