MPLA está acima da lei

A UNITA, o maior partido da oposição que o MPLA (ainda) permite em Angola, continua a sonhar que o país é uma democracia séria e um Estado de Direito de facto. Vai daí, num compreensível delírio, ao governo da província de Luanda (do MPLA) a “imediata remoção” de todo o material de propaganda político-eleitoral do MPLA, partido no poder há 46 anos, que antecipa o período oficial de campanha pré-eleitoral. Numa carta dirigida à governadora de Luanda, Ana Paula de Carvalho, o líder da UNITA, Adalberto da Costa Júnior, disse…

Leia mais

Quem tem uma Luísa tem tudo!

O Secretariado do Bureau Político do MPLA, sob a superior orientação da ex-serviçal de José Eduardo dos Santos, Luísa Damião, encoraja o Executivo liderado por João Lourenço, a reforçar as medidas para garantir a estabilidade macro-económica e financeira do país, apostando fortemente no sector social e na diversificação da economia nacional e no aumento da produção interna de bens e serviços”. O “Secretariado do Bureau Político do MPLA aproveitou para denunciar as campanhas contra a dignidade e honra do Camarada Presidente, condenando veementemente todas as manobras de diversão visando desacreditar…

Leia mais

(Con)tributo a Sebem

Ausente dos palcos desde 2013, por questões de saúde, o cantor angolano Sebem foi agora homenageado em Luanda, durante um espectáculo solidário, organizado pela TV Zimbo e pelo portal Platina Line. O evento serviu para angariar apoios para o artista, que há sete anos padece de uma doença de foro neurológico. O show solidário teve a participação de vários artistas, em representação de diferentes gerações do género musical kuduro, que interpretaram temas clássicos do homenageado. O espectáculo teve a participação dos kuduristas Katana, Rey Ta Nice, Agre G, Zoca Zoca,…

Leia mais

Não será preciso votar.
O MPLA votará por nós!

O MPLA, partido no poder em Angola desde 1975, disse hoje que “não tem medo” das eleições autárquicas, previstas para 2020, afirmando ser “o mais interessado”, enquanto a UNITA admite vontade política para as autarquias, defendendo “respeito de opiniões contrárias”. Claro que não tem medo. Nesta altura talvez até já pudesse divulgar os resultados eleitorais… “Nas eleições de 2017, dos 164 municípios do país o MPLA ganhou 156, isto é para ter medo? O MPLA é um partido de consenso, é uma máquina que trabalha, prepara muito bem, não tem…

Leia mais

O Land Rover, os reis e a PGR

O órgão oficial do regime angolano, o Jornal de Angola, afirmou no dia 15 de Janeiro de 2012 (só passaram 8 anos) que “a autoridade tradicional máxima do Bailundo, Ekuikui IV”, morrera na véspera, “aos 94 anos, na cidade do Huambo, vítima de doença”. Acrescentava o jornal que “o anúncio foi feito em comunicado pelo Bureau Político do MPLA, partido do qual era militante e que representou, como deputado, na Assembleia Nacional”. Por Orlando Castro No dia 30 de Abril de 2008 (só passaram 12 anos), uma viatura de marca…

Leia mais

Twapandula Harry!

O Príncipe Harry inicia segunda-feira uma visita a África que inclui no roteiro Angola, onde vai percorrer um antigo campo de minas terrestres visitado há 22 anos pela mãe, Princesa Diana, e encontrar-se com o presidente, João Lourenço. A escala em Angola começa no final do dia de quinta-feira, quando o Príncipe viaja para o sudeste de Angola, para Dirico (Cuando Cubango), onde vai passar a noite num campo de desminagem da organização britânica Halo Trust. É na província do Cuando Cubango que a Halo Trust iniciou recentemente um projecto…

Leia mais

Sacrifício de carneiro para novo êxtase dos escravos?

Cerca de quatro milhões de carneiros foram abatidos em Agosto de 2018 em Marrocos na festa em comemoração ao sacrifício que Abraão fez em agradecimento a Deus, por ter poupado a vida do seu filho. A festividade está tão arraigada no país que muitas famílias pobres endividam-se para matar o seu carneiro, mesmo que tenham de pedir dinheiro a crédito, o que é proibido pelo Islão (*). A Procuradoria-Geral da República (PGR) de Angola já remeteu ao Tribunal Supremo o processo-crime em que é o antigo ministro das Obras Públicas,…

Leia mais

Vacinar é dar vida

A crise de sarampo a nível mundial é um sinal de alarme urgente para a necessidade de os países garantirem que todas as crianças, independentemente de onde vierem, tenham acesso a vacinas que salvam vidas. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), as vacinas evitaram pelo menos 10 milhões de mortes entre 2010 e 2015, e protegeram muitos milhões de pessoas de doenças como o sarampo, a pneumonia ou a tosse convulsa. Segundo a OMS as vacinas têm sido uma das maiores histórias de sucesso da medicina moderna…

Leia mais

A luta continua? Tem
mesmo de continuar!

O MPLA (para quem não sabe é aquela seita (1) que desgoverna Angola desde 1975) vai iniciar amanhã, sábado, dia 20 de Abril de 2019, às 9 horas o que chama de “Campanha pública para a moralização da sociedade” angolana, com a realização do respectivo acto oficial (claro) de lançamento, a ter lugar na Tenda do Hotel de Convenções de Talatona, em Luanda, sob a superior e emblemática orientação da vice-presidente do Partido, Luísa Damião. A campanha, diz o Departamento de (des)Informação e Propaganda do Comité Central do MPLA, tem…

Leia mais

Mamãe Ana falou…

Angola pretende reduzir, nos próximos três anos, dos actuais 26% para 14%, a taxa de contaminação do VIH de mãe para o filho, no âmbito da Campanha “Nascer Livre para Brilhar”, anunciou hoje a primeira-dama angolana. Vá lá. Desta vez não foi o Presidente. Mas o Governo está imparável. Às segundas, quartas e sextas lança novas iniciativas, às terças, quintas e sábados novos planos. Aos domingos… preparam os anúncios da semana. A campanha, uma iniciativa da União Africana, liderada pela primeira-dama de Angola, Ana Dias Lourenço, foi lançada no Luena,…

Leia mais