DO LIXO (DE MILHÕES) AO LUXO DE ALGUNS

A arte juntou-se este ano aos negócios na Feira Internacional de Luanda (FILDA) pelas mãos do artista Jone Ferreira que recorreu à sucata para criar peças que remetem para a identidade angolana. JÁ em 2019, Manuel Francisco Fabiano Samuel, cujo nome artístico, “Samuelarte”, fazia arte sob o lema “Do Lixo ao Luxo”. Entre as cerca de 500 empresas que marcam presença este ano na FILDA em busca de novas oportunidades de negócios, a galeria ELA (Espaço Luanda Arte) faz a diferença, expondo obras de arte nascidas a partir de uma…

Leia mais

Lixo mostra quem mais ordena

O governo da província de Luanda, obviamente do MPLA e da confiança do Presidente do partido, anunciou hoje a rescisão de contrato com as empresas de limpeza Jump Business e Multilimpezas, contratadas em Março, por “incapacidade de acção”. “Incapacidade de acção” é um bom argumento. No entanto, se fizer jurisprudência lá vai o governo do MPLA ser exonerado, ou rescindido, por (mais do que comprovada) “incapacidade de acção”. Segundo o director do gabinete jurídico do governo da província de Luanda, Estêvão Hilário, as duas empresas, que supostamente cuidavam da limpeza…

Leia mais

Com o MPLA quem se lixa é o Povo

A nova governadora da província de Luanda, Ana Paula Chantre Luna de Carvalho, elegeu (embora ela como todos os governadores provinciais não sejam… eleitos) como prioridades para a curto, médio e longo prazos o problema dos resíduos sólidos e da macro-drenagem da capital. Quem diria? Brilhante. Oremos irmãos! Para tal, a governadora de Luanda defendeu a necessidade da elaboração de programas com a colaboração dos administradores municipais. Na sua primeira intervenção, a nova governadora disse que vai trabalhar com os municípios para, de forma pontual e planificada, mitigar alguns problemas…

Leia mais

400 moto-lixo na guerra de Luanda

O Governo da Província de Luanda (GPL) vai distribuir a todos os municípios 400 motorizadas e outros meios para a limpeza pública e recolha de resíduos sólidos da cidade capital angolana, informa um comunicado do GPL. As primeiras 28 motorizadas serão entregues este sábado a cooperativas dos municípios de Viana e Talatona. Esta entrega, adianta ainda a nota, está relacionada com a estratégia do Governo da Província de Luanda, no domínio da recolha porta a porta, da recolha selectiva e de apanha (catação) do lixo. Sete empresas começaram no final…

Leia mais

Em 2022 haverá Comissão Administrativa para a limpeza

Os contratos celebrados entre o Governo da Província de Luanda e as operadoras de limpeza e recolha de resíduos sólidos terminam este ano e os serviços passarão a ser assegurados pela Comissão Administrativa da Cidade de Luanda e administrações municipais. Num despacho, a governadora provincial de Luanda, Joana Lina, anunciou a criação para o efeito de um grupo técnico de acompanhamento, supervisão e garantia de execução dos trabalhos de criação de condições técnicas nos municípios, para elaboração das peças para a formação de novos contratos com vista ao funcionamento do…

Leia mais

O reino do MPLA em três actos

1- Lojas, hotéis e armazéns de Luanda vão ser obrigados a contratualizar a recolha de lixo com os operadores locais, limpar as áreas adjacentes e estão proibidos de queimar ou colocar detritos nos contentores públicos e passeios. 2- A Comissão Nacional Eleitoral, sucursal do MPLA, gasta quase 9 milhões de euros para comprar 125 viaturas. 3- Praga de gafanhotos destruiu plantações em Angola. LIXO. Segundo o despacho da governadora da província de Luanda, Joana Lina, a medida aplica-se a agentes económicos da área de hotelaria, construção, estabelecimentos comerciais de grande,…

Leia mais

O (des)encanto da (in)competência

As mais de 8.000 pessoas que ficaram desalojadas em consequências das chuvas torrenciais de Abril, em Luanda, continuam a aguardar soluções por parte do governo provincial, que está a “preparar o processo”, segundo disse hoje a governadora. Os angolanos estão, ao que parece, mal habituados. Tanto o governo do país como o de Luanda não existem para servir a população. A sua principal é função é… servir-se dessa população. “Tirando algumas iniciativas individuais que foram realizadas, ao nível do Governo Provincial de Luanda (GPL), estamos ainda a preparar o processo,…

Leia mais

Alarme sanitário? Claro. O habitual!

Enquanto médicos alertam para o “agravar da situação sanitária” em Luanda, que se reflecte já nos hospitais primários e terciários, apontando a “malária e as doenças diarreicas” como as principais patologias nos bancos de urgência, o presidente João Lourenço aprovou a despesa para a construção de uma nova morgue em Luanda, num valor estimado de 13 milhões de dólares. Para os profissionais de saúde, as chuvas e os enormes amontoados de lixo que se registam em quase toda a extensão da capital angolana estão a “concorrer negativamente para o deplorável”…

Leia mais

De boas intenções estão as lixeiras cheias

A empresa angolana de reciclagem de lixo eléctrico e electrónico, Net Service Angola, alertou hoje que o país “está a perder divisas, matéria-prima e até empregos” devido aos amontoados de lixo reciclável, que persistem nas ruas, sobretudo em Luanda. Segundo o director geral da empresa Net Service Angola, António Bartolomeu, apesar de Angola começar a ter consciência de que os resíduos eléctricos e electrónicos são prejudiciais ao ambiente, ainda se perde muito quando esse tipo de lixo é deixado na rua. “Isso preocupa muito, porque o que se perde a…

Leia mais

Luanda está “lixada” e o Povo também

Cerca de 30 jovens participaram hoje num protesto contra a falta de soluções para o lixo na cidade de Luanda, alertando para os riscos para a saúde pública e pedindo soluções sustentáveis e de longo prazo. Há 45 anos que o MPLA mostra do que é capaz. Embora os especialistas externos lhe digam para deixar a porta aberta, o MPLA acha que a solução é deixar a Berta à porta… “Venda de lixo é bom negócio”, dizia o Jornal de Angola em 16 de Setembro de 2012. “Isto é um…

Leia mais