Luanda marca passo

O governo de Luanda assumiu hoje que a problema do saneamento básico na capital angolana continua a afectar o desenvolvimento da Saúde na província e que grande parte da população ainda consome “água fornecida por cisternas”. E os culpados são, continuam a ser, sempre serão enquanto o MPLA estiver no governo… os portugueses. Segundo o governador de Luanda, Luther Rescova, apesar de algumas melhorias, o actual nível de fornecimento de água potável, 500.000 metros cúbicos/dia, continua aquém das necessidades da população, que é mais de metade da actual capacidade. “A…

Leia mais

(In)competentes há 44 anos

Cerca de três em cada cinco angolanos têm acesso a uma fonte segura de água, mas as metas do Governo de atingir 76% da população, em 2022, “não serão alcançadas”, refere um estudo de um instituto sul-africano. É uma chatice. Quarenta e quatro anos de governação, 17 de paz total, não foram suficientes para resolver os problemas do Povo. Serão, talvez, precisos mais 56 anos. Denominado “Relatório – O Caminho Actual: Angola Rumo ao ano 2050”, o estudo, que integra variáveis geográficas, económicas, energia, infra-estruturas, saúde, entre outras, baseadas no…

Leia mais

70% dos mais pobres do mundo são africanos

Segundo os números da World Data Lab, uma empresa de estatísticas que trabalha com a UNICEF, em Março o número de pessoas que saíram da pobreza extrema suplantou o número das que caíram nesta situação. Esta realidade não se aplica, infelizmente, a Angola. O número de africanos que conseguiram sair da pobreza extrema ultrapassou em Março, pela primeira vez desde que foram definidos os Objectivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), o número de pessoas que entraram nesta situação. De acordo com o World Data Lab, na compilação de dados e projecção…

Leia mais

Que tal promover o lixo
a “ex-líbris” de Luanda?

O Governo da província de Luanda admitiu hoje que deve cerca de 60 mil milhões de kwanzas (170 milhões de euros) às operadoras que efectuam a limpeza na capital angolana, situação que está a “dificultar normal funcionamento” das empresas na recolha do lixo. Confirma-se que não basta mudar de governador, é preciso mudar de… governo. Respondendo às preocupações sobre os “enormes acumulados de lixo em vários pontos da província”, o director do gabinete do Ambiente, Gestão de Resíduos e Serviços Comunitários do Governo de Luanda, Tchino de Sousa, argumentou que…

Leia mais

840 milhões sem água. 2,3 mil milhões sem sanitários

Mais de 840 milhões de pessoas em todo o mundo, ou 1 em cada 9 indivíduos, não têm acesso a água potável, e 2,3 mil milhões, ou 1 em cada 3, não têm acesso a sanitários. “Em todo o mundo, mais pessoas têm telemóvel do que casas de banho”, explica Matt Damon, activista pela água e actor. Num esforço global para evitar grandes crises hídricas e para melhorar o acesso a água potável e saneamento a nível mundial, o Conselho Mundial da Água organiza a 8ª edição do Fórum Mundial…

Leia mais

Água potável, uma miragem para 60% dos… africanos

Muitos dos quase 49 milhões de habitantes do Quénia não têm acesso a recursos hídricos aperfeiçoados, dos quais 41% estão dependentes de rios, lagos e poços. Além disso, 59% da população utiliza estruturas de saneamento deficientes. Em África, mais de 60% dos habitantes vivem em condições precárias sem acesso a água potável nem saneamento. Cerca de meio milhão de residências marginalizadas em Nairobi não tem água suficiente para suprir as suas necessidades básicas. O Conselho Mundial da Água preparou um relatório com recomendações de políticas públicas para promover o saneamento…

Leia mais

Demagogia do Governo dá
bem mais encanto a Luanda

A disponibilidade no abastecimento de água potável e de energia eléctrica aos habitantes da capital do país estão entre as prioridades do Governo Provincial de Luanda (GPL) a médio prazo, confirmou nesta sexta-feira o governador Adriano Mendes de Carvalho. Esta malta gosta mesmo de gozar com a nossa chipala. O responsável fez afirmação na abertura da reunião orientada pelo Presidente da República, João Loureço, que decorreu hoje na sede do Governo Provincial de Luanda, com os responsáveis deste órgão e ministros. O encontro visa, entre outros aspectos, fazer o balanço…

Leia mais

Serviços básicos de saúde?
– Hum! O MPLA desconhece

Angola é, dos nove Estados lusófonos, o país com pior cobertura de serviços básicos de Saúde, segundo um relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Banco Mundial (BM) divulgado em Nova Iorque, EUA. Sendo que o MPLA está no governo há 42 anos, 15 dos quais em paz total, é caso para mais uma vez dar os parabéns a este partido que durante 38 anos teve no comando o mesmo presidente, José Eduardo dos Santos. Os parabéns são, igualmente, extensíveis ao novo presidente, João Lourenço, que apesar de…

Leia mais

Corrigir o que Portugal
fez de mal: tudo, tudo!

O Governo angolano, nesta tentativa de mostrar que, ao contrário do que se diz, Roma e Pavia se fizerem num dia, vai começar o processo de descentralização administrativa, anunciado anteriormente pelo Presidente da República, João Lourenço, com a área da gestão do saneamento em Luanda, passando competências para o governo provincial. De acordo com um despacho presidencial de Novembro, João Lourenço aprovou um reajuste na Unidade Técnica de Gestão do Saneamento de Luanda (UTGSL), considerando a “necessidade de se aprofundar o processo de desconcentração” da administração do Estado. No caso…

Leia mais

Obras no Rangel e Sambizanga

Em 2016 as ruas secundárias dos distritos urbanos do Rangel e Sambizanga, no município de Luanda, terão obras de melhoramento, de acordo com a informação do assessor para a requalificação urbana do presidente da Comissão Administrativa desta cidade, Manuel Cruz. A divulgação foi feita no final de uma visita de campo do presidente da Comissão Administrativa da Cidade de Luanda, José Tavares, ao distrito urbano do Rangel, onde inspeccionou o estado das vias e defendeu uma gestão de proximidade com a comunidade. Segundo Manuel Cruz, a Comissão Administrativa tem um…

Leia mais